Extintores de incêndio

Extintores de incêndio

EXTINTORES DE INCÊNDIO:

EXTINTORES DE INCÊNDIO:Os extintores de incêndio devem ser apropriados para o local a ser protegido.Verifique constantemente se:· acesso aos extintores não está obstruído;· manômetros indica pressurização (faixa verde ou amarela);· aparelho não apresenta vazamento;· Os bicos e válvulas da tampa estão desentupidos;· Leve qualquer irregularidade ao conhecimento do responsável para que a situação seja rapidamente sanadaA recarga do extintor deve ser feita:· Imediatamente após ter sido utilizado;· Caso esteja despressurizado (manômetro na faixa vermelha)· Após ser submetido a este hidrostático;· Caso o material esteja empedrado.Tais procedimentos devem ser verificados pelo zelador e fiscalizado por todos.Mesmo não tendo sido usado o extintor, a recarga deve ser feita:· Após 1 (um) ano: tipo espuma;· Após 3 (rês) anos: tipo Pós Químico Seco e Água Pressurizada;· Semestralmente: se houver diferença de peso que exceda 5% (tipo Pó Químico Seco e Água Pressurizada), ou 10% (tipo CO2);Esvazie os extintores antes de enviá-los para recarga;Programe a recarga de forma a não deixar os locais desprotegidos;A época de recarga deve ser aproveitada para treinar as equipes de emergência.

O Corpo de Bombeiros exige uma inspeção anual de todos os extintores, além dos testes hidrostáticos a cada cinco anos, por firma habilitada. Devem ser recarregados os extintores em que forem constatados vazamentos, diminuição de carga ou pressão e vencimento de carga.

O extintor de incêndio é uma necessidade em qualquer casa ou escritório. Embora exista uma grande possibilidade dele ficar na parede durante anos acumulando poeira, também pode acabar salvando a vida de alguém. Os extintores são o meio mais adequado para atacar um incêndio na sua fase inicial. A sua devida utilização permite atacar as chamas incipientes e controlar ou conter o seu desenvolvimento. Um extintor de incêndios pode salvar vidas, extinguir um fogo ou controlá-lo até à chegada dos bombeiros. No entanto, os extintores portáteis só são eficazes quando utilizados corretamente e se forem observadas determinadas condições. Assim, é necessário ter em conta, por exemplo, que quando se utiliza a água como agente extintor é necessário garantir que não existe equipamento elétrico sob tensão. No caso de líquidos combustíveis deve ter-se um cuidado especial com o uso da água, sobretudo em jacto, para evitar dispersar o combustível e propagar ainda mais o incêndio. Os extintores devem estar em perfeito estado de funcionamento. A inspeção dos mesmos deve ser feita periodicamente, pelo menos uma vez por ano, e em alguns casos duas vezes por ano. Os modelos recarregáveis devem ser recarregados por uma empresa especializada após cada utilização parcial ou total. Um extintor é sempre considerado como um equipamento de primeira intervenção. Apesar das suas dimensões relativamente reduzidas e da sua fácil utilização, o manuseio de um extintor requer algum treino básico. Os extintores são geralmente classificados de acordo com o produto ou agente extintor utilizado e que deve ser a adequado a cada tipo de fogo. Assim, os extintores contêm geralmente água, dióxido de carbono, gases inertes, espuma, agentes halogenados , pós químicos etc. O agente extintor contido no interior do extintor atua sobre a combustão por arrefecimento, abafamento, inibição de reações químicas ou por uma combinação destes fatores . A aquisição de cada tipo de extintor deverá pois ser feita de acordo com o tipo de risco a proteger. Os extintores de água e de pó químico polivalente ABC são os que têm uma utilização mais universal e os mais adequados ao maior número de tipos de incêndios que podem ocorrer em geral em edifícios ou instalações industriais, salvo certos tipos de incêndio, como por exemplo os que têm origem em aparelhos ou equipamento com corrente elétrica . O que é um extintor portátil de incêndio Um extintor portátil de incêndio será um extintor de incêndio concebido para ser transportado e utilizado manualmente e que, em condições de operação, tem um peso inferior ou igual a 20 kg. Regra geral, os extintores portáteis têm pesos da ordem dos 6 kg a 9 kg em utilizações mais comuns. . O que são agentes extintores Um agente extintor é um produto ou mistura de produtos contida no interior de um extintor e cuja função é inibir as chamas de um fogo, levando à sua extinção. Os agentes extintores atuam sobre o processo de combustão, química ou fisicamente e podem ser: água, espumas físicas, espumas químicas (em desuso), pó químico, dióxido de carbono (CO 2 ), gases halogenados , gases inertes como o Inergen e Argonite , FE13, FM200, etc ... Como funciona um extintor Geralmente um extintor contém no seu interior dois tipos de produtos: o agente extintor propriamente dito, e um gás propulsor que tem como função impulsionar o primeiro para fora do extintor aquando da sua utilização. Em alguns casos o agente extintor, por ser um gás sob pressão (como por exemplo o dióxido de carbono), tem ambas as funções, dispensando um agente propulsor. Noutros casos o agente extintor e o agente propulsor encontram-se misturados sob pressão no interior do extintor, como acontece geralmente com os extintores de pó químico (de pressão permanente). Adiante explica-se mais detalhadamente como funciona cada tipo de extintorQual a diferença entre o extintor de gás carbônico e o de espuma?O de gás carbônico afasta o oxigênio da área que está queimando e apaga o fogo, e deve ser usado para apagar incêndio em equipamentos elétricos. O de espuma, além do oxigênio também elimina o calor, e é usado em líquidos.É recomendado principalmente para apagar incêndios em equipamentos elétricos, porque não conduz eletricidade. Mas, em locais abertos, sua ação fica comprometida pelo vento. Já o extintor de espuma, além do oxigênio também elimina o calor. Compõe-se de duas câmaras, uma externa e outra interna.Notícias : Manutenção e Obras : Recarga e manutenção de extintores de incêndio exigem atenção Para garantir a segurança dos moradores e dos consumidores, os condomínios residenciais e comerciais investem recursos pesados, todo ano, na recarga e manutenção de extintores de incêndio, mas a dúvida persegue os síndicos: os serviços estão sendo feitos devidamente pelas empresas especializadas do ramo? A desconfiança tem raízes tanto na legislação específica quanto na incerteza de uma fiscalização ativa sobre o setor

