musicalização Apostila de teoria musical

musicalização Apostila de teoria musical

(Parte 1 de 8)

Apostila de

Educação Musical

6º Ano

Ensino Fundamental

w.portaledumusicalcp2.mus.br

2 Portal de Educação Musical do Colégio Pedro I – w.portaledumusicalcp2.mus.br

Introdução

sta apostila é fundamentada com base no Plano Político Pedagógico para Educação Musical elaborado pelo Colegiado do Departamento de

Educação Musical do Colégio Pedro II. Nela estão organizados diversos conteúdos sugeridos para a 6º Ano do Ensino Fundamental, com o objetivo de orientar as atividades de ensino e aprendizagem. Assim, sugerimos uma revisão dos conteúdos da série anterior e:

• Prática musical sobre repertório (leitura musical e prática instrumental): prática da flauta‐doce (técnicas básicas da flauta), prática vocal, prática de instrumentos de percussão e outros (técnicas básicas), a critério do professor (sons corporais, por exemplo).

• Repertório sugerido para o 6º ano:

• Asa Branca (arranjo no portal: www.portaledumusicalcp2.mus.br)

• Sol Lá Si Dó Rock (arranjo no portal)

• Trem de Ferro (arranjo no portal)

• Aninha (Suzigan & Mota. Método de Iniciação Musical para Jovens e Crianças – Flauta Doce – Vol. 1. São Paulo: G4 Edições, 2001)

• Mucama Bonita (Suzigan & Mota)

Conteúdo programático para o 6º ano:

1. Elementos da música:

• O Som e seus parâmetros

• As principais características ou parâmetros do som

• O Silêncio

• O que é música? 2. Notação Musical

• Como se escrever música?

• O pentagrama

• As notas musicais 3. A Notação Musical no Ocidente: uma História

• CLAVE: o que é e para que serve?

• Duração – quadro das durações e suas pausas

• Pulso e compassos – tipos de compassos

• Alguns sinais gráficos utilizados para facilitar a escrita musical

• Sinais de repetição

• Sinais de intensidade 4. Estrutura e forma em música

• Formas binária e ternária

• Textura em música: Monofonia e homofonia 5. Saúde auditiva e vocal 6. História da Música Brasileira

• Formação da música brasileira

3 Portal de Educação Musical do Colégio Pedro I – w.portaledumusicalcp2.mus.br

• Como nasceu a música brasileira: Instrumentos europeus, africanos e indígenas 7. História da Música Ocidental:

• A Idade Média: O Canto gregoriano 9 A música dos trovadores e menestréis

• A Música no Renascimento

• Instrumentos musicais medievais e renascentistas 8. Créditos, fontes e bibliografia. 9. Atividades de fixação. 10. Hinos (Hino Nacional Brasileiro e Hino dos Alunos do Colégio Pedro II)

Você já percebeu como o mundo está cheio de sons? Mas você já parou para pensar o que é o SOM? Pois bem, som é tudo o que nossos ouvidos podem ouvir, sejam barulhos, pessoas falando ou mesmo música! Os sons que nos cercam são expressões da vida, da energia e do universo em vibração e movimento. Experimente fechar os olhos e ficar atento aos sons que nos cercam.

E então, percebeu como o silêncio é algo quase impossível?

Os cientistas nos ensinam que o som é o resultado das vibrações das coisas. Tudo o que existe na natureza pode vibrar. Essas vibrações se propagam pelo ar ou por qualquer outro meio de condução, chegam aos nossos ouvidos e são transmitidas ao cérebro para que possam ser identificadas.

A vibração regular desses objetos produz sons com altura definida, em que você percebe como uma “nota musical”. Esses sons são chamados de sons musicais. Por exemplo, os sons produzidos pela flauta doce ou outros instrumentos musicais.

4 Portal de Educação Musical do Colégio Pedro I – w.portaledumusicalcp2.mus.br

Já a vibração irregular produz sons sem altura definida, em que você não consegue distinguir a “nota musical”. Alguns desses sons são popularmente chamados de “barulhos” ou “ruídos”. Por exemplo: o som de um avião ou de um liquidificador. Alguns instrumentos de percussão, como os tambores, também não possuem altura definida.

As principais características ou parâmetros dos sons

INTENSIDADE – É a propriedade que nos permite distinguir sons fortes e sons fracos. É o grau de volume sonoro. A intensidade do som depende da força empregada para produzir as vibrações.

FORTE ou piano

Alguém gritando em um megafone e o canto de um pequeno pássaro são exemplos de sons fortes e fracos

DURAÇÃO – É a propriedade que nos permite distinguir sons longos e sons curtos. Na música o som vai ter sua duração definida de acordo com o tempo de emissão das vibrações.

(Parte 1 de 8)

Comentários