alcaloides parte 1

alcaloides parte 1

alcalóide = “alcali” = semelhante a uma base

  • alcalóide = “alcali” = semelhante a uma base

  • 1805: morfina (ópio) - farmacêutico Serturner

  • 1817 a 1821: emetina (ipeca), estriquinina (noz vomica) e quinina (quina) - farmacêuticos Pelletier e Caventou

  • 1870: elucidação estrutural da conina (cicuta)

alcalóide

  • alcalóide

  • substância nitrogenada de origem natural

  • geralmente heterocíclica

  • mais ou menos básica

  • reações de precipitações com certos reagentes (reagentes gerais dos alcalóides)

  • dose baixa: propriedades farmacológicas marcantes

derivados nitrogenados, geralmente heterocíclicos

  • derivados nitrogenados, geralmente heterocíclicos

  • análogos rígidos das aminas biogênicas/peptídeos

  • se ligam aos receptores

  • e atuam sobre o sistema nervoso

Alcalóides são encontrados:

  • Alcalóides são encontrados:

  • vegetais ( regiões quentes)

  •  alcalóides nos  órgãos da mesma planta =  vias metabólicas

  • (Liliaceae, Amarilidaceae, Papaveraceae, Rutaceae, Leguminosas, Solanaceae, Apocinaceae, Loganiaceae, Rubiaceae)

  • microrganismos (fungos e actinomicetos)

  • insetos (formigas e joaninhas)

  • miriápodes (lacraia)

  • vertebrados (particularmente pele batráquios - fonte de alcalóides super tóxicos - têm poucos predadores - defesa passiva)

  • mamíferos (traços de alcalóides em nível cerebral)

alcalóides

  • alcalóides

  • moléculas livres

  • sais orgânicos (citratos, tartaratos e benzoatos)

  • combinações insolúveis com os taninos

estrutura variada/mono ou policíclicos com nitrogênio muitas vezes intracíclico/classificação dos alcalóides - natureza do ciclo

  • estrutura variada/mono ou policíclicos com nitrogênio muitas vezes intracíclico/classificação dos alcalóides - natureza do ciclo

massas moleculares extremamente variáveis –

    • massas moleculares extremamente variáveis –
    • 150 (cicuta) a 2000 - maioria entre 300 e 1000
    • alcalóides pequena massa molecular não oxigenados –
    • no estado de base - líquidos voláteis arrastados vapor de água
    • alcalóides bases - peso molecular elevado - sólidos cristalizados
    • alcalóides têm caráter básico - basicidade varia de um grupo a outro e depende da posição do nitrogênio na molécula
    • sabor amargo

solubilidade - permitirá fazer as purificações

  • solubilidade - permitirá fazer as purificações

  • álcoois (metanol ou etanol) - caráter polar e apolar – dissolução dos alcalóides na forma de base ou sal

  • salificação - torna as moléculas hidrossolúveis e muitas vezes as estabiliza - sais mais estáveis que bases conjugadas

  • alcalóides comercializados sob a forma de sais - solubilidade facilita a administração

Reagentes precipitantes

  • Reagentes precipitantes

    • ácidos - darão sais insolúveis com os alcalóides

Reagente de Valser – Meyer

  • Reagente de Valser – Meyer

  • (Hg I­4 K2)

  • Tetra – iodomercurato de potássio

  • Reagente de Dragendorff

  • (Bi I4 K)

  • Iodeto de bismuto de potássio

    • Extrair o alcalóide, no estado de base em meio alcalino, por um solvente orgânico apolar
    • Extrair, sob forma de sal, por água em meio ácido
    • Extrair, qualquer que seja a forma, por um solvente orgânico polar, ou seja, um álcool
  • A escolha do método de extração depende do órgão e dos outros compostos e não dos alcalóides contidos na planta:

  • folhas - ricas em clorofila - extração em meio ácido

  • órgão com substâncias hidrossolúveis - extração em meio alcalino

Reação de precipitação e coloração

  • Reação de precipitação e coloração

  • Cromatografias

    • CCD – utilização de substâncias padrões - revelação com reagente de Dragendorff ou iodoplatinato de potássio
    • Cromatografia gasosa - alcalóides voláteis – caso dos alcalóides não oxigenados
    • HPLC – determina e dosa os alcalóides

Gravimetria - consiste em pesar o resíduo de alcalóides totais

  • Gravimetria - consiste em pesar o resíduo de alcalóides totais

  • Volumetria - dosagem ácido – base: alcalóides bases são dosados por solução ácida titulada - estimação feita por reagente colorido

  • Espectrofotometria - utilizada para estrutura heteroaromática (indol, quinoleína, isoquinoleína...) – medida intensidade luminosa - espectro emissão/absorção

  • Colorimetria - possível com uma reação colorida específica

Após separação cromatográfica:

  • Após separação cromatográfica:

  • CCD + densitometria do alcalóide

  • HPLC - utilizando substância padrão

propriedades farmacológicas marcantes

  • propriedades farmacológicas marcantes

  • #

  • semelhança estrutural

  • com aminas biogênicas e peptídeos (neuromediadores)

