quimica organica

quimica organica

(Parte 1 de 2)

INTRODUÇÃO À QUÍMICA ORGÂNICA Profª M.Sc.Dirce Arruda

1. A presença da química orgânica em nossa vida

Os compostos químicos que atualmente são estudados pela Química Orgânica sempre estiveram presentes na história da humanidade:

A queima da madeira (combustão orgânica) Bebidas alcoólicas, vinagre, corantes, etc

1. A presença da química orgânica em nossa vida (cont.)

Nos dias atuais, esses compostos continuam sendo muito comuns e importantes em nossas vidas:

Com fórmulas mais complexas, poderíamos citar as: as proteínas, as vitaminas, os hormônios, os medicamentos, etc.

1. A presença da química orgânica em nossa vida (cont.)

Proteínas Vitaminas

Origem da vida

As substâncias ditas orgânicas são muito anteriores à presença do ser humano na Terra.

Acredita-se que as moléculas orgânicas primitivas, formadas há cerca de 3,5 bilhões de anos, deram origem aos primeiros seres unicelulares em nosso planeta.

Teoria de Stanley Miller

1. A presença da química orgânica em nossa vida (cont.)

Teoria de Stanley Miller 1. A presença da química orgânica em nossa vida (cont.)

Teoria de Stanley Miller 1. A presença da química orgânica em nossa vida (cont.)

Além de sua importância na origem da vida, os compostos orgânicos constituem, até hoje, a parte fundamental de todo o ciclo da vida existente na Terra.

2. O nascimento da química orgânica

No século XVIII, Carl Wilhelm Sheele (1742-1786) isolou: Ácido tartárico (C4H6O6) da uva

Ácido cítrico (C6H8O7) do limão

Ácido lático (C3H6O3) do leite

Glicerina (C3H8O3) da gordura

Uréia (CH4N2O) da urina

2. O nascimento da química orgânica (cont.)

Foi por esse motivo que Torbern Olof Bergman (1735-1784) em 1777, definiu:

Química Orgânica: como a Química dos compostos existentes nos organismos vivos, vegetais e animais.

Química Inorgânica: a Química dos compostos existentes no reino mineral.

2. O nascimento da química orgânica (cont.)

Antonie Laurent de Lavoisier (1743-1794):

Analisou vários compostos orgânicos e constatou que todos continham o elemento químico carbono.

2. O nascimento da química orgânica (cont.)

Em 1807, Jons Jakob Berzelius lançou a ideia de que somente os seres vivos possuiriam uma “força vital” capaz de produzir os compostos orgânicos.

Criava-se a ideia de que as substâncias orgânicas jamais poderiam ser sintetizadas.

2. O nascimento da química orgânica (cont.) Em 1828, porém, Friedrich Wohler efetuou a seguinte reação:

Queda da teoria da força vital

2. O nascimento da química orgânica (cont.)

Desse modo, desde a metade do século XIX, os químicos passaram a acreditar na possibilidade de síntese de qualquer substância química.

Abandonou-se, definitivamente, a ideia de que os compostos orgânicos deveriam sempre se originar do reino vegetal ou do reino animal.

Friedrich August Kekulé (1829-1896) propôs, em 1858, o conceito: A química orgânica é a química dos compostos do carbono

3. A evolução da química orgânica

3.1. Histórico No século XVIII, começou na Inglaterra a chamada Revolução industrial

Apareceram no século XIX novos tipos de atividade humana, que passaram a exigir conhecimentos químicos.

3. A evolução da química orgânica (cont.)

Uso crescente de máquinas Produção de mais ferro e aço

Quantidades crescentes de carvão

Carvão mineral, que era transformado em carvão coque

Dessa transformação surgiram novos compostos químicos, como os corantes.

3. A evolução da química orgânica (cont.)

As sínteses orgânicas aumentaram na segunda metade do século XIX:

O químico inglês William Perkin (1838-1907), em 1856, preparou o primeiro corante sintético (a mauveína).

(Parte 1 de 2)

Comentários