NORMAS E ROTINAS DO CENTRO CIRURGICO E CENTRAL DE MATERIAL

NORMAS E ROTINAS DO CENTRO CIRURGICO E CENTRAL DE MATERIAL

(Parte 1 de 5)

HOSPITAL ESTADUAL GERSON CASTELO BRANCO

DIVISÃO DE ENFERMAGEM - CME

DOC.Nº HEGCB /CME01

PAG 1 DE 1

TITULO DE PROCEDIMENTO: RECEBER MATERIAS CONTAMINADOS

DATA DE EMISSÃO:02/05/2011

Freqüência que é realizado: Diariamente:

Unidades de Internação: das 07:30 ás 10:30h e das 13:30 ás 15:30h

Bloco Operatório:9:30, 10:30, 11:30, 14:00, 16:00, 17:30, 18:00

Ambulatórios:12:00 ás 12:30h e das 17:00 ás 18:00h

Materiais a serem enviados para esterilização a oxido de etileno: das 07:00 ás 10:30h.

Profissional que realiza: Técnico de Enfermagem e Auxiliar de Enfermagem.

EPI: Roupa privativa, luvas de procedimento, avental descartável, propés impermeável, óculos de proteção, máscara descartável, luvas de borrachas.

Como fazer:

Receber Material Contaminado

O servidor deve estar paramentado, recebendo assim o material contaminado que deve chegar em sacos plásticos brancos. Os materiais avulsos devem ser conferidos, as pinças avulsas devem estar abertas menos os Backaus.

Retirar o excesso de resíduos, ou seja, jogar restos de soluções, diurese ou fezes das comadres no vaso sanitário. Os excessos de povidine ou vaselina devem ser retirados com papel toalha.

Elaborado por: Hosana Tôrres de Carvalho Neta

Data:02/05/2011

Aprovação da Direção: Dr.

Data:

Supervisão de Enfermagem:

Data:

HOSPITAL ESTADUAL GERSON CASTELO BRANCO

DIVISÃO DE ENFERMAGEM - CME

DOC.Nº HEGCB /CME02

PAG 1 DE 1

TITULO DE PROCEDIMENTO: LAVAGEM DE MATERIAIS

DATA DE EMISSÃO:02/05/2011

Freqüência que é realizado: Diariamente

Profissional que realiza: Técnico de Enfermagem e Auxiliar de Enfermagem.

Material utilizado: detergente neutro/ formaldeído e álcool á 70%.

EPI: uniforme privativo, luvas de procedimento não estéril, avental impermeável descartável, óculos de proteção, máscara descartável, luvas de borrachas, propés impermeável, calçado fechado.

Como fazer:

−Colocar EPIs

Instrumentais e borrachas

−Receber o material contaminado que deve chegar em sacos plásticos brancos previamente identificados com o setor de origem.

−Conferir os materiais avulsos, as pinças que chegam fechadas, devem ser abertas menos os Backaus. Conferir se os materiais foram devidamente acondicionados após o uso.

Os materiais pontiagudos devem estar colocados no fundo das caixas, embaixo dos demais.

• As pontas de cautério (agulha e faca) devem estar separadas das canetas e colocadas presas em gases, dentro das cúpulas das caixas.

• Os cabos de foco devem estar colocados em sacos plásticos brancos separados dos demais materiais, podendo ser colocados no mesmo sanito dos cabos de cautério juntamente com as canetas dos mesmos sem enrolar fios canetas para não danificá-los.

−Retirar o excesso de resíduo de povidine e gel dos materiais utilizando compressas ou papel toalha.

As pinças de cautério deverão ser colocadas dentro das caixas com instrumentais.

−Os materiais devem ser imersos na água com detergente enzimático.

−Após 5 minutos no ciclo os materiais serão retirados, encaminhados, com auxílio de bacias para as pias, onde devem ser enxaguados abundantemente em água corrente e colocados para escorrer nos cestos aramados previamente forrados com campos. Durante o enxágüe verificar a necessidade de esfregar os instrumentais com escova de cerdas brancas ou esponja, retirando possíveis resíduos.

−Secar os instrumentais com compressas, verificando possíveis sinais de sujidade e ferrugem, colocando em solução própria para remoção de manchas e oxidação, se necessário.

−Se algum instrumental estiver sujo, voltar para ser lavado manualmente na pia,registrando a nova lavagem em impresso próprio.

