(Parte 1 de 15)

O Cobre nas Instalações HidráulicasO Cobre nas Instalações Hidráulicas março/2003

Av. Brigadeiro Faria Lima, 2128 - conj. 203

CEP - 01451-903 - São Paulo - Brasil - Tel. / Fax: (1) 3816-6383 w.procobrebrasil.org e-mail: unicobre@procobrebrasil.org

O Cobre nas Instalações HidráulicasO Cobre nas Instalações Hidráulicas

Índice

Outras literaturas disponíveis e editadas pelo PROCOBRE.

w.procobr ebrasil.org

Vídeos

06/03 - VICTORY

Folhetos

CD Rom (download gratuito)

Conheça mais sobre o mundo do cobre

O Cobre nas Instalações Hidráulicas

Apresentação

O objetivo deste manual é fornecer informações aos profissionais da área de hidráulica e da construção civil sobre a utilização de tubos e conexões de cobre nas diversas aplicações das instalações hidráulicas: de água quente, água fria, gás, sistemas de combate a incêndio (hidrantes / sprinklers) e aquecedores solares, a gás e elétricos.

O Instituto Brasileiro do Cobre é uma instituição sem fins lucrativos, mantido por empresas produtoras e transformadoras de cobre, que visa difundir o uso técnico e econômico do cobre e suas ligas, promovendo sua utilização de forma correta e eficiente.

Esperamos que esta publicação contribua para a melhoria da qualidade e segurança das instalações hidráulicas em geral.

O Cobre nas Instalações Hidráulicas

Teste de estanqueidade da soldagem

Com o sistema hidráulico pronto, recomenda-se que seja feita a lavagem da tubulação, para retirar impurezas e excessos de pasta que possam ter ficadoem seu interior durante a soldagem.

Após o teste hidráulico, que deve ser necessariamente executado conforme as normas de instalações, a tubulação deve ser esvaziada ou lavada constantemente até a efetiva utilização do sistema, evitando assim a presença de água estagnada.

Considerações finais

1Quando enterradas, as tubulações não devem estar em contato direto com o solo, evitando a presença de agentes agressivos, que podem diminuir a sua vida útil. Recomenda-se a proteção com fita adesiva ou envelopamento com argamassa.

2As tubulações de cobre resistem muito bem à ação dos materiais de construção utilizados normalmente (como por exemplo: cal, gesso, areia e cimento), podendo perfeitamente estar em contato com estes materiais.

3Evite o contato do tubo de cobre com outro metal (ferro e aço por exemplo), porque quando dois metais diferentes estão em contato entre si, forma-se um par galvânico,ocorrendo corrosão. Como o cobre é um metal nobre, no caso do contato com o ferro ou aço, estes metais sofrerão o dano.

4Mantenha uma distância de no mínimo 15cm entre as tubulações de água fria e água quente (quando embutidos), para evitar a troca de calor entre os 2 sistemas e, conseqüentemente, economizar energia.

• No caso de utilização de conexões com anel de solda, não se deve acrescentar solda externa.

• Após a soldagem de conexões e tubos de cobre, deixe que o resfriamento da solda seja natural para evitar trincas devido ao choque térmico.

• Por Norma (ABNT), nas instalações de gás GLP em cobre, quando aparente, deve-se usar a brasagem capilar (solda forte).

Instalações de cobre valorizam as construções e são mais baratas do que se imagina.

O Cobre nas Instalações HidráulicasO Cobre nas Instalações Hidráulicas

Código de Defesa do Consumidor

Lei Federal nº 8078, de 1 de setembro de 1990.

Artigo 39 É vetado ao fornecedor de produtos ou serviços:

Inciso VIII

Colocar, no mercado de consumo, qualquer produto ou serviço em desacordo com as normas expedidas pelos órgãos oficiais competentes ou, se normas específicas não existirem, pela Associação Brasileira de Normas Técnicas ou outra entidade credenciada pelo Conselho Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial - CONMETRO.

Aplique a chama sobre a conexão para aquecer o tubo e a bolsa da conexão até atingir a temperatura de soldagem.

Retire a chama e alimente com solda um ou dois pontos até ver a solda correr em volta da união. A quantidade correta de solda é aproximadamente igual ao diâmetro da conexão: de 15 a 28mm. A partir de 35mm aumenta gradativamente até 104mm com 4 vezes o diâmetro do tubo ou para 54mm 2 vezes o diâmetro do tubo.

Para conexões com anel de solda não necessita acrescentar solda.

Aplique uma fina camada de fluxo de solda na ponta do tubo e na bolsa da conexão, de modo que a parte a ser soldada fique completamente coberta pela pasta.

Remova o excesso de solda com uma flanela enquanto a solda ainda permite.

Este material foi elaborado para auxiliar os profissionais nos projetos e nas instalações de tubos e conexões de cobre. É importante ressaltar que todos os serviços devem ser realizados de acordo com as normas brasileiras expedidas pela ABNT. Caso contrário, seus executores estão sujeitos às punições previstas em lei, como no caso do Código de Defesa do Consumidor.

O Cobre nas Instalações HidráulicasO Cobre nas Instalações Hidráulicas

Boa instalação é com material adequado

Nada passa pelo cobre: fluidos, germes, gases e raios ultravioleta são barrados pela qualidade e propriedades do cobre.

As instalações hidráulicas são de fundamental importância em uma obra e devem ser duráveis e funcionar regularmente. Para que estas instalações tenham qualidade, o primeiro e decisivo passo é o uso de um material adequado.

Por isso, tome bastante cuidado nesta escolha, porque manutenção e reformas sempre causam diversos transtornos que podem ser facilmente evitados. Ao optar por um material hidráulico, verifique se ele:

✔apresenta longa vida útil; ✔ dispensa manutenção;

✔resiste à pressão de serviço e a elevações de temperatura;

✔não forma incrustações, pois disto depende a manutenção da vazão e da pressão com o passar do tempo;

(Parte 1 de 15)

Comentários