36870472 - Tecnicas - Anestesicas - Odontologicas - dr - sormani pps

36870472 - Tecnicas - Anestesicas - Odontologicas - dr - sormani pps

Técnicas Anestésicas Odontológicas

Prof. Sormani B.F. Queiroz

C.D., MsC.

Anestesia Local

  • Tipos:

    • Infiltrativa terminal
    • Bloqueio regional
    • Troncular

Tipos de Anestesia

Tipos de Anestesia

Tipos de Anestesia

Áreas Favoráveis para Anestesia Infiltrativa Terminal na Maxila

Áreas Favoráveis para Anestesia Infiltrativa Terminal na Maxila

Áreas Favoráveis para Anestesia Infiltrativa Terminal na Maxila

Técnicas Anestésicas

  • Maxila

    • Infiltrativa Terminal
      • Infiltração Local
    • Bloqueio Regional
    • Troncular

Tipos de Anestesia

Tipos de Anestesia

Tipos de Anestesia

Infiltrativa Terminal

  • Intraligamentar

  • Supraperiosteal / subperiosteal

Anestesia Intraligamentar

Anestesia Infiltrativa Supraperiosteal

  • Anestesia pulpar de um ou dois dentes maxilares (osso alveolar e ligamento periodontal também).

  • Anestesia dos tecidos moles (se necessário)

Contra-indicações

  • Infecção ou inflamação aguda na área

  • Osso muito denso sobre os ápices dos dentes

Vantagens

  • Alto índice de sucesso (95%)

  • Técnica fácil de executar

  • Bastante atraumática

Áreas Anestesiadas

  • Áreas inervadas pelos ramos terminais dos nervos:

    • Polpa dentária
    • Osso alveolar
    • Tecidos moles da região bucal ao dente

Desvantagens

  • Não ideal para áreas extensas:

    • Múltiplos pontos de punção
    • Volumes de anestésico maiores

Punção Acidental de Vasos

  • Menos de 1% de possibilidade

Técnica

  • Anestesia tópica

  • Pontos de reparo:

    • Fundo de sulco gengivo-labial
    • Longo eixo do dente
  • Inserir a agulha ao nível do fundo de sulco, em direção ao ápice do dente

  • Injetar de 0,6 a 1ml de solução.

Anestesia Maxilar

Anestesia Maxilar

Anestesia Maxilar

Sinais e Sintomas da Anestesia

  • Formigamento

  • Ausência de dor durante o procedimento dentário

Causas de Falhas

  • Penetração inadequada da agulha – distante do ápice do dente ou muito longe do osso.

Bloqueio dos Nervos Alveolares Superiores Posteriores

  • Indicações:

    • Intervenções nos molares maxilares
    • Quando há contra-indicação à anestesia infiltrativa terminal.

Bloqueio dos Nervos Alveolares Superiores Posteriores

  • Contra-indicação:

    • Pacientes com risco de hemorragias

Vantagens

  • Atraumática

  • Alto índice de sucesso

  • Menor número de punções

  • Diminui a quantidade de anestésico usado

Desvantagens

  • Risco de hematomas

  • Pode não anestesiar o primeiro molar totalmente

  • Não há referencias ósseas

Injeções Intravasculares

  • Aproximadamente 3% dos casos

Pontos de Reparo

  • Fundo de sulco

  • Processo zigomático da maxila

  • Tuberosidade maxilar

Ponto de Punção

  • Fundo de sulco, ao nível dos molares maxilares.