Após secar encaminhá-los para o preparo.

−As borrachas de aspiração: devem ter sido aspiradas no setor de origem. Após o tempo de lavagem e ausência completa de sujidade, enxaguar em água corrente e colocá-las nos bicos d água para enxaguar o lúmen. Logo após colocá-las para escorrer o excesso de água nos suportes da sala de ETO (óxido de etileno).

−Conectar as borrachas nos bicos de ar comprimido para secagem final, após secas, passar álcool a 70% em toda sua extensão verificando se há sujidade.

Enrolá-las e prender com laço de uma gaze.

Higienização do expurgo

−Após lavar todos os materiais, o servidor escalado no expurgo deverá deixar o local em ordem: hamper vazio, pia limpa e seca passando álcool 70% em todas as bancada.

−Descartar avental impermeável

−Lavar as luvas e pendurá-las para secar

−Depois de retirada dos EPIs, fazer lavagem das mãos

Relação de Instrumentais que não podem ser colocados na solução antioxidante:

• Afastador de Balfour

• Afastadores Quadrados

• Cabos de Bisturi

• Válvulas Vaginais

• Fórceps

• Dedal

Elaborado por: Hosana Tôrres de Carvalho Neta

Data:02/05/2011

Aprovação da Direção: Dr.

Data:

Supervisão de Enfermagem:

Data:

HOSPITAL ESTADUAL GERSON CASTELO BRANCO

DIVISÃO DE ENFERMAGEM - CME

DOC.Nº HMLM/CME03

PAG 1 DE 1

TITULO DE PROCEDIMENTO: Troca de materiais contaminados por estéreis

DATA DE EMISSÃO:02/05/2011

HORÁRIO DE DEVOLUÇÃO DOS MATERIAIS CONTAMINADOS

SETORES

HORÁRIOS

Centro obstétrico

08:30, 09:30, 10:30, 11:30, 14:00, 16:00, 17:30,

Centro Cirúrgico:

08:30, 09:30, 10:30, 11:30, 14:00, 16:00, 17:30,

Enfermarias das demais Clínicas:

07:30 às 10:00 e 13:30 às 15:30

Ambulatórios e Urgência:

12:00 às 12:30 e 17:00 às 18:00

HORÁRIO DE ENTREGA DE MATERIAIS ESTÉREIS

SETORES

HORÁRIOS

Centro obstétrico

09:00, 17:00, 21:00

Centro Cirúrgico:

07:00 (previsão), 12:00 (urgência), 18:45

(urgência)

Enfermarias das demais Clínicas:

07:30 às 10:00 e 13:30 às 17:30

Ambulatórios e Urgência:

07:00 às 21:30

Elaborado por: Hosana Tôrres de Carvalho Neta

Data:02/05/2011

Aprovação da Direção: Dr.

Data:

Supervisão de Enfermagem:

Data:

HOSPITAL ESTADUAL GERSON CASTELO BRANCO

DIVISÃO DE ENFERMAGEM - CME

DOC.Nº HEGCB/CME02

PAG 1 DE 1

TITULO DE PROCEDIMENTO: PREPARO DE MATERIAL

DATA DE EMISSÃO:02/05/2011

Freqüência em que é realizado: Nos horários de recebimento dos materiais sujos no expurgo, após serem lavados e enxaguados, os materiais serão encaminhados para a montagem (preparo).

Profissional que realiza: técnicos, auxiliares e atendentes de enfermagem.

Materiais Utilizados:

−Embalagens para esterilização: Papel crepado.

SMS

−Fita adesiva branca para identificação e fechamento da embalagem

−Fita adesiva zebrada – indicador classe 1(indicador de esterilização, que são colocado dentro das bandejas e por fora do pacote)

−Régua (para medir o tamanho do papel grau cirúrgico).

−Gazes e compressas grandes.

−Hampers: para roupas e compressas sujas ou rasgadas

EPI : Luvas de procedimentos e calçado fechado

Equipamentos:

−Tesoura e guilhotina para cortar papel grau cirúrgico.

−A sala de preparo é composta de 01 mesa grande, cadeiras e prateleiras, para acondicionar os materiais após montagem.

Como Fazer:

Preparar caixas cirúrgicas e bandejas do Centro Cirúrgico e do Centro Obstétrico:

(Parte 1 de 5)

Comentários