Listeria monocytogenes

Listeria monocytogenes

Listeria monocytogenes

Características

  • Bactérias aeróbias ou anaeróbias facultativas;

  • Movimentam-se por flagelos;

  • Desenvolvem-se a temperaturas entre 1°- 45°C;

  • Bastonete Gram-positivo, não formador de esporos;

  • Largamente distribuídos na natureza;

  • Toleram teores elevados de sal;

  • Resistem a desidratação;

  • Parasita intracelular facultativo;

  • Patogênico para animais e humanos;

Características da Doença

  • Período de incubação -  variável; casos de surtos  apresentaram um período de 3-70 dias após uma simples exposição ao produto implicado. Período mediano de incubação é estimado em 3 semanas.

  • Febre e arrepios, transtornos do estômago, dor

de cabeça, torcicolo, perda de equilíbrio e convulsões poderão também ocorrer.

  • Em gestantes: a mãe sofre sintomas brandos, mas o feto pode ser infectado via placenta, resultando em aborto ou nasce morto, ou ainda a doença pode se manifestar após o nascimento como meningite.

Encefalite -Síndrome de Rasmussen  

  • Encefalite -Síndrome de Rasmussen  

  • Inflamação do encéfalo.

  • Meningite 

  • Inflamação das coberturas do cérebro e/ou medula espinhal. As infecções (viral, bacteriana e fúngica) são as causas mais comuns desta doença. A listeriose se tornou a quarta causa de meningite bacteriana.

  • Endocardite   

  • Inflamação da camada interna do coração (endocárdio).  

Gravidade:

  • Gravidade:

  • A taxa de mortalidade é elevada, aumentando com a idade, sendo cerca de 25% em fetos e recém nascidos, 23% adultos com doenças crônicas e 52% em idosos.

  • Para os indivíduos saudáveis a recuperação, se faz pela eliminação do patogênico pelas fezes.

  • Antibióticos indicados para a listeriose: Ampicilina, Tetaciclina, Clorafeticol, Eritromicina.

Epidemiologia

  • A Listeria pode ser encontrada nos solos, água, fezes de animais, produtos vegetais e na deterioração da matéria orgânica.

  • Os vegetais são contaminados a partir da água de irrigação e/ou do adubo usado como fertilizante.

  • Os alimentos de origem animal como leite e carne são contaminados através de animais que podem conter a bactéria sem apresentarem nenhum sintoma de doença.

A Listeria pode também ser detectada numa grande variedade de alimentos:

  • A Listeria pode também ser detectada numa grande variedade de alimentos:

- crus ( carnes e vegetais não cozidos).

-processados com contaminação pós-processamento (queijos moles e frios).

  • O leite não pasteurizado.

  • Os alimentos com maior facilidade de contaminação são: as hortaliças murchas e em decomposição, carne de porco ,salames, patês de frango, perus, carne de vaca, e embutidos.

Medidas de Controle

  • Por mais avançada que esteja a indústria alimentícia, não há como assegurar a ausência de Listeria monocytogenes nos alimentos.

  • Cozinhar adequadamente os alimentos de origem animal, como carne bovina, suína e aves;

  • Lavar corretamente as hortaliças e verduras antes de consumi-las;

  • Manter alimentos crus separados de alimentos cozidos e prontos para consumo;

Implementação do código de boas práticas;

  • Implementação do código de boas práticas;

  • Prestar muita atenção à limpeza e desinfecção dos utensílios e equipamentos ( tábuas, facas e demais utensílios após o manuseio de alimentos crus);

  • Cuidados na recepção dos produtos;

  • Controle da saúde das vacas leiteiras;

  • Higiene e pasteurização e no tratamento do leite;

  • Verificar a qualidade microbiológica do leite e seus derivados.

Quem tem um amigo, mesmo que um só, não importa onde se encontre, jamais sofrerá de solidão; poderá morrer de saudades, mas não estará só.

Comentários