HQ - O que você tem a ver com a corrupção?

HQ - O que você tem a ver com a corrupção?

(Parte 1 de 3)

w.editorasalomao.com.b

Nada se constrói sozinho ou isoladamente, sendo necessário o somatório de esforços e de idéias. Sem educação, qualquer ação será em vão. A educação como instrumento de conscientização para a democracia só será viável através do rompimento com os esquemas verticais característicos da atual estrutura tradicional da educação brasileira. A nova educação problematizadora deve superar a contradição existente entre o educador e os educandos, libertando, através do diálogo franco e igualitário, a troca de conhecimentos entre os agentes do processo educativo.

É preciso recordar que a corrupção não é causa, mas sim efeito da incorporação pelos indivíduos de valores sociais negativos. Assim, somente através de um processo educativo voltado para o pleno exercício responsável da cidadania, a longo prazo, é que se poderá alcançar um efeito prático e modificador da realidade atual, consubstanciada na falta de cultivo de uma ética social, resumida na esperteza do ganho fácil e do lucro certo.

Affonso Ghizzo Neto Promotor de Justiça Coordenador do Projeto O que você tem a ver com a corrupção?

“O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia a política. Não sabe o imbecil que, da sua ignorância política, nasce a prostituta, o menor abandonado, e o pior de todos os bandidos, que é o político vigarista, pilantra, corrupto e lacaio das empresas nacionais e multinacionais”.

(Bertold Brecht, escritor e teatrólogo alemão, 1898/1956).

Iniciativa:

Apoio:

O que você tem a ver com a corrupção?

Ao longo de nossas vidas, em busca do conhecimento e melhoria espiritual, encontramos muitas formas prazerosas de sobreviver o mais dignamente possível, mas nem todas são factíveis, faltando, quase sempre, uma clareza maior, um aspecto inexplicável e sombrio dificultando o nosso mergulho com toda fé e paixão.

Não sou diferente da maioria dos seis bilhões de pessoas que lotam este planeta buscando excelência e qualidade para resistir às armadilhas do “tudo-fácil”.

que galopa, levando de roldão toda e qualquer possibilidade de redenção

Hoje, vivemos da esperteza, do levar vantagem em tudo, não importando o prejuízo que venhamos a infligir ao próximo. Na área política, é o descalabro Na área da saúde, nos tempos em que o remédio para amenizar a dor do pobre é manipulado de tal forma que deveria nos cobrir de vergonha, permitimos que ele seja mercadejado sem que isso nos ofenda como seres humanos.

Numa sociedade organizada, com o devido respeito aos três poderes, deveríamos estar aliviados, pois, do Executivo, do Legislativo e do Judiciário - que é de onde deveria emanar fluidez benéfica, amenizadora das desesperanças daqueles mais despossuídos, não temos a quem recorrer. Levantamos as mãos para os céus quando um homem surge com honestidade e pudor tão raros e se coloca à disposição do todo e não da propina, do tergiversar, enganar, usufruir, engabelar, mentir. Devemos honrá-lo e rezar para que ele não se desvie daquilo que jurou defender - perder se assim for, mas jamais pactuar.

(...), Deus todo poderoso te guarde e proteja, que sua fé não esmoreça e que você esteja sempre na vanguarda, na nossa defesa quando se fizer necessário.

Milton Gonçalves Ator e Diretor

O que você tem a ver com a corrupção?

das linhas mestras do Projeto “O que você tem a ver com a corrupção?”

O resumo constante na presente publicação é originário claramente Ele alinha três aspectos da responsabilidade que deve cercar a vida humana: a Individual, a Coletiva e a Ética para o futuro.

No primeiro caso, a convocação para uma reflexão a cada indivíduo sobre seus próprios atos. No segundo, para uma preocupação com os atos de terceiros. E, finalmente, um “agir consciente” demonstrando senso de responsabilidade para com as gerações futuras.

Esse Projeto busca acabar com a impunidade e educar as novas gerações na perspectiva de um comportamento ético das pequenas ações individuais às grandes questões políticas e sociais. Para tanto, desde 2004 quando foi lançado oficialmente — e tive o privilégio de participar desse momento significativo da luta contra a corrupção na cidade de Chapecó — vem contribuindo para uma mudança interna do próprio MP na forma de atuar, além de agregar inúmeras outras instituições públicas e privadas. A sua originalidade e eficiência deu ao Projeto o Prêmio Innovare, em 2005, como uma importante contribuição à melhoria qualitativa da Justiça.

