Planejamento de canteiro de obras

Planejamento de canteiro de obras

(Parte 1 de 5)

Recomendações Técnicas HABITARE Volume 3

Planejamento de

Canteiros de Obra e Gestão de Processos

Tarcisio Abreu Saurin Carlos Torres Formoso

Porto Alegre 2006

© 2006, Recomendações Técnicas HABITARE Associação Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído - ANTAC Av. Osvaldo Aranha, 9 - 3° andar - Centro 90035-190 - Porto Alegre - RS Telefone (51) 3316-4084 Fax (51) 3316-4054 http://www.antac.org.br/

Financiadora de Estudos e Projetos - FINEP Presidente Odilon Antonio Marcuzzo do Canto Diretoria de Inovação para o Desenvolvimento Econômico e Social Eliane de Britto Bahruth Diretoria de Administração e Finança Fernando de Nielander Ribeiro Diretoria de Desenvolvimento Científico e Tecnológico Carlos Alberto Aragão Carvalho Filho

Grupo Coordenador Programa HABITARE Financiadora de Estudos e Projetos - FINEP Caixa Econômica Federal - CAIXA Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq Ministério da Ciência e Tecnologia - MCT Ministério das Cidades Associação Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído - ANTAC Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – SEBRAE Comitê Brasileiro da Construção Civil da Associação Brasileira de Normas Técnicas - COBRACON/ABNT Câmara Brasileira da Indústria da Construção - CBIC Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Planejamento Urbano e Regional - ANPUR

Apoio Financeiro Financiadora de Estudos e Projetos - FINEP Caixa Econômica Federal - CAIXA

Editores da Série Recomendações Técnicas HABITARE Roberto Lamberts - UFSC Carlos Sartor - FINEP

Equipe Programa HABITARE Ana Maria de Souza Angela Mazzini Silva

Apoio Institucional Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS

Autores do Volume 3 Tarcisio Abreu Saurin Carlos Torres Formoso

Texto da capa Arley Reis

Revisão Fabrício Borges Cambraia

Projeto gráfico Regina Álvares

Editoração eletrônica Amanda Vivan

Imagens da capa Blackred, Yali Shi e Carmen Martinez Banús

Imagens do sumário Blackred, Christine Gonsalves, Bulent Ince e

Yali Shi

Fotolitos, impressão e distribuição Prolivros Ltda. w.prolivros.com.br

Catalogação na Publicação (CIP). Associação Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído (ANTAC).

P7121Planejamento de canteiros de obra e gestão de processos /

Tarcisio Abreu Saurin [e] Carlos Torres Formoso. — Porto Alegre : ANTAC, 2006. — (Recomendações Técnicas HABITARE, v. 3)

112 p. ISBN 85-89478-17-3

1. Canteiro de obras. 2. Gestão de processos. I. Saurin, Tarcísio Abreu. I. Formoso, Carlos Torres. II Série.

CDU - 728.2

Lista de figuras e quadros4
Apresentação6
2.1. Definição de planejamento de canteiros15
2.2. Objetivos do planejamento de canteiros16
2.3. Tipos de Canteiros17
3 O Processo de Planejamento de Canteiros de Obra21
3.1 Diagnóstico de canteiros de obra21
3.1.2 Elaboração de croquis do layout do canteiro26
3.2 Padronização29
3.3 Planejamento do canteiro36
3.4 Programa de manutenção da organização do canteiro42
4 Diretrizes para o Planejamento de Canteiros de Obra49
4.1 Tipologia das instalações provisórias49
4.1.1 Sistema tradicional racionalizado49
4.1.2 Containers51
4.1.3 Exemplos de estratégias para implantação das instalações provisórias53
4.2 Instalações provisórias: áreas de vivência e de apoio55
4.2.2 Área de lazer57
4.2.3 Vestiário58
4.2.4 Banheiros61
4.2.5 Almoxarifado63
4.2.7 Guarita do vigia e portaria67
4.2.8 Plantão de vendas68
4.3 Instalações provisórias: acessos à obra e tapumes69
4.4 Movimentação e armazenamento de materiais73
4.4.1 Dimensionamento das instalações73
4.4.2 Definição do layout das áreas de armazenamento75
4.4.3 Posto de produção de argamassa e concreto77
4.4.4 Vias de circulação79
4.4.7 Armazenamento de blocos e tijolos84
4.4.8 Armazenamento de aço e armaduras86
4.4.9 Armazenamento de tubos de PVC88
4.5 Elevador de carga89
4.5.1 Localização89
4.5.2 Principais instalações de segurança92
4.6 Elevador de passageiros97

