O Matrimonio Perfeito

O Matrimonio Perfeito

(Parte 7 de 7)

É um absurdo derramar−se 6 ou 7 milhões de espermatozóides quando apenas um é suficiente para gerar uma vida, e um só espermatozóide escapa facilmente das glândulas sexuais, sem necessidade de derramar o sêmen. Quando o homem regressar ao ponto de partida e restabelecer o sistema sexual do Éden, a serpente sagrada do Kundalini levantar−se−á outra vez, vitoriosa, para converter−nos em Deuses. O sistema sexual do Éden é a sexualidade normal. O sistema sexual do homem luciférico é absolutamente anormal.

Não só se fornica fisicamente, existe também fornicação nos mundos mental e astral. Aqueles que se ocupam em conversações luxuriosas, aqueles que lêem revistas pornográficas, os que assistem a filmes eróticos, gastam enormes reservas de energia sexual. Essas pobres criaturas utilizam o material mais fino e delicado do sexo, gastando−o miseravelmente na satisfação de suas brutais paixões mentais.

A fantasia sexual produz a impotência psico−sexual. Essa classe de enfermos tem ereções normais, são homens aparentemente normais, porém, no instante em que vão efetuar a conexão do membro com a vulva, cessa a ereção, caindo o falo, ficando o sujeito no mais horrível estado de desespero. Eles têm vivido na fantasia sexual e, quando realmente encontram−se diante da crua realidade sexual, que nada tem a ver com a fantasia, confundem−se e mostram−se incapazes de responder à realidade como seria devido.

O sentido sexual é extremamente sutil e tremendamente rápido, graças à sua energia finíssima e imponderável. O nível molecular onde atua o sentido sexual é milhões de vezes mais rápido que as ondas do pensamento. A mente lógica e a fantasia são pedras de tropeço para o sentido sexual. Quando a mente lógica com todos os seus raciocínios, ou quando a fantasia sexual com as suas ilusões eróticas querem controlar o sentido sexual, colocando−o ao seu serviço, ou condicionando−o às suas ilusões, destroem−no fatalmente. A impotência psico−sexual é a tragédia mais espantosa que pode afligir aos homens e às mulheres fanáticas, ou às

A Sexualidade Normal pessoas puramente racionais.

A luta de muitos monjes, monjas, anacoretas, pseudo−iogues, etc., para aprisionar o sexo dentro de seu fanatismo religioso, encerrando−o no cárcere de suas penitências, amordaçando−o, esterilizando−o, proibindo−lhe toda manifestação criadora, transforma−os em escravos de suas próprias paixões, em escravos do sexo, incapazes de pensar noutra coisa que não seja o sexo. Estes são os fanáticos do sexo, os degenerados da infra−sexualidade. Estas pessoas descarregam−se todas as noites com poluções noturnas asquerosas, ou contraem vícios homossexuais, ou se masturbam miseravelmente. Querer encarcerar o sexo é a mesma coisa que pretender engarrafar o Sol. Um homem assim é o escravo mais abjeto do sexo, e sem proveito algum, nem prazer verdadeiro. É um infeliz pecador. Uma mulher assim é uma mula estéril, uma vil escrava daquele a quem quer escravizar (o sexo).

Os inimigos do Espírito Santo são gente do abismo. Melhor seria que não tivessem nascido, ou que amarrassem uma pedra de moinho ao pescoço e se lançassem ao fundo do mar.

O ser humano deve aprender a viver sexualmente; já nos encontramos na Nova Era de Aquário, que é a idade do sexo. As glândulas sexuais são controladas por Urano, que é o regente da constelação de Aquário. A Alquimia Sexual é de fato a ciência da Nova Era de Aquário. A Magia Sexual será oficialmente acolhida nas Universidades da Nova Era de Aquário. Aqueles que se proclamam mensageiros da Nova Era de Aquário e odeiam o Arcano A.Z.F., demonstram claramente serem impostores, porque a Nova Era de Aquário é governada pelo regente do sexo, o Planeta Urano.

A energia sexual é a energia mais fina do cosmos infinito. Ela pode converter−nos em Anjos ou Demônios. A imagem da Verdade encontra−se depositada na energia sexual. O desenho cósmico do Adão−Cristo encontra−se depositado na energia sexual.

0 Filho do Homem, o super−homem, nasce do sexo normal. O super−homem jamais poderia nascer dos infra−sexuais.O reino dos infra−sexuais é o abismo.

O poeta grego Homero disse: "Mais vale ser um mendigo sobre a terra do que um rei no império das sombras". Este império é o mundo tenebroso dos infra−sexuais.