ONU, através do Escritório das Nações Unidas sobre o Combate às Drogas

O êxito da proposta, depois de disseminar-se positivamente pelo Brasil, ultrapassou fronteiras e ganhou reconhecimento internacional. Organismos internacionais (UNODOC) apóiam a iniciativa que se propaga em muitos países para orgulho dos catarinenses. Essa premiação da e ao Crime, traduz o reconhecimento pela excelente conscientização pública do Projeto.

O interesse entre os jovens participantes das manifestações do Projeto
reflexão propiciada por este importante Projeto, não poderia ficar

“O que você tem a ver com a corrupção?” é estimulante, e o mesmo se pode dizer da participação nos concursos de redação. Como se vê, a ausente e distante dos bancos escolares. Afinal, o que todos nós temos a ver com a corrupção?

Salomão Ribas Junior Presidente do IRB olá, sou o zé moral. meu objetivo é levar a reflexão sobre a corrupção! nas próximas páginas, você irá conhecer como a corrupção influencia as nossas atitudes diárias.

tenha uma ótima leitura! assim como no teatro, irei representar um corrupto, de forma figurativa nesta história.

Primeiro:

Acabar com a impunidade, ou seja, buscar a efetiva punição dos corruptos e dos corruptores, por meio de um canal real para o oferecimento de denúncias, e, o principal;

Segundo:

principio, é preciso dar o exemplo

Educar e estimular as novas gerações, mediante a construção, em longo prazo, de um Brasil mais justo e sério, destacando-se o papel fundamental de nossas próprias condutas diárias a partir do seguinte

O primeiro passo para consecução do projeto está envolvendo a promoção, junto ao Ministério Público Brasileiro, de uma valoração especial das atribuições constitucionais da Instituição, estimulando o desempenho de atividades extrajudiciais.

Evidente, como nada se constrói sozinho, é preciso envolver outras instituições, empresas e pessoas a se engajarem num projeto de longo prazo que enrede a sociedade em uma campanha de estímulo à ética e a honestidade dos cidadãos.

compõem se modificam. E toda mudança

A necessidade de uma ética humana comum para a convivência coletiva e harmônica deve ser construída a partir da singularidade do sujeito, respeitadas as diferenças e pluralidades múltiplas da raça humana. Uma sociedade só se modifica, quando os indivíduos que a envolve educação. No Brasil, a educação se apresenta como um importante veículo de combate à corrupção, por meio da percepção e do estímulo à ética, à moral e à honestidade do cidadão, e o comprometimento da sociedade na cobrança pela transparência da gestão pública e com o fim da impunidade.

o que você tem a ver?

O projeto tem por objetivo ajudar na prevenção a ocorrência de novos atos de corrupção por meio da educação das gerações futuras, estímulo a denúncias populares e a efetiva punição de corruptos e corruptores.

O projeto visa atacar dois pontos fundamentais:

a corrupção é algo que se pode aceitar...

...em seu dia a dia.

ei, você! pegue este folheto! he! he! mais um! hum! ...basta a sua escolha!

ganhar! ganhar dinheiro fácil? sendo corrupto! mas qual é a lei da corrupção?

...vencer a qualquer preço!

o brasil é um dos países campeões em corrupção! todos os brasileiros devem mudar esse quadro!

cada um de nós é quem tem que fazer a coisa certa! meu sorvete! o senhor me deu troco a mais! fique com o meu! você sabe o que fazer!!! quais são as suas atitudes? obrigado, moço! não importa se o outro vai se dar mal, o importante é você se dar bem! furar fila.

odeio filas!

isso não é uma atitude correta!

e daí que todos nós vimos! ei! o senhor furou a fila!eu não! glup!

eu não queria pegar este ônibus mesmo! é por isso que esse país não vai para frente.

tem sempre um folgado!

o problema é bem maior! corrupção? milhões de reais na conta de pessoas corruptas! por que me importaria com detalhes pequenos?! que nem são tão ruins?

opa! odeio filas! próximo cliente! a senhorita me deu troco a mais! oh! a máquina está com defeito! obrigada por sua honestidade! não precisa me agradecer! lucrar no troco.

a honestidade deveria ser algo normal em nosso dia a dia.

he! he! dinheiro fácil! ah, não! uma multa!!!

ei! tire esse carro da frente! saia!

(Parte 1 de 3)

Comentários