Os fogos são classificados da seguinte forma:

Os incêndios são classificados por tipo de material que está queimando.

Classe A: São materiais de fácil combustão com a propriedade de queimarem em sua superfície e profundidade, e que deixam resíduos, como: tecidos, madeira, papel, fibra etc.Classe B: São considerados inflamáveis os produtos que queimam somente em sua superfície, não deixando resíduos, como: óleos, graxas, vernizes, tintas, gasolina etc.Classe C: Quando ocorrem em equipamentos elétricos energizados como motores, transformadores, quadros de distribuição, fios etc.Classe D: elementos pirofóricos como magnésio, zircônio, titânio.Em todos os estabelecimentos ou locais de trabalho só devem ser utilizados extintores de incêndio que obedeçam às normas brasileiras ou regulamentos técnicos do INMETRO, garantindo essa exigência pela aposição nos aparelhos de identificação de conformidade de órgãos de certificação credenciados pelo INMETRO.Tipos de extintoresO extintor tipo “Espuma” será usado nos fogos de Classes A e B.O extintor tipo “Dióxido de carbono” será usado, preferencialmente, nos fogos das Classes B e C, embora possa ser usado também nos fogos de Classe A em seu início.O extintor tipo “Químico Seco” usar-se-á nos fogos das Classes B e C. As unidades de tipo maior de 60 a 150 kg deverão ser montadas sobre rodas. Nos incêndios Classe D será usado o extintor tipo “Químico seco”, porém o pó químico será especial para cada material.O extintor tipo “Água Pressurizada”, ou a “Água-Gás”, deve ser usado em fogos Classe A, com capacidade variável entre 10 e 18 litros.Cada extintor deverá ser inspecionado visualmente a cada mês, examinado se seu aspecto externo, os lacres, os manômetros quando o extintor for do tipo pressurizado, verificando se o bico e válvulas de alívio não estão entupidos.Cada extintor deverá ter uma etiqueta de identificação presa ao seu bojo, com data de identificação presa ao seu bojo, com data em que foi carregado, e data para recarga e nº de identificação. Essa etiqueta deverá ser protegida convenientemente a fim de evitar que esses dados sejam danificados.Localização e sinalização dos extintoresOs extintores deverão ser colocados em locais:De fácil visualização;De fácil acesso;Onde haja menos probabilidade de o fogo bloquear o seu acesso.Os locais destinados aos extintores devem ser assinalados por um círculo vermelho ou por uma seta larga, vermelha, com bordas amarelas.Deverá ser pintada de vermelho uma larga área do piso embaixo do extintor, a qual não poderá ser obstruída por forma alguma. Essa área deverá ser no mínimo de 1m x 1m.Os extintores não deverão ter sua parte superior a mais de 1,60 m acima do piso. Os baldes não deverão ter seus rebordos a menos de 0,60 m nem a mais de 1,50 m acima do piso.Os extintores não deverão ser localizados nas paredes das escadas.Os extintores sobre rodas deverão ter garantidos sempre o livre acesso a qualquer ponto da fábrica.Os extintores não poderão ser encobertos por pilhas de materiais.Fonte: Este texto foi retirado da NR 23, para maior esclarecimentos consulte a NR 23.

Como utilizar o extintor:

EXTINTOR DE INCÊNDIO DE PÓ QUÍMICO SECO DO TIPO PRERSSURIZADO – PQSP.

* Indicado para apagar fogo da classe B e C;* O Processo de extinção do fogo se dá por abafamento apaga somente na superfície eliminando o oxigênio que alimenta o fogo;* O Extintor deve estar lacrado e o indicador de pressão deve estar sempre na faixa verde;* A maneira correta de manuseio é: 1- Libere a mangueira que está fixada no gatilho;2- Retire a trava de segurança;3-Segure bem firme a mangueira;3-Aperte o gatilho até o fundo;4-Oriente o jato de maneira a formar uma cortina de pó sobre o fogo.

