(Parte 1 de 4)

Biofísica Biofísica

Aula 4: Biofísica de estruturas moleculares e celulares

Biofísica de estruturas moleculares e celulares Biofísica de estruturas moleculares e celulares

Estruturas celulares

Procariontes: parede celular, membrana plasmática, núcleo indefinido, ribossomos, citosol, grânulos de depósitos.

Eucariontes: parede celular, membrana plasmática, núcleo definido com membrana, ribossomos, retículo endoplasmático, mitocôndrias, lisossomos, peroxissomos e complexo golgiense.

Estruturas celulares

Tipos de células: procariontes e eucariontes

(distinção quanto à presença ou não de membrana nuclear)

Procariontes: organismos (geralmente unicelulares) que não apresentam um núcleo verdadeiro delimitado por membranas.

Eucariontes: organismos (unicelulares ou pluricelulares) que apresentam um núcleo verdadeiro com membranas.

Procariontes

As células procariotas são pobre em organelas e membranas.

Apesar de estruturalmente simples são bioquimicamente complexos.

Eucariontes

Ambiente compartimentalizado com sistemas de membranas internas.

Outras diferenças: dimensão linear 10x maior, volume 1000x maior e apresentam citoesqueleto.

Membrana Plasmática

Procariontes - dupla camada lipídica + proteínas

- hidrofóbica

- seletivamente permeável

- porosa

Eucariontes - maior diversificação de lipídios e proteínas

- altamente hidrofóbica

- seletivamente permeável com sistemas de transporte de íons - possui diversas enzimas com diferentes funções

Membranas biológicas

Estruturas altamente diferenciadas com compartimentação única.

São capazes de selecionar por mecanismos de transportes ativos e passivos o que deve passar.

Estabelece um gradiente de concentração diferenciado entre exterior e interior.

Conceito: Membranas biológicas

Compartimentação

Criação de duas regiões no espaço, separadas fisicamente por uma barreira e funcionalmente por um trânsito seletivo.

Sem compartimentação não teríamos seres vivos.

A estrutura fundamental para a compartimentação em seres vivos é a membrana biológica.

Membrana celular

Principal função: é manter, de forma seletiva, moléculas tão diversas como proteínas e pequenos solutos, no interior da célula.

Funciona de forma eficiente para regular seletivamente sua permeabilidade.

Modelo mosaico fluido – Modelo atual da membrana celular

Modelo mais aceito atualmente: o termo mosaico significa que os componente lipídicos e proteicos estão lado a lado.

As proteínas de membrana flutuam na bicamada lipídica e podem mover-se ao longo do plano da membrana.

modelo de membrana constituído de bicamada lipídica, onde encontram- se inseridas proteínas. Há dois tipos de proteínas inseridas na membrana: uma que atravessa parcial ou toda a

membrana, chamada proteína integral, outra que localiza-se sobre a membrana, sendo encontrada tanto no exterior como voltada para o citoplasma denominada proteína periférica.

Modelo atual da membrana celular

Um modelo para membrana celular mais realístico prevê:

- distribuição não aleatória das proteínas na membrana.

- contatos moleculares quase permanentes.

- plataformas lipídicas.

- proteínas são importantes elementos estruturais.

- estruturação dinâmica entre bicamada e proteínas.

Composição da membrana plasmática Lipídios, proteínas e carboidratos

(Parte 1 de 4)

Comentários