Trabalho - citações, ilustrações e referencias

Trabalho - citações, ilustrações e referencias

11

INTRODUÇÃO

Este trabalho tem por finalidade apresentar três temas importantes que fazem parte da elaboração de uma obra literária. São eles: Citações, Ilustrações e Referências. Todos estes três elementos são fundamentais numa obra textual, seja ela um trabalho acadêmico, um projeto de pesquisa, um TCC, etc., pois proporcionam ao leitor um complemento das informações expostas ao longo da obra.

Serão apresentadas neste trabalho as normas que instruem a forma correta de elaborar cada um dos temas abordados, assim como os padrões adotados por tais normas e alguns exemplos.

No âmbito da Engenharia, é muito importante que o profissional se aperfeiçoe neste assunto, daí a importância da realização deste trabalho. Pois um Engenheiro é condicionado frequentemente a desenvolver relatórios, projetos, trabalhos e estudos que exigem um conhecimento destas técnicas. Um Engenheiro almeja ser um Gestor, e para isso ele deve saber manejar bem não só o seu português, mas também as técnicas que andam atreladas à Língua Portuguesa e suas normas regentes.

CITAÇÕES

Citação é considerada um complemento para as informações mencionadas numa modalidade textual qualquer cujo conteúdo é extraído de uma outra fonte.

Uma das principais características que se deve observar em uma obra textual qualquer, neste caso, um trabalho acadêmico, é o respeito às fontes bibliográficas nas quais se originaram os conceitos expostos. Além da ética e do respeito, trata-se também de uma questão de cumprimento das normas elaboradas pela ABNT (Associação de Normas Técnicas).

A apresentação de citações em um trabalho acadêmico deverá seguir a NBR 10520. Excepcionalmente neste trabalho, conforme a orientação do professor, as definições serão elaboradas através do MANUAL PARA NORMALIZAÇÃO E ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS DA FAESA. Entretanto, novos exemplos serão apresentados, diferentes dos que se encontram no Manual que servirá apenas de base para o trabalho.

TIPOS DE CITAÇÕES E SEUS RESPECTIVOS EXEMPLOS

1. Textuais: Aquelas transcritas exatamente como consta no livro ou texto original. São conhecidos dois tipos: curtas e longas.

1.1. Textual curta: Até 3 linhas e vai no próprio corpo do texto.

Ex.:

Para MOWEN (1998, p. 242), “as crenças dos consumidores representam o conhecimento e deduções que um consumidor tem sobre objetos, seus atributos, e seus benefícios providos. No conceito de objetos, para eles, estão produtos, pessoas e companhias.

    1. Textual longa: Mais de 3 linhas, espaçamento simples, itálico.

Ex.:

A palavra posicionamento foi popularizada por dois executivos da propaganda, Al Ries e Jack Trout:

O posicionamento começa com um produto, uma mercadoria, um serviço, uma empresa, uma instituição e até mesmo uma pessoa... Entretanto, posicionamento não é o que você faz para um produto. Posicionamento é o que você faz para a mente do comprador potencial. Você posiciona o produto na mente deste comprador potencial.” (RIES & TROUT, 1996, p. 2)

Argumentam ainda, que os produtos tem uma posição na mente dos clientes, assim, a Coca-Cola é vista como a maior empresa de refrigerantes do mundo, o Porsche como um dos melhores carros esportivos do mundo, e assim por diante.

2. Contextual: Aquelas transcritas conforme o seu entendimento do assunto lido no livro ou outra fonte de consulta.

Ex.:

As pesquisas de BELLIZZI (1983, p. 34) apontam para conclusões interessantes a respeito da associação da cor às atrações físicas. Esta pesquisa às vistas da arquitetura é pertinente, pois relaciona o indivíduo e o ambiente construído. Partindo da seleção de cores mais popularmente usadas em design de interiores (vermelho, amarelo, azul, verde e branco) aplicados no estudo em loja de mobiliários, concluiu que existe uma associação entre cor e atração física. Na pesquisa, as pessoas se sentaram mais proximamente às paredes pintadas de amarelo que às brancas. A distância que as pessoas sentaram-se da parede amarelo foi significantemente diferente das outras cores, exceto o vermelho. O mesmo foi observado para comparação entre paredes pintadas com cores quentes (vermelho e amarelo) e paredes pintadas com cores frias (verde e azul).

ILUSTRAÇÕES

Especialidade utilizada nas modalidades de textos, composta na maioria das vezes por um desenho, gravura, gráfico ou fotografia, tendo como finalidade: acompanhar, explicar, acrescentar informação, sintetizar ou simplesmente demonstrar o assunto abordado através de imagens. Em trabalhos científicos, por exemplo, é de suma importância a presença desse recurso, pois proporciona ao leitor as dimensões e perspectivas similares ao contexto abordado. É também encontrada com frequência em textos de livros, jornais, revistas, catálogos técnicos, relatórios, etc.

A NBR 14724, norma da ABNT para apresentação de Trabalhos Acadêmicos, define inicialmente ilustração como: desenho, gravura ou imagem que acompanha um texto.

