ELRAJ Físico-química – Ficha 01 Prof. Alexsandro Cavalcanti quimicalex@hotmail.com

Soluções são misturas homogêneas de duas ou mais substâncias.

Regra de solubilidade Substância polar tende a dissolver outra polar. Substância apolar tende a dissolver outra apolar. Semelhante dissolve semelhante.

Coeficiente de solubilidade (CS ou S) Quantidade necessária de uma substância (soluto) para saturar uma quantidade de solvente. Quantidade máxima de soluto que pode ser dissolvida num solvente.

Fique atento!:

O CS depende da temperatura e da pressão.

A unidade do CS é g do soluto/g ou L do solvente.

Solução insaturada Contém menos soluto que a quantidade máxima necessária para saturar a solução. Está abaixo do CS;

Solução saturada Atingiu o CS.

Pode ou não apresentar precipitado (corpo de chão);

Solução supersaturada Ultrapassou o CS, mas não houve precipitação do soluto.

Curvas de solubilidade

Dissolução endotérmica e exotérmica

01. (UPE 2006/Q1) Considerando o estudo geral das soluções, analise os tipos de solução a seguir. 0-0) Uma solução saturada é aquela que contém uma grande quantidade de soluto dissolvida numa quantidade padrão de solvente, em determinadas condições de temperatura e pressão. 1-1) Uma solução que contenha uma pequena quantidade de soluto em relação a uma quantidade padrão de solvente jamais poderá ser considerada solução saturada. 2-2) A solubilidade de um gás em solução aumenta com a elevação da temperatura e a diminuição da pressão. 3-3) Os solutos iônicos são igualmente solúveis em água e em etanol, pois ambos os solventes são fortemente polares. 4-4) Nem todas as substâncias iônicas são igualmente solúveis em água.

02. (UPE 2005/Q1) A água é essencial à vida em nosso planeta. Analise as afirmativas referentes a esse líquido precioso. 0-0) A água própria para o consumo humano é chamada de água potável, que é insípida, incolor, isenta de quaisquer vestígios de gases atmosféricos ou sais minerais dissolvidos. 1-1) Em laboratório de química, quando um químico se refere a uma amostra de água, chamando-a de “dura”, está se referindo ao gelo. 2-2) A adição, nos rios, de grandes quantidades de água quente, provenientes de indústrias, torna o ambiente impróprio para a vida de espécies aquáticas, pois haverá a diminuição da quantidade de oxigênio dissolvido nas águas dos rios. 3-3) As águas subterrâneas são totalmente puras, contendo exclusivamente moléculas de água, pois ainda não foram expostas aos agentes contaminantes presentes no solo superficial e no ar atmosférico.

ELRAJ Físico-química – Ficha 01 Prof. Alexsandro Cavalcanti quimicalex@hotmail.com

4-4) A “água pesada” apresenta as mesmas propriedades físicas da água comum, diferindo, apenas, na densidade, que é duas vezes maior que a da água comum.

03. (Covest 1998) O gráfico abaixo representa a variação de solubilidade em água, em função da temperatura, para algumas substâncias. Qual dessas substâncias libera maior quantidade de calor por mol quando é dissolvida?

a) Na2SO4 b) Li2SO4 c) KI

d) NaCl e) KNO3

04. (Covest 2003) A solubilidade do oxalato de cálcio a 20°C é de 3,0 g por 100 g de água. Qual a massa, em gra- mas, de CaC2O4 depositada no fundo do recipiente quando 100 g de CaC2O4(s) são adicionados em 200 g de água a 20°C?

05. (Covest 2002) A fenilalanina é um aminoácido utilizado como adoçante dietético. O gráfico abaixo representa a variação da solubilidade em água da fenilalanina com relação à temperatura. Determine o volume de água, em mililitros (mL), necessário para dissolver completamente 3,0 g da fenilalanina à temperatura de 40 °C. Considere que a densidade da água a 40 °C é 1,0 kg/L.

06. (Covest 2000) Uma solução saturada de NH4Cl foi preparada a 80 °C utilizando–se 200 g de água. Posteriormente, esta solução sofre um resfriamento sob agitação até atingir 40 °C. Determine a massa de sal depositada neste processo.

A solubilidade do NH4Cl varia com a temperatura, conforme mostrado no gráfico abaixo.

07. (Covest 1995) O sal NaCl é adicionado gradualmente a um volume fixo de 100 mL de água. Após cada adição se obtém a densidade da solução. Observando o gráfico abaixo, podemos afirmar que:

0-0) O ponto D corresponde a uma solução supersaturada. 1-1) O ponto A corresponde ao solvente puro. 2-2) O trecho AC corresponde à região de solução saturada. 3-3) A concentração no ponto C corresponde à solubilidade do sal. 4-4) A concentração da solução no ponto B é igual a 20% em massa.

08. (Covest 1993) O gráfico abaixo representa a dependência da solubilidade do sulfato de cério com respeito à temperatura.

800 g de Ce2(SO4)3 são dissolvidos em água suficiente para formar uma solução saturada a 20 °C.

Quando a solução é aquecida até 75 °C, ocorre precipitação de X gramas deste sal. Qual o valor de x? a) 0 b) 100 c) 200 d) 300 e) 400

ELRAJ Físico-química – Ficha 01 Prof. Alexsandro Cavalcanti quimicalex@hotmail.com

09. (Covest 1992) O gráfico ao lado representa a solubilidade de três sais a várias temperaturas. Depois de analisar o gráfico, assinale a alternativa correta.

a) O sal KNO3 é o mais solúvel à temperatura de 30 °C.

b) A solubilidade do NaCl não varia muito com o aumento da temperatura. c) O sal KCl é menos solúvel do que o sal NaCl até a temperatura de 30 °C. d) 30 g de NaCl podem ser dissolvidos em 100 g de água à temperatura de 50 °C. e) 50 g de KCl podem ser dissolvidos em 100 g de água à temperatura de 40 °C.

10. (Covest 1994) O gráfico abaixo representa a variação da solubilidade em água, do iodeto de cálcio, CaI2 (massa molar 294), em função da temperatura. No eixo das abscissas a temperatura é dada em °C, enquanto no eixo das ordenadas a solubilidade é fornecida em mols de soluto por litro de solução.

Distribuindo-se 100 mL de solução saturada a 60 °C deste sal em três amostras de volumes iguais, qual a quantidade de sal, em gramas, em cada amostra?

1. (PUC – RJ) A tabela abaixo mostra a solubilidade de vários sais, à temperatura ambiente, em g/mL. Se 25 mL de uma solução saturada de um desses sais foram completamente evaporados, e o resíduo sólido pesou 13 g, o sal é:

a) AgNO3

d) KNO3 e) KBr

Composto Solubilidade (g/mL)

KNO3 52 KBr 64

12. (Unicamp – SP) Uma solução saturada de nitrato de potássio (KNO3) constituída, além do sal, por 100 g de água, está à temperatura de 70 °C.

Essa solução é resfriada a 40 °C, ocorrendo precipitação de parte do sal dissolvido. Calcule: a) A massa do sal que precipitou; b) A massa do sal que permaneceu em solução.

“A sorte existe. O que mais pode explicar o sucesso de nossos concorrentes?”

Gen Matejka.

Comentários