Lista de figuras e quadros

Figuras Figura 3.1 Exemplo de requisitos definidos no checklist

Figura 3.2 Resultados da aplicação do checklist em 40 canteiros no Rio Grande do Sul

Figura 3.3 Exemplo de checklist para pré-dimensionamento das instalações do canteiro

Figura 3.4 Exemplo de cronograma de layout Figura 3.5 Exemplo de checklist para avaliação da limpeza do canteiro

Figura 3.6 Exemplo de quadro de apresentação de resultados do Programa 5S cuja compreensão é relativamente difícil

Figura 3.7 Exemplo de quadro de apresentação de resultados do Programa 5S de fácil compreensão

Figura 4.1 Containers empilhados, substituindo os barracos de chapas de compensado

Figura 4.2 Evolução dos custos de diferentes alternativas de implantação de instalações provisórias

Figura 4.3 Exemplo de fechamento e mesas para refeitórios em canteiros Figura 4.4 Exemplo de área de lazer Figura 4.5 Quadro de controle de retirada e entrega de ferramentas Figura 4.6 Acesso coberto para entrada de pessoas na obra Figura 4.7 Descarga de agregados através de abertura na laje do subsolo Figura 4.8 Quadro indicador de traços Figura 4.9 Rampa para dosagem com carrinho dosador Figura 4.10 Improvisação nas vias de circulação de equipamentos

Figura 4.1 Descarga de entulho com tubo coletor e disposição em caçamba basculante

Figura 4.12 Contenções laterais e lona de cobertura em baia de agregados Figura 4.13 Carrinhos porta-blocos

Figura 4.14 Exemplo de proteção em pontas verticais de ferragens Figura 4.15 Exemplo de proteção em pontas horizontais de ferragens Figura 4.16 Sentido de acesso das cargas na base da torre do guincho

Figura 4.17 Exemplo de elevador de carga - cobertura, porta e contenções laterais

Figura 4.18 Cancela de acesso à plataforma do elevador Figura 4.19 Tubofone - junto ao guincheiro Figura 4.20 Tubofone - acesso nos pavimentos

Quadros Quadro 2.1 Tipos de canteiro, adaptado de Illingworth (1993)

Quadro 3.2 Exemplo de programação das etapas de padronização de canteiros

Esta publicação é um dos produtos do projeto intitulado Gestão da

Qualidade na Construção Civil: estratégias e melhorias de processos em empresas de pequeno porte – financiado pelo Programa de Tecnologia da Habitação (HABITARE), que é coordenado pela Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP) Este projeto foi desenvolvido pelo grupo de pesquisa em Gestão e Economia da Construção do Núcleo Orientado para a Inovação da Construção da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (NORIE/UFRGS).

O objetivo geral do projeto consistiu em desenvolver um conjunto de métodos e técnicas adequados para a gestão da Qualidade, adequados às peculiaridades das empresas de construção civil, particularmente àquelas de pequeno porte, visando elevação dos níveis de qualidade e produtividade do setor da Construção.

O projeto foi desenvolvido em um período de 4 anos (de dezembro de 1996 a novembro de 2000), contando com a parceira 12 empresas do setor e apoio institucional dos Sindicatos da Indústria da Construção do Rio Grande do Sul (SINDUSCON-RS) e de Santa Maria (SINDUSCON-Santa Maria). Estiveram ainda envolvidos na realização deste projeto um grupo de 35 professores e pesquisadores, entre doutores, mestres, especialistas e alunos dos cursos de graduação em engenharia civil e arquitetura. No âmbito deste projeto, foram publicados 57 artigos em congressos e periódicos nacionais e internacionais, 12 dissertações de mestrado e 4 teses de doutorado.

O projeto foi dividido em 5 subprojetos, escolhidos com base nos principais problemas relacionados à gestão da qualidade enfrentados por empresas da construção: (a) Subprojeto 1: Sistema de indicadores de qualidade produtividade e competitividade do setor da construção; (b) Subprojeto 2: Gestão da

Apresentação qualidade na etapa de projeto; (c) Subprojeto 3: Formulação e implementação de estratégias de produção; (d) Subprojeto 4: Planejamento de canteiros de obras e gestão de processos; e (e) Subprojeto 5: Proposta de intervenção no sistema de planejamento da produção de empresas da construção.

(Parte 1 de 5)

Comentários