Dimensionamento de pessoal

Dimensionamento de pessoal

Dimensionamento de Pessoal

Dimensionamento de pessoal de enfermagem

  • Processo sistemático que tem por finalidade a previsão da quantidade e qualidade por categoria (Enfermeiro, Técnico e Auxiliar de Enfermagem) requerida para atender, direta ou indiretamente, às necessidades de assistência de enfermagem da clientela.

Dimensionamento de pessoal de enfermagem

  • Instrumento da administração

  • Saber voltado para a função gerencial

  • Responsabilidade legal do enfermeiro

  • Sinônimos:

    • cálculo de pessoal de enfermagem
    • estimativa de pessoal de enfermagem
    • dimensionamento de recursos humanos de enfermagem

“Deve ser garantida a autonomia do enfermeiro nas unidades assistenciais, para dimensionar e gerenciar o quadro de profissionais de enfermagem.”

Qualidade e gestão de pessoas

Legislação COFEN

  • Resolução COFEN n° 189/1996

    • Regulamentação das unidades de medida e as horas de enfermagem despendidas por leito ocupado
  • Resolução COFEN n° 293/2004

    • Mudança principal:  número de horas de assistência de enfermagem por nível de complexidade e por leito

Resolução COFEN no 293/2004

  • Parâmetros = normas técnicas mínimas

    • Para orientar os gestores e gerentes das instituições de saúde no planejamento, programação e priorização das ações de saúde a serem desenvolvidas
  • Parâmetros podem sofrer adequações regionais e/ou locais de acordo com realidades epidemiológicas e financeiras

  • Adequação deve ser justificada e aprovada pelos respectivos COREN e referendados ao COFEN

Resolução COFEN no 293/2004

  • O dimensionamento deve basear-se em

    • CARACTERÍSTICAS DA INSTITUIÇÃO
    • CARACTERÍSTICAS DO SERVIÇO DE ENFERMAGEM
    • CARACTERÍSTICAS DA CLIENTELA
  • O referencial mínimo considera (24h internação)

    • SISTEMA DE CLASSIFICAÇÃO DE PACIENTES (SCP)
    • HORAS DE ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM
    • TURNOS
    • PROPORÇÃO FUNCIONÁRIO/LEITO

Sistema de Classificação de Pacientes (SCP)

  • Existe desde os tempos de Florence Nightingale

  • 1930 (Estados Unidos) - foi desenvolvido e passou a ser amplamente utilizado nos hospitais

  • 1972 (Brasil) - foi introduzido e rapidamente incorporado como um critério essencial para dimensionar pessoal de enfermagem

  • Método capaz de determinar, validar e monitorar o cuidado individualizado

Sistema de Classificação de Pacientes (SCP)

  • Os dados obtidos pelo uso do SCP subsidiam

    • alocação de pessoal de enfermagem
    • planejamento de custos da assistência
    • manutenção de padrões de qualidade
  • Funções do SCP

    • agrupar os pacientes por complexidade assistencial
    • distribuir os leitos para atendimento por grupo de pacientes
    • realocar recursos materiais e humanos
    • detalhar a dinâmica operacional do sistema
    • reorientar a equipe envolvida no processo assistencial

Classificação da categoria de cuidado

Horas de assistência de enfermagem (HE)

Taxa de ocupação

  • Média diária de pacientes/categoria de cuidado

Índice de segurança técnica (IST)

  • IST = TB + TA

  • Mínimo/empírico 15%

    • 8,33% - TB
    • 6,67% - TA

Cálculo de pessoal de enfermagem simplificado

  • Em que,

    • QP = quadro de pessoal
    • TO = taxa de ocupação
    • HE = horas de enfermagem
    • DS = dias da semana
    • IST = índice de segurança técnica
    • JST = jornada semanal de trabalho

COMO FAZER A CONTA

  • QP = TO x HE x DS x IST

  • JST

  • Multiplique (TO x HE x DS)

  • Divida o resultado de (TO x HE x DS) pela JST

  • Desse resultado calcule quanto é 15%

  • Some o resultado de (TO x HE x DS) dividido pela JST com o valor calculado de 15%

COMO FAZER A CONTA DE OUTRO JEITO

  • QP = TO x HE x DS x IST

  • JST

  • Multiplique (TO x HE x DS)

  • Divida o resultado de (TO x HE x DS) pela JST

  • Esse é o QP sem o IST

  • Multiplique o QP sem o IST por 0,15

  • Some o QP sem IST com o resultado da multiplicação por 0,15

COMO FAZER A CONTA NA CALCULADORA DIRETO

  • QP = TO x HE x DS x IST

  • JST

  • Multiplique (TO x HE x DS)

  • Divida o resultado de (TO x HE x DS) pela JST

  • Com o resultado obtido tecle “x” (multiplicação)

  • Após, tecle o no “15”

  • Após, tecle o sinal “%” (porcentagem)

  • Após, tecle o sinal “+” (soma)

  • Por último tecle o sinal “=” (igual)

  • O resultado é QP, já acrescido do IST empírico de 15%

% Enfermeiros na equipe de enfermagem

Lembre-se...

  • O cliente especial ou psiquiátrico, com intercorrência clínica ou cirúrgica associada, deve ser classificado um nível acima no SCP, iniciando-se com cuidados intermediários

  • Para berçário e unidade de internação em pediatria, sem acompanhante, <6a e RN = cuidados intermediários

  • Cuidados intensivos deve ser assistido em unidade com infraestrutura adequada e especializada para este fim

  • Crônico com idade >60a, sem acompanhante, classificado pelo SCP com demanda de assistência intermediária ou semi-intensiva deverá ser acrescido de 0,5 às HE

O cálculo real é tão complexo quanto a complexa realidade!

  • Para dimensionar, você deve calcular:

    • TA
    • TB
    • IST
    • Km
    • THE
    • QP!!!

Taxa de absenteísmo (TA)

  • Em que,

    • FM1 = faltas de 6h
    • FM = faltas de 8h
    • FP = faltas de 12h
    • JST = jornada semanal de trabalho
    • TF = total de funcionários atuantes no período de apuração
    • TD = total de dias úteis no período de apuração

Taxa de ausências por benefícios (TB)

  • Em que,

    • TDUA = total de dias úteis de ausência
    • TF = total de funcionários atuantes no período de apuração
    • TD = total de dias úteis no período de apuração

Índice de Segurança Técnica (IST)

Cálculo de pessoal de enfermagem

  • Em que,

    • Km = Constante de Marinho (coeficiente deduzido em função de DS, da JST e do IST)
    • DS = Dias da semana
    • JST = Jornada Semanal de Trabalho (h)
    • IST = Índice de Segurança Técnica

Cálculo de pessoal de enfermagem

  • Em que,

    • THE = total de horas de enfermagem
    • PCM = paciente cuidados mínimos
    • PCI = paciente cuidados intermediários
    • PCSI = paciente cuidados semi-intensivos
    • PCIt = paciente cuidados intensivos

QUADRO DE PESSOAL (QP) DE ENFERMAGEM

“A diferença entre o possível e o impossível está na vontade humana”.

  • Louis Pasteur

Comentários