EXTINTOR DE INCÊNDIO DE ÁGUA PRESSURIZADA – AP

* Indicado para apagar fogo da classe A;* O Processo de extinção se dá por resfriamento. Resfria, encharca e apaga totalmente;* Elimina o fogo pela base;* Não pode ser utilizado na presença de eletricidade e líquidos inflamáveis;* A maneira correta de manuseio é: 1- Libere a mangueira que está fixada no gatilho;2- Retire a trava de segurança;3-Segure bem firme a mangueira;3-Aperte o gatilho até o fundo;4--Oriente o jato para base do fogo fazendo uma varredura.

EXTINTOR DE INCÊNDIO DE GÁS CARBÔNICO – CO2

* Indicado para apagar fogo da classe B e C;* O Processo de extinção do fogo se dá por abafamento apaga somente na superfície eliminando o oxigênio que alimenta o fogo;* Não deixa resíduo, não danifica o equipamento e não conduz eletricidade;* A maneira correta de manuseio é: 1- Libere a mangueira que está fixada no gatilho;2- Retire a trava de segurança;3-Segure bem firme a mangueira no punho;3-Aperte o gatilho até o fundo;4-Oriente o jato de maneira a formar uma cortina de pó sobre o fogo.

EXTINTOR DE INCÊNDIO DE ESPUMA MECÂNICA - EMP.

* Indicado para apagar fogo da classe A e B;* O Processo de extinção do fogo se dá por resfriamento e neutralização do agente químico apaga somente na base e na superfície eliminando o fogo;* O Extintor deve estar lacrado e o indicador de pressão deve estar sempre na faixa verde;* A maneira correta de manuseio é: 1- Libere a mangueira que está fixada no gatilho;2- Retire a trava de segurança;3-Segure bem firme a mangueira;3-Aperte o gatilho até o fundo;4-Oriente o jato de maneira a formar uma densa camada de espuma sobre o local

Válvula Plástica: Romper o Lacre

Válvula de Metal: Levante a Alça para Romper o Lacre

Direcione o Bico para a Base do Fogo

Aperte o Gatilho Espalhando o Pó, espuma ou Água pressurizada.

AGENTES EXTINTORES POR CLASSE DE INCÊNDIO.

Agentes Extintores

Água

Espuma Mecânica

Gás Carbônico

Pó Químico

Classes de Incêndios

 

A

Papel, Tecidos, Madeira, Fibras

 

SIM

 

SIM

 

NÃO

 

 

NÃO

 

 

B

Óleo, Gasolina, Graxa, Tinta, G.L.P(gás).

 

NÃO

 

 

SIM

 

SIM

 

SIM

 

C

Equipamentos Elétricos Energizados

 

NÃO

 

NÃO

 

SIM

 

SIM

 

D

Magnésio Zircônio Titânio

 

NÃO

 

NÃO

 

NÃO

SIM (Pó Químico Especial)

Classes de Extintores de Incêndio.

Os extintores de incêndio são normalmente a melhor ferramenta para combater pequenos focos de incêndio, principalmente na sua fase inicial. Veja quais as classes de extintores e suas utilidades:

I-EXTINTOR DE PÓ QUÍMICO SECOO agente extintor pode ser o BICARBONATO DE SÓDIO ou de POTÁSSIO que recebem um tratamento para torná-los em absorvente de umidade.O agente propulsor pode ser o GÁS CARBÔNICO ou NITROGÊNIO. O agente extintor forma uma nuvem de pó sobre a chama que visa a exclusão do OXIGÊNIO; posteriormente são acrescidos à nuvem, GÁS CARBÔNICO e o VAPOR DE ÁGUA devido à queima do PÓ.

II-EXTINTOR DE GÁS CARBÔNICO (CO2)O GÁS CARBONICO é material não condutor de ENERGIA ELÉTRICA. O mesmo atua sobre o FOGO onde este elemento (eletricidade) esta presente. Ao ser acionado o extintor, o gás é liberado formando uma nuvem que ABAFA E RESFRIA. É empregado para extinguir PEQUENOS focos de fogo em líquidos inflamáveis (classe B) e em pequenos equipamentos energizados (classe C).

III-EXTINTOR DE ÁGUA PRESSURIZADA - PRESSÃO PERMANENTENão e provido de cilindro de gás propelente, visto que a água permanece sob pressão dentro do aparelho. Para funcionar, necessita apenas da abertura do registro de passagem do líquido extintor.

IV-EXTINTOR DE ÁGUA - PRESSÃO INJETADAFixado na parte externa do aparelho está um pequeno cilindro contendo o gás propelente, cuja válvula deve ser aberta no ato da utilização do extintor, a fim de pressurizar o ambiente interno do cilindro permitindo o seu funcionamento. O elemento extintor é a água, que atua através do resfriamento da área do material em combustão. O agente propulsor (propelente) é o GÁS CARBÔNICO ({CO2}).

Comentários