Subestação

Subestação

(Parte 4 de 9)

Retangular de Cobre (mm2)

Fio

Cobre Nu (AWG) Vergalhão de Cobre

(φ m)

ATÉ 700 20 4 6,5 De 701 a 2500 50 - 8,5

Figura 17 Dimensionamento do Barramento de Alta Tensão de SE de 13,8 kV

Uma forma de estimar o nível da tensão de suprimento para instalações com potência acima de 1000 kW é através da seguinte fórmula:

Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca novembro/1999 _

Consultoria para Uso Eficiente de Energiapág.25 Prof. Paulo Duailibe

Onde: T → tensão (kV);

P → potência instalada (MW)

É interessante ressaltar que esta é uma forma aproximada e a escolha definitiva do nível de tensão deve sempre submetida a uma análise das cargas por parte da concessionária. Deve-se conhecer os níveis de tensão disponíveis no local de implantação do projeto e a partir daí verificar se as necessidades do projeto são atendidas.

Após a seleção da tensão de suprimento, pode-se definir a tensão dos equipamentos. No caso de motores, é muito importante a escolha correta da tensão nominal em função da potência de forma a obter um equipamento mais econômico.

A tabela da apresenta uma relação tensão - potência utilizada na prática.

Potência (cv) Tensão (V)

Até 500 380 ou 440

1000 – 5000 4000 > 4000 60 ou 13200

Figura 18 Escolha da Tensão: Motores

Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca novembro/1999 _

Consultoria para Uso Eficiente de Energiapág.26 Prof. Paulo Duailibe

A seguir serão apresentados dois exemplos para definição da potência de SE’s para indústrias.

VII.1 Pequeno Porte

Uma indústria contém 12 motores de 10 cv alimentados pelo CCM1, 10 motores de 30 cv e 5 motores de 50 cv alimentados pelo CCM2. O QDL, responsável pela iluminação da indústria, alimenta 150 lâmpadas fluorescentes de 40 W e 52 incandescentes de 100 W. Todas essas cargas são alimentadas pelo QGF que é suprido pelo transformador da subestação.

Determinar as demandas do CCM1, CCM2, QDL, QDF e QGF e a potência necessária do transformador da subestação. Sabe-se que todos os motores têm fator de potência 0,85.

Obs: Considerar as potências dos motores em cv já incluindo o rendimento do motor.

• Potência dos Motores

Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca novembro/1999 _

Consultoria para Uso Eficiente de Energiapág.27 Prof. Paulo Duailibe

DCCM1 = N10 cv x S10 cv x FS

Onde:

N – número de motores FS – fator de simultaneidade

DCCM1 = 12 x 8,6 x 0,65 = 67,5 kVA - CCM2

DCCM2 = (N30 cv x S30 cv x FS) + (N50 cv x S50 cv x FS)

DCCM2 = (10 x 25,98 x 0,65) + (5 x 43,29 x 0,7) = 320,39 kVA - QDL

Perdas no reator nas lâmpadas de 40 W: 20 W

DQDL = 150 x (40 + 20) + 52 x 100 = 14,2 kVA - QGF

DQGF = DCCM1 + DCCM2 + DQDL DQGF = 67,5 + 320,39 + 14,2 = 402,14 kVA

Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca novembro/1999 _

Consultoria para Uso Eficiente de Energiapág.28 Prof. Paulo Duailibe

• Potência do Transformador Potência mais próxima padronizada: 500 kVA

Número de Aparelhos

Aparelhos 2 4 5 8 10 15 20 50

Motores: ¾ a 2,5 cv 0,85 0,80 0,75 0,70 0,60 0,5 0,50 0,40 Motores: 3 a 15 cv 0,85 0,80 0,75 0,75 0,70 0,65 0,5 0,45 Motores: 20 a 40 cv 0,80 0,80 0,80 0,75 0,65 0,60 0,60 0,50 Acima de 40 cv 0,90 0,80 0,70 0,70 0,65 0,65 0,65 0,60 Retificadores 0,90 0,90 0,85 0,80 0,75 0,70 0,70 0,70 Soldadores 0,45 0,45 0,45 0,40 0,40 0,30 0,30 0,30 Fornos Resistivos 1,0 1,0 -- -- -- -- -- -- Fornos de Indução 1,0 1,0 -- -- -- -- -- --

VII.2 Grande Porte

Fator de Carga (FC) = [carga do trafo] / [potência nominal do trafo]

FC (máx) = 150% → normalizado

Potência nominal do trafo = [carga do trafo] / [FC]

Considerações para o cálculo: FC = 100%; fator de segurança = 1,25 x carga Carga:

Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca novembro/1999 _

Consultoria para Uso Eficiente de Energiapág.29 Prof. Paulo Duailibe

Dois motores de 355 kW → 788,81 kVA Um motor de 710 kW → 788,81 kVA

Um motor de 1500 kW → 1666,5 kVA Partida de um motor de 1500 kW:

5 x 1666,5 kVA → 8332,5 kVA

Carga Total→ 11576,6 kVA

Estimando potência em transformador de 10000 kVA:

FC = 11576,62 kVA / 10000 kVA = 1,15766 = 115,76%

(Parte 4 de 9)

Comentários