HQ - Nem cobra, nem duas cabeças, quem sou eu (Amphisbaenia)

HQ - Nem cobra, nem duas cabeças, quem sou eu (Amphisbaenia)

(Parte 1 de 3)

Departamento de Ciências Biológicas Laboratório de Morfologia Comparada de Vertebrados (LAMVER)

Núcleo de Desenho e Artes

QUEM EU SOU?QUEM EU SOU? Uma abordagem sobre os Amphisbaenia

Universidade Estadual de Feira de Santana

Esta cartilha faz parte de um projeto de expansão do conhecimento sobre os Amphisbaenia no estado da Bahia. Popularmente conhecidos como cobras-de-duas-cabeças e interpretadas de forma errônea, este pequeno grupo de répteis, cujas extremidades são distinguidas em cabeça e cauda, vem sofrendo ameaças pela população em virtude destas lendárias inverdades a seu respeito. O que pretendemos com este trabalho é fornecer informações sobre a vida dos anfisbênios, como e onde vivem e o que devemos fazer para preservá- los, uma vez que eles não causam dano a vida do homem. Desde 1995 venho dedicando-me ao estudo e à pesquisa sobre estes répteis de vida estritamente subterrânea, atuando principalmente na área morfológica junto a outros educadores e pesquisadores. Neste novo trabalho somo esforços com um jovem estudante desenhista, que desde cedo vem se dedicando à criação e ilustração de histórias em quadrinhos, suas obras preferidas. A minha experiência na área zoológica associada à habilidade artística de Daniel Ferreira, fazem desta cartilha uma boa proposta de aprendizagem dirigida a todos, mas que particularmente, irá beneficiar nas escolas, professores e alunos que servirão de multiplicadores das informações aqui contidas, repassando-as para toda a comunidade. A falta de conhecimento da população sobre a vida animal vem acarretando nos últimos anos, prejuízos irreversíveis à natureza comprometendo assim a diversidade biológica na Terra. Necessitamos urgentemente mudar esta conduta, e para minimizar o problema convidamos você, leitor, a criar uma nova cultura de conservação, começando pela proteção das espécies de anfisbênios que ocorrem no nosso estado. Acreditamos que uma iniciativa como esta só poderá dar certo se

quiçá, sentir orgulho do “ bicho- homem”

atuarmos conjuntamente na sociedade de forma rápida e eficaz, aqui e agora, face a velocidade com que a destruição vem acontecendo em todo planeta. Agindo assim é provável que um dia as gerações futuras possam agradecer, Prefácio

Mª. Celeste Costa Valverde

É importante saber que os anfisbênios são animais silvestres, estando portanto sob proteção do governo. O IBAMA - Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis cuida de assuntos relacionados a utilização de animais silvestres fiscalizando, autorizando sua captura, coleta, transporte, manutenção em cativeiro e exposição. Para obtenção de licença de transporte dos animais consulte o escritório do IBAMA:

Av. Juracy Magalhães Júnior, nº 608 Rio Vermelho - Salvador - BA. Cep: 41940-060 Tel/Fax: (71) 3345-7322 / 3240-7913

Universidade Estadual de Feira de Santana BR-116- Km 03 - Campus Universitário, Feira de Santana - BA Cep: 44031-460, Tel: (75) 3224-8018 / 3224-8019

Departamento de Ciências Biológicas Laboratório de Morfologia Comparada de Vertebrados LAMVER - MT 13 - Módulo 1 Tel: (75) 3224-8148

Departamento de Letras e Artes Núcleo de Desenho e Artes Tel: (75) 3224-8214

Informações ComplementaresInformações Complementares

É permitida a reprodução total ou parcial desta obra por quaisquer meios, com a prévia autorização por escrito dos autores.

Texto Técnico: Maria Celeste Costa Valverde Ilustração e diagramação: Daniel de Jesus Ferreira

QUEM EU SOU?QUEM EU SOU? Uma abordagem sobre os Amphisbaenia

Maria Celeste Costa Valverde Daniel de Jesus Ferreira

Maria Celeste Costa Valverde, nascida em Feira de Santana-BA, em 1954, é Licenciada em Ciências Biológicas (1977), Mestre (1998) e Doutora (2002) em Biologia Animal pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). Desde 1982 é professora Universitária, lotada no Departamento de Ciências Biológicas da Universidade Estadual de Feira de Santana, exercendo atividades de ensino, pesquisa e extensão. Coordena o Laboratório de Morfologia Comparada de Vertebrados- LAMVER-UEFS.

E-mail: cverde@uefs.br

Daniel de Jesus Ferreira, nascido em Feira de Santana - BA, em 1985, é graduando do curso de Licenciatura em Letras com Língua Inglesa. É desenhista e pesquisador Bolsista/ Fapesb do Núcleo de Desenho e Artes do Departamento de Letras e Artes da Universidade Estadual de Feira de Santana. Há mais de cinco anos atua na criação de histórias em quadrinhos (Hq), área artística pela qual tem maior admiração.

E-mail: Danieldejesusferreira@yahoo.com.br

Os AutoresOs Autores

exterminar o que não criamos”

“ Qualquer que seja a posição metafísica adotada e o lugar concedido à espécie humana no mundo, não temos o direito de

Jean Dorst (Antes que a Natureza Morra)

o c o m i n h g i e s c a a l g a l e r i b t e r r â n a u t o t o e r m i c u l a r i s .

1. Grupo de répteis ao qual pertencem as cobras-de-duas-cabeças. 2. Os anfisbênios realizam sob o solo, “para frente e para trás”. 3. Forma de focinho especializado para escavação. 4. Serve de alimento para os anfisbênios. 5. Condição de crânio adaptado aos hábitos fossórios. 6. Cobrem todo o corpo dos anfisbênios. 7. Espécie de Amphisbaena de grande porte. 8. Onde vivem os anfisbênios. 9. Debaixo da terra. 10. Constituem o corpo destes animais. 1. Recurso utilizado para auto-defesa 12. Espécie de anfisbênio que apresenta focinho redondo.

Vamos revisar? Use a Cuca!

F o t

C a r l os

W a l l a c e

F o t

C a r l os

W a l l a c e 13

Dia tranquilo para Tamile.

Hum. Estou sentindo algo se movendo no chão!

Olá! Tudo bem, garota?

Epa! Uma cobra!

Socorro!!!.. Preciso de ajuda!!!!

Calma aí garotinha, que eu não sou cobra!

E qual é mesmo o seu nome?

Muito obrigada amiguinho

Estou feliz pelos conhecimentos adquiridos e ansiosa para divulgá-los!

Espero ter cumprido o meu papel informando sobre os anfisbênios, contribuÍndo para garantir a sobrevivência do meu grupo.

E O que deve-se fazer CASO HAJA ALGUMA DÚVIDA SOBRE VOCÊS?

Fim!

Entrar em contato com a equipe do labORATÓRIO De morfologia comparada de vertebrados-lamver-uefs

AtÉ BREVE!

Me chamo tamile, e estou com muito medo de vocÊ!

Pois bem minha amiga, vou lhe dar algumas informações sobre mim...

E sobre o meu grupo e você verá que não é preciso se assustar!

(Parte 1 de 3)

Comentários