Noticiario - TERAPIA FLORAL

Noticiario - TERAPIA FLORAL

TERAPIA FLORAL

Lucette Morais - CRF/RS 3628

- Para quem é indicada

Para todas as pessoas, desde bebês recém-nascidos até idosos, pois não têm efeitos colaterais - mas deve-se observar os casos em que não é indicada a terapia. A Terapia Floral também é utilizada com sucesso em animais domésticos ou selvagens, quando o problema a ser tratado é comportamental e envolve o seu bem-estar.

A Terapia Floral beneficia pessoas em todas as idades, nos seus problemas típicos:

      • bebês agitados, nervosos, medrosos, com cólicas, etc.

      • crianças com problemas de convivência na escola, com os pais ou com os irmãos, superagitadas, etc.

      • adolescentes com acne, rebeldes ou inseguros quanto aos relacionamentos e escolha de profissão.

      • adultos e idosos que precisam de apoio em situações tanto circunstanciais (momentâneas) quanto estruturais (já cristalizadas).

      • animais domésticos ou selvagens, que estão estressados, tristes, assustados, com alguma dificuldade de adaptação ou passando por algum tipo de manejo (transporte) que causa irritabilidade, medo ou tensão.

A Terapia Floral é indicada:

      • em casos de emergência: após acidente, surto, aborto, estupro, antes de cirurgias, etc.

      • em situações extremas: depressão profunda, tentativa de suicídio, compulsão por álcool ou drogas, síndrome de pânico.

      • em fases de mudança: desmame, controle de esfíncter, início de educação escolar, puberdade, adolescência, começo de carreira, casamento, gravidez, nova residência, novo emprego, divórcio, menopausa, aposentadoria, morte de pessoas queridas ou doença terminal.

      • em situações de desequilíbrio: ansiedade, nervosismo, insônia, impaciência, depressão, medo, tristeza, raiva, ódio, ciúmes, culpa, desconfiança, agressividade, mágoa, ressentimento, preocupação, desânimo, cansaço, tensão pré-menstrual, problemas com a sexualidade, distúrbios do apetite, frustração, dificuldade de concentração e aprendizado, falta de esperança, confiança ou criatividade, solidão, rejeição, intolerância, crítica, vontade enfraquecida, indecisão, perda de controle, repetição de erros, amor possessivo, auto-aversão, pessimismo, carência, saudade do passado, stress, exaustão, melancolia, insatisfação com a vida (pessoal e profissional), rigidez, traumas antigos, abatimento, fanatismo, necessidade de domínio, memória fraca, resistência à mudança, orgulho, pensamentos recorrentes, apatia, amargura - só para citar as mais freqüentes.

* No caso de doenças físicas graves, as essências florais não substituem o tratamento médico convencional, mas apresentam ótimos resultados como terapia de apoio e aceleram a cura. Mesmo em casos extremos como paralisia cerebral, câncer e AIDS, as essências florais proporcionam mais equilíbrio, bem-estar e uma melhora no quadro geral do paciente.

O conceito mais atual de Saúde vai além de somente "a ausência de sintomas de doenças físicas" - uma pessoa saudável vive num estado de equilíbrio emocional, mental e espiritual. Os praticantes das Terapias Vibracionais sabem que quase todas as doenças físicas têm origem na ausência desse estado de equilíbrio. Assim, um dos principais objetivos do tratamento com os florais é prevenir doenças pela obtenção e manutenção de bem-estar, paz interior e felicidade.

Exemplos de usos por categorias:

    1. Físico: cansaço/stress/esgotamento - sistema imunológico - obesidade - acne

    2. Mental: cansaço mental - falta de memória - pensamentos recorrentes

    3. Comunicação: timidez - voz presa

    4. Emoções básicas: depressão/desencorajamento - raiva/ódio/ressentimento - impaciência - ansiedade - medo - crítica - baixa auto-estima

    5. Idosos: saudosismo - medo da morte - dificuldade de se adaptar às mudanças do mundo - reumatismo, falta de vitalidade, depressão, abandono

    6. Crianças: dificuldade de se adaptar na escola - de dividir brinquedos - xixi na cama - sentimento de rejeição pelos pais

    7. Adolescentes: sentimento de culpa e inadequação - dificuldade de se relacionar - timidez - vergonha do corpo

    8. Estudantes: dificuldade de memorização e aprendizado - medo de falar em público e de se relacionar na escola

    9. Mulheres: dificuldade de engravidar - gestação - TPM - dupla jornada

    10. Homens: falta de sensibilidade e dificuldade de expressar sentimentos

    11. Relacionamentos: agressividade - falta de amor - dificuldade de se relacionar - dificuldade de confrontar relacionamentos abusivos e viciados - falta de calor sexual - dificuldade de se libertar de relacionamentos que já acabaram (esquecer ou perdoar)

    12. Espiritual: falta de fé - dificuldade de se concentrar para rezar ou meditar

    13. Artistas: criatividade, memorização de textos

    14. Traumas: abuso ou violência sexual - estupro ainda no útero ou na infância, perdas dolorosas

    15. Material: medo de falta dinheiro - medo de faltar comida - dificuldade de dividir e compartilhar

    16. Empresas: atendimento - paciência - simpatia - concentração - trabalho em equipe - mudanças nas empresas: incerteza, medos, stress

    17. Ligação ao passado/futuro: medo do futuro - ligação ao passado

- Quando não é indicada

A Terapia Floral não substitui qualquer tratamento médico ou veterinário, nem é indicada para pacientes que estejam sob qualquer tipo de tratamento psiquiátrico ou com distúrbios mentais, os quais devem procurar o profissional médico indicado nestes casos.

Comentários