bilirrubina

bilirrubina

Relatório bilirrubina

Introdução

bilirrubina é o principal produto do metabolismo do heme da hemoglobina. Cerca de 70% a 80% da bilirrubina são provenientes da destruição dos eritrócitos,hemácias, velhos(as), 15% de fontes hepáticas, e o restante é proveniente da destruição de hemácias defeituosas na medula óssea e nos citocromos.

Existem portanto dois tipos de bilirrubina circulantes - a não conjugada, também chamada de bilirrubina indireta, e a conjugada, chamada de bilirrubina direta. No entanto, existe um terceiro tipo de bilirrubina, chamada de bilirrubina delta, do tipo conjugada de reação rápida e ligada à albumina permanentemente por uma ligação covalente. Pelas técnicas tradicionais, a bilirrubina delta era incluída nos resultados da bilirrubina direta (conjugada) e na bilirrubina total.

Objetivo

Este exame é útil para determinar se um paciente tem alguma doença hepáticaou ducto biliar bloqueado. O metabolismo da bilirrubina começa com a descomposição de glóbulos vermelhos por células fagocíticas. A hemoglobina é decomposta em heme e globina. O heme é convertido em bilirrubina, que é então transportada pela albumina no sangue até o fígado. No fígado, a maior parte da bilirrubina é conjugada (anexada quimicamente) a uma glucuronida antes de ser excretada na bile. A bilirrubina conjugada é chamada de bilirrubina direta; a bilirrubina não-conjugada é chamada de bilirrubina indireta. A bilirrubina total do soro é igual a bilirrubina direta mais a bilirrubina indireta. A bilirrubina conjugada é excretada na bile pelo fígado e estocada na vesícula biliar ou transferida diretamente ao intestino delgado.

A bilirrubina segue seu processo de metabolização por bactérias nos intestinos, se convertendo em urobilinas, que contribuem para a coloração das fezes. Uma pequena porcentagem destes compostos são reabsorvidos e ocasionalmente aparece na urina, onde são chamados de urobilinogênio.

Materiais e reagentes

Tubos de ensaio ( sangue, soro,teste, padrão)

EPI’S (jaleco, luvas, mascaras)

Seringa e agulhas

Centrifuga

Espectrofotômetro

Cronometro

Micropipeta de 500 e 50 microlitros

Algodão, álcool e garrote

Cubeta

Ponteiras para micropipeta

Reagente acelerador

Água destilada ou deionizada

Acido sulfanilico

Diazo reagente

Usar soro com heparina

Procedimento

Identificar o paciente e seus dados

Coleta do material sanguíneos de acordo com o POP

Preparo do diazo reagente :adicionar 0,01ml de nitrito de sódio a 0,3ml de acido sulfanilico. Misturar e utilizar no dia da preparação

Adicionar 0,1ml de água destilada no tubo branco e no direta

Adicionar 1,0ml de acelerador no tubo total

Adicionar 0,1ml acido sulfanilico no tubo branco

Adicionar 0,1ml de diazo reagente no tubo total e direta

Adicionar 0,05ml de soro nos 3 tubos (total, branco, direta)

Misturar e esperar 5 minutos

Calibrar o espectrofotômetro

Adicionar o conteúdo do tuubo branco na cubeta para zerar o espectrofotômetro

Adicionar o conteúdo do tubo direta na cubeta e fazer a leitura

Adicionar o conteúdo do tubo total na cubeta e fazer a leitura

Cálculos

Interferentes

Valores de triglicérides entre 170 e 3500 mg/dl produzem resultados falsos

Amostras hemolisadas produzem resultados falsos

Conclusão

Um aumento dos níveis de bilirrubina sérica (hiperbilirrubinemia) reflecte-se numa cor amarela das escleras, das mucosas e da pele à qual se chama ictericia. Aproximadamente 60% dos recém nascidos apresentam icterícia. Acompanhando os mecanismos envolvidos no metabolismo da bilirrubina, é possível correlacionar o aumento de seus níveis séricos com alterações de uma das etapas do seu metabolismo. Os níveis séricos da bilirrubina indireta são determinados pela velocidade de produção e pela velocidade de remoção dessa bilirrubina da circulação. Os distúrbios que alteram a capacidade de depuração do fígado estão ligados à captação e/ou conjugação hepática. Os aumentos de bilirrubina indireta não levam ao aumento da bilirrubina na urina. Os níveis séricos da bilirrubina direta são determinados pela capacidade de excreção da bilirrubina pelo fígado, ou seja, pela integridade fisiológica do hepatócito e da permeabilidade das vias biliares intra- e extra-hepáticas. Patologias que alterem essas funções cursam com aumento da bilirrubina direta, e muitas vezes da bilirrubina indireta, e com a presença de bilirrubina na urina.

Comentários