lista de medicamentos

lista de medicamentos

(Parte 5 de 20)

  • O paciente deve ser mantido bem hidratado.

metronidazol

O que é?

metronidazol vaginal é antibacteriano; tricomonicida; [antiprotozoário; 5-nitroimidazol (derivado)].

Nome similar ou genérico?

CANDERME

Para que serve?

Tricomoníase vaginal.

Como deve ser usado, ou seja vias de administração?

Uso Vaginal:

Adultos:

1 aplicador cheio (5 g) ao deitar, durante 10 a 20 dias seguidos.

Forma de ação no organismo?

O metronidazol vaginal intefere com o DNA de bactérias e protozoários, levando as células à morte.

Cuidado especiais?

Risco na Gravidez:

 Não há estudos adequados em mulheres

Amamentação:

Não se sabe se o metronidazol vaginal é excretado no leite após aplicação vaginal; não amamentar.

Efeitos colaterais?

DERMATOLÓGICA: vermelhidão; pele seca; queimação leve; agulhadas.

GENITURINÁRIA: inflamação uterina; inflamação na vagina; corrimento vaginal.

Procedimentos de enfermagem? 

  • Se ocorrer irritação local, utilizar com menor frequência ou interromper o uso.

neomicina

O que é?

A Neomicina é antibacteriano tópico [aminoglicosídeo tópico; sulfato de Neomicina].

Nome similar ou genérico?

Para que serve?

Infecção bacteriana.

Como deve ser usado, ou seja vias de administração?

Uso Tópico: (na pele)

Atualmente a Neomicina é utilizada em associações. Veja as instruções dos laboratórios fabricantes.

 Forma de ação no organismo?

A Neomicina inibe a síntese de proteínas na célula bacteriana.

Cuidado especiais?

Risco na gravidez:

Não há estudos adequados em para mulheres. O benefício potencial do produto pode justificar o risco potencial durante a gravidez.

Efeitos colaterais?

DERMATOLÓGICO: alergia por contato.

Procedimentos de enfermagem?

  • Não associar com outro aminoglicosídeo por via sistêmica (oral ou injetável).

sulfadiazina

O que é?

A Sulfadiazina é antibacteriano [sulfonamida (derivado)].

Nome similar ou genérico?

SULADRIN

Para que serve?

Malária (tratamento adjunto); toxoplasmose (tratamento adjunto); febre reumática (prevenção).

Como deve ser usado, ou seja vias de administração?

Uso Oral:

Adultos e Adolescentes:

 Toxoplasmose (em mulheres grávidas): 1 g de Sulfadiazina a cada 6 horas; associar com 25 mgpirimetamina por dia, após a 16ª semana de gestação. Administrar ainda 5 a 15 mg de leucovorina por dia; toxoplasmose (pacientes com AIDS): 1 a 2 g de Sulfadiazina a cada 6 horas; associar com 50 a 100 mg pirimetamina por dia. Administrar ainda 10 a 25 mg de leucovorina por dia.

Infecção bacteriana; malária (por Plasmodiumfalciparum resistente à cloroquina):inicialmente 2 a 4 g; a seguir 1 g cada 4 a 6 horas.

 Febre reumática (prevenção): 1 g em dose única diária.

Idosos:

Podem ser mais propensos a reações adversas.

Forma de ação no organismo?

A Sulfadiazina inibe uma enzima bacteriana necessária para a produção de ácido fólico, o que acarreta problemas para o DNA da bactéria. É bacteriostático. Absorção: rápida e boa. Biotransformação: no fígado. Eliminação: urina (60 a 85% como droga inalterada).

Cuidado especiais?

Risco na Gravidez:

 Não há estudos adequados em mulheres .

O benefício potencial do produto pode justificar o risco potencial durante a gravidez.

Amamentação

A Sulfadiazina é excretada no leite; não amamentar.

Efeitos colaterais?

GASTRINTESTINAL: diarreia; náusea; vômito.

DERMATOLÓGICA: erupção cutânea generalizada

Procedimentos de enfermagem?

  • Orientar aos pacientes quanto ao Uso deroupas que protejam bem a pele e bloqueadores solares, além de óculos escuros.

sulfametoxazol + trimetropina

O que é?

Sulfametoxazol + trimetoprima é antibacteriano; antiprotozoário [trimetoprima (antifólico) + sulfametoxazol (sulfonamida)].

Nome similar ou genérico?

ASSEPIUM ; BENECTRIN ; BENECTRIN F ; DIAZOL ;DIENTRIN ; ECTRIN ; ESPECTRIM ; ESPECTRIM D ; INFECTRIN ; INFECTRIN F ; TRIMEXAZOL 

Para que serve?

Bronquite crônica; infecção genital; infecção renal; infecção respiratória; infecção urinária; otite média; toxoplasmose (prevenção); pneumonia por Pneumocystiscarinii.

Como deve ser usado, ou seja vias de administração?

Uso Oral:

Tomar o medicamento após refeição.

 Adultos e Adolescentes (dose calculada considerando o sulfametoxazol)

800 mg cada 12 horas.

 Pneumonia (por Pneumocystiscarinii) - tratamento: 18,75 a 25 mg por kg de peso cada 6 horas, durante 14 a 21 dias; prevenção: 800 mg em dose única diária (alternativa: 800 mg, 3 vezes por semana; ou 400 mg em dose única diária).