Técnica

  • Usar agulha longa

  • Posicionar o paciente

  • Introduzir a agulha em direção superior, posterior e medial

  • Injetar 1,8ml de anestésico

Causas de Falhas

  • Agulha muito superior, muito inferior ou muito lateral

Complicações

  • Injeção intravascular

  • Hematomas

  • Anestesia Mandibular

Nervos Alveolares Superiores Médios

Nervos Alveolares Superiores Anteriores

Nervos Alveolares Superiores Anteriores

Nervo Infraorbitário

Nervo Infraorbitário

Nervo Palatino Maior

Nervo Palatino Maior

Nervo Nasopalatino

Nervo Nasopalatino

Resumo da Inervação da Maxila

Anestesia Mandibular

  • Menor índice de sucesso (80 a 85%)

  • Maior densidade óssea

  • Acesso mais difícil aos troncos nervosos

Tipos de Bloqueios

  • Alveolar inferior

  • Bucal

  • Mentual / Incisivo

  • Lingual

  • Gow-Gates

  • Akinose

Bloqueio Mandibular

  • É a técnica mais executada

  • Alto índice de falha (feita às cegas)

  • Sucesso depende da deposição do anestésico o mais próximo possível do tronco nervoso (1mm)

Bloqueio do Nervo Alveolar Inferior

  • Nervos Anestesiados

    • Alveolar inferior
    • Mentual
    • Incisivo
    • Lingual

Bloqueio do Nervo Alveolar Inferior

  • Áreas Anestesiadas:

    • Dentes mandibulares até a linha média
    • Corpo da mandíbula
    • Mucosa vestibular anterior ao forame mentual
    • 2/3 anteriores da língua e assoalho bucal
    • Tecidos moles do lado lingual e periósteo

Bloqueio do Nervo Alveolar Inferior

  • Indicações:

    • Tratamento de múltiplos dentes mandibulares
    • Lesões dos tecidos moles anteriores ao forame mentual
    • Anestesia Lingual

Bloqueio do Nervo Alveolar Inferior

  • Contra-indicações:

    • Infecção na área de infiltração
    • Pacientes com risco de auto-injúria

Bloqueio do Nervo Alveolar Inferior

  • 10 a 15% de aspiração positiva

Bloqueio do Nervo Alveolar Inferior

  • Alternativas:

    • Bloqueio dos nervos mentual/incisivo
    • Infiltração (anterior)
    • Ligamento periodontal/intraseptal
    • Gow-gates
    • Akinosi

Bloqueio do Nervo Alveolar Inferior

  • Pontos de Reparo

    • Processo coronóide
    • Plano oclusal dos molares inferiores
    • Rafe pterigomandibular
    • Músculo pterigóideo medial
    • Face medial do ramo ascendente da mandíbula
    • Espaço pterigomandibular

Bloqueio do Nervo Alveolar Inferior

Bloqueio do Nervo Alveolar Inferior

  • Ponto de punção

    • Face medial do ramo, na metade da incisura coronóide, 1 cm acima do plano oclusal
    • ¾ da distância entre a incisura coronóide e a rafe pterigomandibular
    • Inserir a agulha 2 a 2,5 cm

Bloqueio do Nervo Alveolar Inferior

Bloqueio do Nervo Alveolar Inferior

Bloqueio do Nervo Alveolar Inferior

Bloqueio do Nervo Alveolar Inferior

Bloqueio do Nervo Alveolar Inferior

  • Causas de Falhas:

    • Injeção muito baixa ou muito anterior
    • Inervação acessória – nervo milohióide ou incisivo contra-lateral

Bloqueio do Nervo Alveolar Inferior

  • Complicações:

    • Hematomas
    • Trismo
    • Parestesia
    • Paralisia facial

Bloqueio do Nervo Alveolar Inferior

Bloqueio do Nervo Mentual

Bloqueio do Nervo Bucal

Bloqueio do Nervo Bucal

Técnica de Gow-Gates

  • Bloqueio do tronco do nervo mandibular, quando há falha da técnica convencional

  • Anestesia os nervos: auriculotemporal, alveolar inferior, lingual, bucal, milohióide, incisivo e mentual.

Técnica de Gow-Gates

Técnica de Akinosi

  • Usada em casos nos quais o paciente não consegue abrir a boca

Técnica de Akinosi

Técnica de Akinosi

Comentários