[Processos de Fundição] Aula 06 - Fornos de Fundição

[Processos de Fundição] Aula 06 - Fornos de Fundição

(Parte 1 de 5)

Prof. BrennoFerreira de Souza –Engenheiro Metalúrgico

Introdução

Os processos de fundição dos metais consistem principalmente em aquecer os metais, fundindo-os e preenchendo moldes preparados com este metal líquido.

O aquecimento até o ponto de fusão é feito em fornos de fusão.

Podem ser de diferentes tipos, segundo o metal e a qualidade das peças que deseja fundir.

Prof. BrennoFerreira de Souza –Engenheiro Metalúrgico

Tipos de Fornos

Entre os principais tipos de fornos utilizados para a fundição estão:

• Fornos Cubilô • Fornos de Reverberação

• Fornos de Crisol

•Fornos Elétricos a Arco

•Fornos Elétricos por Indução

•Fornos Elétricos pro Resistência

Prof. BrennoFerreira de Souza –Engenheiro Metalúrgico

Tipos de Fornos

Fornos Cubilô • Fundição de Ferro

Fornos de Reverberação • Fundição do Aço

Fornos de Crisol • Fundição do Ferro, do Aço, das Ligas Leves e das Ligas de Cobre

Fornos Elétricos a Arco • Fundição do Ferro e do Aço

Fornos Elétricos por Indução • Fundição das Ligas Leves

Fornos Elétricos pro Resistência • Fundição de toda classe de metais

Prof. BrennoFerreira de Souza –Engenheiro Metalúrgico

Forno Cubilô

Utilizado na maioria das fundições de ferro.

Forno de cuba vertical

Cilindro de placas de ferro com revestimento refratário

Crisol: parte inferior, onde se deposita o Ferro Fundido.

Caixa de vento: alimentação do ar necessário para a combustão do carvão.

Prof. BrennoFerreira de Souza –Engenheiro Metalúrgico

Forno Cubilô

Ar soprado com pressão entre 0,03 e 0,10 kg/cm², controlado por manômetros.

Garantir boa temperatura e fluidez do metal líquido.

Correto fluxo de ar para elevação da temperatura através da combustão completa do carvão.

Excesso de ar acarreta resfriamento do ferro líquido nos canais.

Prof. BrennoFerreira de Souza –Engenheiro Metalúrgico

Forno Cubilô

O ferro fundido é depositado entre os canais e a placa de fundo, na parte inferior do cubilô, permanecendo as escórias sobre a superfície do ferro líquido.

A escória é evacuada por orifício adequado: escoriador.

Evita que as escórias alcançem os canais, provocando sua obstrução.

Prof. BrennoFerreira de Souza –Engenheiro Metalúrgico

Forno Cubilô

Na parte superior existe uma abertura chamada alçapão, onde é introduzida toda a matéria-prima para a fundição do ferro.

• Ferro fundido • Sucata

• Coque

• Calcário

Prof. BrennoFerreira de Souza –Engenheiro Metalúrgico

Forno Cubilô

Acima do alçapão termina o forno na chaminé, por onde ocorre a exaustão dos gases produzidos pela combustão do carbono entre outros.

Câmara de Fagulhas: evitar a saída destas para o exterior e consequentemente incêndios.

Cortina de água: eliminar completamente as fagulhas.

(Parte 1 de 5)

Comentários