Toxoplasmose (prevenção): 800 mg em dose única diária; (alternativa: 800 mg, 3 vezes por semana; ou 400 mg em dose única diária).

Forma de ação no organismo?

Trimetoprima e sulfametoxazol têm efeitos sinérgicos prejudicando a produção de folatos e levando a uma queda da síntese de proteínas pelas bactérias. Absorção: boa. Eliminação: urina (como drogas inalteradas e metabólitos).

Cuidado especiais?

Risco na Gravidez:

 Não há estudos adequados em mulheres .

O benefício potencial do produto pode justificar o risco potencial durante a gravidez.

 Amamentação:

Sulfametoxazol + trimetoprima são excretados no leite; não amamentar.

Efeitos colaterais?

GASTRINTESTINAL: diarreia; náusea; vômito.

DERMATOLÓGICA: erupção na pele.

Procedimentos de enfermagem?

Durante o tratamento deve-se orientar ao paciente a Ingerir grande quantidade de água.

Ácido acetilsalicilico

O que é?

O Ácido Acetilsalicílico é um analgésico; anti-inflamatório; antitérmico; antiagreganteplaquetário [salicilato; anti-inflamatório não esteroide].

Nome similar ou genérico?

AAS (Sanofi-Aventis); AAS INFANTIL (Sanofi-Aventis); AAS Protect (Sanofi-Aventis);ALIDOR (Sanofi-Aventis); BUFFERIN (Novartis); CAAS (EMS); CARDIO AAS (Sigma Pharma);MELHORAL INFANTIL (HYPM); SOMALGIN (Sigma Pharma); SOMALGIN CARDIO (Sigma Pharma)

Para que serve?

Dor; dor pós-cirúrgica; febre; agregação plaquetária (inibidor).

Como deve ser usado, ou seja vias de administração?

Uso Oral:

Com alimento, para diminuir a irritação do estômago.

Tomar com 1 copo de água; não deitar nos 30 minutos após a tomada (para diminuir risco de irritação gastrintestinal).

 Adultos:

Analgésico; antitérmico: 325 a 650 mg cada 4 a 6 horas, enquanto necessário.

Anti-reumático: 3,5 a 5,5 g por dia, em doses divididas.

Antiagreganteplaquetário: 80 a 325 mg por dia (dose não está bem definida).

Idosos:

São mais propensos à toxicidade pelo produto. Usar doses menores.

Crianças:

Analgésico; antitérmico: 10 a 15 mg por kg por dose a cada 4 a 6 horas, enquanto necessário. Anti-reumático: 80 a 100 mg por kg de peso por dia, em doses divididas.

Forma de ação no organismo?

Os anti-inflamatórios não esteroides, de um modo geral, inibem a atividade da enzima ciclo-oxigenase (COX), levando a uma diminuição da síntese de prostaglandinas. Parte da ação anti-inflamatória é justificada por essa diminuição das prostaglandinas nos tecidos inflamados; a ação analgésica também se deve em parte a essa diminuição da atividade das prostaglandinas e por uma ação central possivelmente hipotalâmica; a ação antitérmica por ação central no centro hipotalâmico de regulação do calor; a ação anti-reumática por mecanismos anti-inflamatórios e analgésicos (não há estimulação do eixo hipófise-supra-renal e nem ação corretora da hiperuricemia); a ação antiagreganteplaquetária pela inibição da enzima (prostaglandina ciclo-oxigenase) nas plaquetas impedindo assim a formação do tromboxane A2 (agente agregante). A ação antiagreganteplaquetária é irreversível, persistindo pelo tempo de vida das plaquetas expostas.

Cuidado especiais?

Risco na Gravidez:

 Há evidências de risco em fetos humanos.

Só usar se o benefício potencial justificar o risco potencial, em situações de risco de vida ou em casos de doenças graves para as quais não se possa utilizar drogas mais seguras, ou se estas drogas não forem eficazes.Anti-inflamatórios não esteroides não são recomendados na segunda metade da gravidez pela possibilidade de defeitos circulatórios no feto e aumento do tempo de gestação.

Efeitos colaterais?

GASTRINTESTINAL: náusea.

ÓTICO: barulho no ouvido; perda de audição.

HEMATOLÓGICO: tempo de sangramento prolongado.

DERMATOLÓGICO: erupção na pele.

Procedimentos de enfermagem?

Monitorizar eficácia mediante a determinação do tempo de tromboplastina parcial ativada (TTPA) por meio da estimulação por caolim, daí se originando a sigla mais conhecida (KTTP).

heparina

O que é?

Anticoagulante

Para que serve?

Prevenção primária de trombose venosa profunda em pacientes submetidos a cirurgias de grande duração ou com imobilização prolongada.

Tratamento de trombose venosa profunda e embolia pulmonar.

Tratamento adjuvante no infarto agudo de miocárdio com e sem supradesnível de segmento ST.

Como deve ser usado, ou seja vias de administração?

Uso Injetável:

Administração:Via subcutania, intravenosa direta, infusão intravenosa

Adultos

Profilaxia de Trombose Venosa Profunda

(Parte 5 de 20)

Comentários