A Sexualidade Normal

A Supra−Sexualidade

A supra−sexualidade é o resultado da Transmutação Sexual. Cristo, Buda, Dante, Zoroastro, Maomé, Hermes, Quetzalcoatl e muitos outros grandes Mestres foram supra−sexuais.

Os dois grandes aspectos da sexualidade são a geração e a regeneração. No capítulo anterior estudamos a geração consciente. Agora, vamos abordar a regeneração.

Estudando a vida dos animais, achamos coisas muito interessantes. Se uma serpente, por exemplo, for cortada ao meio, podemos estar seguros de que ela tem o poder de regenerar−se e desenvolver totalmente uma nova metade com todos os órgãos da metade perdida. A maior parte dos vermes da terra e do mar têm o poder de regenerar−se constantemente. Da mesma forma, a lagartixa pode regenerar sua cauda e o organismo humano sua pele. O poder de regeneração é absolutamente sexual.

O homem tem o poder de recriar a si mesmo. O homem pode criar dentro de si mesmo o super−homem. Isto é possível sabendo utilizar o poder sexual. Podemos recriar−nos como autênticos super−homens. Isto só é possível com a transmutação sexual. A chave fundamental da transmutação sexual é o Arcano A.Z.F. (a Magia Sexual).

Na união do falo com o útero está a chave de todo o poder. O mais importante é que o casal aprenda a retirar−se do ato sexual antes do espasmo, antes do derrame seminal. Não se deve derramar o sêmen, nem dentro do útero, nem fora dele, nem pelos lados, nem em parte alguma. Falamos assim, claramente, para que as pessoas entendam, mesmo que alguns puritanos infra−sexuais qualifiquem−nos de pornográficos.

A vida humana, por si mesma, não tem nenhum significado. Nascer, crescer, trabalhar duro para viver, reproduzir−se como um animal e logo morrer; esta é realmente uma corrente de martírios que o homem traz enredada à alma. Se a vida fosse apenas isso, não valeria a pena viver. Felizmente, em nossas glândulas sexuais trazemos a semente, o grão. Dessa semente, do grão, pode nascer o Super−Homem, o Adão−Cristo, o Menino de Ouro da Alquimia Sexual. Por isto sim, vale a pena viver. O caminho é a Transmutação sexual.

Esta é a ciência de Urano. Este é o planeta que controla as gônadas ou glândulas sexuais. Este é o Planeta que governa a Constelação de Aquário.

Urano tem um ciclo sexual de oitenta e quatro anos. É o único planeta que dirige seus dois pólos para o Sol. Os dois pólos de Urano correspondem aos aspectos masculino e feminino. Essas duas fases se alternam em dois períodos de 42 anos cada um. O estímulo alternado dos dois pólos de Urano governa toda a história sexual da evolução humana. Épocas em que as mulheres se desnudam para exibir seus corpos, alternam−se com épocas em que os homens se enfeitam. Épocas de preponderância feminina alternam−se com épocas de cavalheiros intrépidos. Esta é a história dos séculos.

Quando o ser humano chega à idade madura é estimulado pelo ciclo oposto ao que governou sua vida durante a infância e juventude. Então realmente estamos maduros e nos sentimos sexualmente estimulados pelo sexo oposto. Realmente a idade madura é maravilhosa para o trabalho de regeneração sexual. Os sentimentos sexuais são mais ricos e maduros aos quarenta do que aos trinta anos.

O super−homem não é o resultado da evolução. O super−homem nasce da semente. O super−homem é o resultado de uma tremenda Revolução da Consciência. O super−homem é o Filho do Homem mencionado pelo Cristo. O super−homem é o Adão−Cristo.

Evolução significa que nada está quieto, que tudo vive dentro dos conceitos de tempo, espaço e movimento. A natureza contém em si todas as possibilidades mas ninguém chega à perfeição com a evolução. Alguns tornam−se melhores, mas a imensa maioria torna−se terrivelmente perversa. Essa é a evolução.

O homem da inocência, o homem paradisíaco de uns tantos milhões de anos atrás é agora, depois de muito evoluir, o homem da bomba atômica, o homem da bomba de hidrogênio, o corrompido do peculato e do crime.

A evolução é um processo de complicação da energia. Necessitamos retornar ao ponto de partida (o sexo) e regenerar−nos. O homem é uma semente vivente. Esta semente é o grão que deve esforçar−se para que o super−homem germine. Isso não é evolução, isso é uma tremenda revolução da consciência. Com justa razão disse o Cristo: "Assim como Moisés levantou a serpente no deserto, é necessário que o Filho do Homem seja

A Supra−Sexualidade

(Parte 7 de 7)

Comentários