Analisando a NBR 14724 pode-se concluir que a ilustração seja ela qual for (desenhos, esquemas, fluxogramas, fotografias, gráficos, mapas, organogramas, plantas, quadros, anexos, retratos e outros), deve possuir sua identificação na parte inferior, precedida da palavra designativa, seguida de seu número de ordem de ocorrência no texto, em algarismos arábicos, do respectivo título e/ou legenda explicativa de forma breve e clara, buscando sempre dispensar a consulta ao texto e da fonte. A ilustração deve ser inserida o mais próximo possível do trecho a que se refere.

Vale ressaltar que a inserção de uma ilustração numa modalidade de texto qualquer é opcional, dependendo apenas da necessidade de esclarecimento ou da intenção do autor.

Não há, nas normas da ABNT, muitas orientações sobre a apresentação de ilustrações. Porém, pode-se observar e concluir, isoladamente, alguns aspectos relevantes deste assunto. Ou seja, é possível perceber que são comumente encontradas em  jornais, revistas e livros, especialmente na literatura infanto-juvenil, onde muitas vezes, assumem um papel mais importante do que o texto, além de serem utilizadas com larga escala na indústria da publicidade e propaganda.

REFERÊNCIAS

Também chamada de Bibliografia ou Referência Bibliográfica, trata-se de uma ferramenta utilizada em várias modalidades de textos, composta por um conjunto padronizado de elementos (Do tipo: título, autor, editora, local de publicação e outros) que permitem a identificação das informações expostas no texto. Em outras palavras, é a relação de informações consultadas ou citadas por um autor na criação de um determinado texto.

Quando, após a citação de um texto, se apresenta a sua referência bibliográfica, ela deve ser apresentada ou em nota de rodapé ou numa bibliografia no final da obra com uma breve chamada junto da citação. Quando se trata de referências sem citações explícitas durante o texto, elas devem ser apresentadas no final da obra, num capítulo chamado “Bibliografia” ou no final de cada capítulo (nos casos de capítulos sobre diferentes assuntos).

Uma referência bibliográfica é composta pelos seguintes elementos: Autoria, Título da obra, Número da edição, Local de edição, Editora, Data de edição.

Embora alguns autores possam usar outros sistemas, na língua portuguesa a ordenação dos elementos para um livro geralmente é a seguinte (conforme a norma da União Européia e a da ABNT): Autoria, Título, N.º de edição, Local, Editora, Data, N.º de páginas, Tradução, ISBN, Data.

As referências devem possuir espaçamento simples entre as linhas e espaçamento duplo para separá-las. Quanto às margens, as referências são alinhadas somente à margem esquerda.

EXEMPLOS DE REFERÊNCIAS

Livro (monografia), segundo a norma Umberto Eco/UE:

Eco, Umberto, Como se faz uma tese em Ciências Humanas, 6.ª edição, Lisboa, Editorial Presença, 1995.

Livro (monografia), segundo a norma ABNT/NP (diferença na pontuação):

Eco, Umberto. Como se faz uma tese em Ciências Humanas. 6.ª edição. Lisboa: Editorial Presença. 1995.

Indicações de tradução:

Efron, David, Gesture and Environment, Nova Iorque, King's Crown Press, 1941 (tr. it. de Michelangelo Spada, Gesto, razza e cultura, Milão, Bompiani, 1974).

Artigo em publicação periódica:

Araújo Pereira, Ricardo, «Porquê ser espanhol quando se pode ser chinês?», Revista Visão, 2.11.2006, p. 177.

Website:

Homepage oficial da Petrobrás. Mercado do Petróleo Brasileiro.

Disponível em: < http://www.petrobras.com.br >. Acesso em 28 de março de 2008.

CONCLUSÃO

Conclui-se neste trabalho que os assuntos apresentados são muito importantes, pois proporcionam um acréscimo de conhecimentos ao aluno de Engenharia, onde em sua vida profissional deverá adotar, opcionalmente, estas informações a fim de apresentar um bom resultado no seu local de trabalho e consequentemente o seu crescimento profissional.

Estes assuntos que foram expostos ajudarão também no desenvolvimento e elaboração de trabalhos dentro da própria Faculdade. Como TCC, projetos, pesquisas, relatórios, etc.

É certo que na elaboração do Trabalho de Conclusão de Curso, por exemplo, este trabalho servirá de base para os assuntos de Citações, Ilustrações e Referências. Que por sua vez são de caráter obrigatório em uma monografia ou TCC.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 14724 – Elaboração de Trabalhos Acadêmicos. 

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6023 – Referências – Elaboração.

UNICASTELO. Glossário do acervo. Disponível em:< http://www.unicastelo.br/ >. Acesso em 13 de março de 2011.

AUGUSTO CAMPOS. Bibliografia: como fazer referencia bibliográfica. Disponível em < http://www.efetividade.net >. Acesso em 13 de março de 2011.

PROF. EDSON JR. SILVA. Normalizações da ABNT para trabalhos acadêmicos. Disponível em:< http://edsonjr.prof.unopar.br/ >. Acesso em 11 de março de 2011.

Comentários