  • sistema nervoso central

  • sistema nervoso periférico

  • sistema cardiovascular

  • alcalóides tóxicos - modelo semi-síntese de compostos menos tóxicos

  • alcalóides anti–cancerígenos alcalóides anti-parasitários

Alcalóides Solanaceae - atividade parassimpatolítica

  • Alcalóides Solanaceae - atividade parassimpatolítica

    • hiosciamina: éster de tropanol e do ácido (-) – trópico (levógiro)
    • atropina: éster do tropanol e do ácido () – trópico (racêmico)
    • escopolamina (hioscina): éster do escopanol e do ácido (-) – trópico (levógiro)
    • atropamina: éster de tropanol e do ácido atrópico
    • meteloidina: éster do 6,7 – dihidroxitropanol e do ácido tíglico

ésteres derivados - propriedade anestésica local  perigosa sobre o SNC  série das cocaínas

  • ésteres derivados - propriedade anestésica local  perigosa sobre o SNC  série das cocaínas

  • Erythroxylum coca - Erythroxylaceae

Beladona - Atropa belladona

  • Beladona - Atropa belladona

  • Droga: folhas sozinhas ou misturadas de sumidades floridas

    • 0,3 a 0,6% alcalóides totais
    • hiosciamina/atropina: 90% destes alcalóides
    • escopolamina: 5 a 10%

Datura - Datura stramonium

  • Datura - Datura stramonium

    • 0,2 a 0,5% alcalóides totais
    • escopolamina: 1/3
    • hiosciamina/atropina: 2/3
  • Jusquiana - Hyoscyamus niger

    • 0,05 a 0,15% alcalóides totais
    • escopolamina - alcalóide de maior quantidade

Precursor biogenético é o TRIPTOFANO

  • Precursor biogenético é o TRIPTOFANO

  • descarboxilação

  • TRIPTAMINA

  • Amidas simples

  • ex.: Ergometrina

  • (ergobasina, ergonovina)

    • agonistas:
      • Vascular: vasoconstrição
      • Útero: ação ocitócica
        • Neste grupo:
          • Ergotamina
          • Ergometrina

agonistas:

    • agonistas:
      • Ergotamina
      • Ação vasoconstritora
        • Estimulação dos receptores:
        • α-adrenérgicos e serotoninérgicos
  • dupla ação explica efeito no tratamento de crises de enxaqueca

antagonistas:

    • antagonistas:
      • Metisergida
      • ação anti-serotoninérgica
      • bloqueio da liberação excessiva de serotonina

unicamente agonistas:

  • unicamente agonistas:

    • inibição da secreção da prolactina
    • efeito antiparkinsoniano
      • Ergocriptina

1 = N indólico

  • 1 = N indólico

  • 2 = N da cadeia lateral da triptamina

  • triptamina + parte não triptamínica alifática

  •  classes alcalóides indólicos

    • os alcalóides indoloisoprênicos
    • os alcalóides indolomonoterpênicos

Vinca minor – Apocinaceae

  • Vinca minor – Apocinaceae

  • Droga: folhas – partes aéreas – planta inteira

  • Composição química: alcalóides totais - 0,3 a 1%: vincamina (0,05 a 0,1%)

  • Propriedades farmacológicas:

    • alcalóides totais: simpatolíticos e antihipertensores
    • vincamina: oxigenador cerebral/vasoregulador cerebral
  • Empregos:

    • insuficiência cerebral (nos idosos em particular)
    • traumatismo craniano
    • distúrbios do ouvido

Catharanthus roseus – Apocinaceae

  • Catharanthus roseus – Apocinaceae

  • Droga: partes aéreas – raízes

  • Composição química:

        • raubasina
        • serpentina

Rauwolfia serpentina, R.vomitoria, R.tetraphylla Apocinaceae

  • Rauwolfia serpentina, R.vomitoria, R.tetraphylla Apocinaceae

  • Droga: raízes

  • Composição química:

      • Grupo Yohimbano

 Alcalóides não substituídos em C18

  •  Alcalóides não substituídos em C18

  • Yohimbino

 Alcalóides substituídos em C18

  •  Alcalóides substituídos em C18

    • reserpina e seus estereoisômeros

Pausinystalia yohimbe – Rubiaceae

  • Pausinystalia yohimbe – Rubiaceae

  • Droga: casca do caule

  • Composição química: alcalóides indólicos – 2 a 4%

      • Yohimbino e seus estereoisômeros

Propriedades farmacológicas do yohimbino:

    • Propriedades farmacológicas do yohimbino:
  • yohimbino é um simpatolítico

      • dose fraca: hipertensor
      • dose forte: hipotensor – vasodilatador – afrodisíaco
      • Empregos:
      • impotência masculina
      • hipotensão

Strychnos nux-vomica – Loganiaceae

  • Strychnos nux-vomica – Loganiaceae

  • Droga: semente (“noz vômica”)

  • Composição química: estricnina e brucina (2-3%)

  • Propriedades farmacológicas da estricnina:

  • excitante medular e bulboso

  • convulsivante

  •  TOXICIDADE ELEVADA

  • Empregos:

      • dose fraca: antiastênico, tônico e reconstituinte

Comentários