Resumo de anatomia humana

Resumo de anatomia humana

(Parte 1 de 7)

RESUMO DE ANATOMIA GERAL HUMANA

PROFESSORA: ELIANE DANIELE TEIXEIRA MAGALHÃES

A. INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA

1. DEFINIÇÃO

Anatomia: Palavra de origem latim significa Ana: em partes + tomein: cortar.

2. PARTES CONSTITUINTES DO CORPO HUMANO

1) Cabeça (pescoço)

2) Tronco

a) Tórax

b) Abdome

3) Membros

a) Superiores

i) ombros (raiz)

ii) braços

iii) antebraços

iv) mãos

b) Inferiores

i) quadril (raiz)

ii) coxas

iii) pernas

iv) pés

5) Cavidades: Espaços internos no corpo humano Cavidade craniana

que contem os órgãos.

Canal vertebral

Cavidade torácica

Cavidade abdominal

Cavidade pélvica

B. NOMENCLATURA ANATÔMICA

1. Posição Anatômica

Na anatomia, existe uma convenção internacional de que as descrições do corpo humano assumem que o corpo esteja em uma posição específica, chamada de posição anatômica.

Na posição anatômica, o indivíduo está em posição ereta, em pé (posição ortostática) com a face voltada para a frente e em posição horizontal, de frente para o observador, com os membros superiores estendidos paralelos ao tronco e com as palmas voltadas para a frente, membros inferiores unidos (calcanhares unidos), com os dedos dos pés voltados para a frente. Toda descrição anatômica é feita considerando o indivíduo em posição anatômica.

1.2 Conceitos de normal, variação, anomalia e monstruosidade

Normal: em anatomia normal tem conceito estatístico, representado pelo o que ocorre na maioria dos casos, o mais frequente. Ex: 20 dedos, coração com seu ápice inclinado para o lado esquerdo do corpo.

Variação anatômica: é uma alteração da forma ou posição do órgão, porém, não causa prejuízo na função. Ex: diferença de altura entre duas pessoas

Anomalia: é uma alteração da forma ou posição do órgão, que causa prejuízo na função, sendo compatível com a vida. Ex: Individuo que nasce com um dedo a menos da mão.

Monstruosidade: é uma alteração da forma ou posição do órgão, que causa prejuízo acentuado da função sendo incompatível com a vida. Ex: anencefalia (ausência do encéfalo).

2. Principais Planos Anatômicos

Os planos anatômicos são responsáveis por tangenciar (dividir) a superfície do corpo. Existem dois grupos de Planos, o de Delimitação e o de Secção.

Planos de Delimitação:

Ventral, Dorsal, Laterais,

Superior ou Cranial, Inferior ou podálico.

Planos de Secções:

Plano de secção mediana: divide o corpo em duas

metades – direita e esquerda

Plano de secção frontal: São paralelos aos planos

ventral e dorsal, é tangente a fronte do indivíduo.

Plano de secção transversal: São paralelos aos

planos cranial e podálico, são horizontais a

secção é transversal.

C. NÍVEIS DE ORGANIZAÇÃO ESTRUTURAL DO CORPO HUMANO

O corpo humano consiste de vários níveis de organização estrutural que estão associados entre si. O nível químico inclui todas as substâncias químicas necessárias para manter a vida. As substâncias químicas são constituídas de átomos, a menor unidade de matéria, e alguns deles, como o carbono (C), o hidrogênio (H), o oxigênio (O), o nitrogênio (N), o cálcio (Ca), o potássio (K) e o sódio (Na) são essenciais para a manutenção da vida. Os átomos combinam-se para formar moléculas; dois ou mais átomos unidos. Exemplos familiares de moléculas são as proteínas, os carboidratos, as gorduras e as vitaminas.

As moléculas, por sua vez, combinam-se para formar o próximo nível de organização: o nível celular. As células são as unidades estruturais e funcionais básicas de um organismo. Entre os muitos tipos de células existentes no corpo estão as células musculares, nervosas e sangüíneas.

O terceiro nível de organização é o nível tecidual. Os tecidos são grupos de células semelhantes que, juntas, realizam uma função particular. Os quatro tipos básicos de tecido são tecido epitelial, tecido conjuntivo, tecido muscular e tecido nervoso.

Quando diferentes tipos de tecidos estão unidos, eles formam o próximo nível de organização: o nível orgânico. Os Órgãos são compostos de dois ou mais tecidos diferentes, têm funções específicas e geralmente apresentam uma forma reconhecível. Exemplos de órgãos são o coração, o fígado, os pulmões, o cérebro e o estômago.

O quinto nível de organização é o nível sistêmico. Um sistema consiste de órgãos relacionados que desempenham uma função comum. O sistema digestório, que funciona na digestão e na absorção dos alimentos, é composto pelos seguintes órgãos: boca, glândulas salivares, faringe (garganta), esôfago, estômago, intestino delgado, intestino grosso, fígado, vesícula biliar e pâncreas. O mais alto nível de organização é o nível de organismo. Todos os sistemas do corpo funcionando como um todo compõe o organismo - um indivíduo vivo.

D. SISTEMAS

1. Sistema Esquelético

Conjunto de ossos e cartilagens que se interligam para formar o arcabouço do corpo do Ser humano.

Principais funções: sustentação, movimentação, proteção, formação de algumas células do sangue e armazenamento de íons de Ca e P.

Principais componentes: ossos e articulações.

Divisão do esqueleto: Axial – Composto pelos ossos da cabeça, pescoço e tronco.

Apendicular – Composto pelos ossos dos membros superiores e inferiores. Estes dois são ligados por meio das cinturas: escapular (escapula e clavícula) e pélvica (ossos do quadril).

Classificação dos ossos: Os ossos podem ser classificados pela posição topográfica: ossos axiais e ossos apendiculares e pela forma, como mostrado a seguir:

Osso Longo: Apresenta o comprimento considerável, maior que a largura e espessura. Possuem duas extremidades denominadas epífises, e um corpo, a diáfise. Esta possui em seu interior o canal medular que aloja a medula óssea. Ex: Fêmur.

Osso Laminar: Ele apresenta comprimento e largura equivalente predominando sobre a espessura. Ex: ossos do crânio.

Osso curto: Apresenta equivalência das três dimensões. Ex: ossos do carpo.

Osso laminar. Osso curto

Osso irregular: Apresenta morfologia complexa e não encontra correspondência em formas geométricas. Ex: vértebras.

Osso pneumático: Possuem uma ou mais cavidades, de volume variável revestida por mucosa e contendo ar. Estas cavidades são chamadas de sinus ou seio. Os ossos pneumáticos estão situados no crânio.

(Parte 1 de 7)

Comentários