Obesidade na infância e adolescência – Manual de Orientação / Sociedade Brasileira dePediatria. Departamento de Nutrologia.

Obesidade na infância e adolescência – Manual de Orientação / Sociedade Brasileira...

(Parte 1 de 11)

1Manual de Orientação – Departamento de Nutrologia

Obesidade na infância e adolescência: Manual de Orientação

Departamento Científico de Nutrologia

Sociedade Brasileira de Pediatria 2008

Sociedade Brasileira de Pediatria Rio de Janeiro

2Manual de Orientação – Departamento de Nutrologia

Sociedade Brasileira de Pediatria. Departamento de Nutrologia Obesidade na infância e adolescência – Manual de Orientação / Sociedade Brasileira de

Pediatria. Departamento de Nutrologia. – São Paulo: Sociedade Brasileira de Pediatria. Departamento de Nutrologia, 2008. 116 p.

Vários colaboradores. ISBN - 978-85-88520-05-9

1. Pediatria 2. Obesidade 3. Nutrição I. Sociedade Brasileira de Pediatria. Departamento de Nutrologia I. Título

NLM WS zzx

3Manual de Orientação – Departamento de Nutrologia

1. Introdução13
2. Fisiopatologia15
2.1. Aspectos gerais15
2.2. Participação do vínculo entre mãe e filho (a) na gênese da obesidade19
3. Prevenção21
4. Diagnóstico24
5. Morbidades associadas à obesidade28
5.1. Síndrome metabólica29
5.2. Hipertensão arterial sistêmica29
5.3. Dislipidemias30
5.4. Alterações do metabolismo glicídico32
5.5. Doença gordurosa hepática não alcoólica35
5.6. Ortopédicas36
5.7. Dermatológicas37
5.8. Síndrome da apnéia obstrutiva do sono37
5.9. Síndrome dos ovários policísticos40
5.10. Alterações do metabolismo ósseo41
6. Tratamento42
6.1. Dietético43
6.2. Orientações sobre atividade física49
6.3. Medicamentoso50
6.4. Monitorização do tratamento52
6.5. Abordagem psicossocial53
7. Anexos56

4Manual de Orientação – Departamento de Nutrologia

Agradecimentos

À Nestlé Nutrition, que uma vez mais colaborou com a Sociedade Brasileira de Pediatria na edição deste manual, nossos agradecimentos.

É mais uma etapa da longa trajetória de respeito e confiança entre as duas instituições.

5Manual de Orientação – Departamento de Nutrologia

Prefácio

Os desafios surgem para serem enfrentados. Com compromisso e competência.

Com convicção e perseverança. São, na verdade, situações geradas pela estrutura de poder que nós próprios construímos. Representam, muitas vezes, desequilíbrios com os quais não contávamos. Imprevisíveis, portanto. Outras vezes exprimem algum resultado indesejável que se poderia antever pelas evidências oriundas da realidade em evolução ou pelos interesses em jogo, freqüentemente maiores que o bem estar das pessoas, logo da sociedade.

Assim ocorre com as questões sociais mais graves, que põem em risco a própria sobrevivência da espécie num planeta adoecido pelo modelo econômico devastador que o ameaça. Assim ocorre com a saúde entendida como bem estar físico, mental e social do indivíduo. De fato, endemias e epidemias não cessam de despertar-nos da passividade nem de fragilizar-nos a já insustentável crença num futuro resultante de abstrações utópicas. Antes, eram doenças infecciosas a dizimarem populações ou carências nutricionais a depauperarem gerações. Agora, símbolo da sociedade de consumo que impera, transbordam excessos e prosperam demasias a impedirem a vida humana saudável.

A obesidade emerge como conseqüência perversa dessa nova lógica econômica adotada pela civilização. Configura distúrbio que assume prevalência crescente na população, gerando limitações significativas do direito à saúde nas distintas faixas etárias, além de custos orçamentários relevantes para tratamento das co-morbidades correlatas. Implica base genética que se expressa por conta de hábitos alimentares incompatíveis com a existência saudável e do sedentarismo vicioso que caracteriza a fase atual da história da humanidade, tão bem definida por Gilberto Freire como a civilização do homem sentado. É o grande desafio dos tempos atuais. Um dos dilemas mais momentosos da saúde pública na modernidade.

A publicação do Obesidade na Infância e Adolescência - Manual de orientação atesta a postura de vanguarda que a Sociedade Brasileira de Pediatria vem mantendo diante dos problemas que põem em risco a saúde da infância e da adolescência brasileiras. Ciente do papel – a um tempo institucional e científico – que lhe cabe, a entidade mantém-se, por meio de iniciativas de tal alcance, na condição de referência nacional para as estratégias de atuação da pediatria brasileira. Avança, por outro lado, no contexto dos cuidados multidisciplinares em que se organiza a assistência à saúde no novo milênio. Por isso, o Manual é precioso instrumento de orientação para os outros campos do saber profissional, igualmente evolvidos nas ações que possam contribuir para as mudanças de que depende o controle da obesidade em nosso país.

O texto é objetivo, consistente, dotado de sólida fundamentação científica. Reúne os conhecimentos epidemiológicos que dimensionam a doença no Brasil, bem como os mecanismos fisiopatológicos que associam os fatores predisponentes aos determinantes, para demonstrar a complexa dinâmica nosológica, exteriorizada não apenas na afetação do peso do indivíduo, mas em todo o amplo universo de morbidades que a intensificam e complicam. Aprofunda-se no domínio dos recursos diagnósticos

6Manual de Orientação – Departamento de Nutrologia e terapêuticos sem perder de vista o investimento educativo e preventivo, capaz de reverter a tendência preocupante com que a obesidade se expande em nosso meio, particularmente no grupo etário sob os cuidados da pediatria.

O Departamento de Nutrologia da SBP, destacada instância na produção de conhecimentos em que se baseia a doutrina pediátrica, mobilizou as melhores experiências profissionais dos colegas que o integram para produzir esta qualificada publicação. Distribuída aos pediatras brasileiros, passa a ser mais um valioso documento científico da entidade, dotado de inegável poder unificador de conceitos e proposições em favor da saúde da criança e do adolescente em todo o território nacional.

Dioclécio Campos Júnior Presidente da Sociedade Brasileira de Pediatria

7Manual de Orientação – Departamento de Nutrologia

Obesidade na infância e adolescência: Manual de Orientação

Editor:

Departamento de Nutrologia Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP).

Autores:

ÂNGELA PEIXOTO DE MATTOS Especialista em pediatria e gastroenterologia pediátrica pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) e com área de atuação em Nutrologia pela Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN)/ Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP). Doutora em Pediatria pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP-EPM). Professora Adjunta do Departamento de Pediatria da Faculdade de Medicina da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Chefe do Serviço de Nutrologia do Complexo Hospitalar Professor Edgar Santos (UFBA). Membro do Conselho científico do Departamento de Nutrologia da SBP.

ANNE LISE DIAS BRASIL Pediatra Nutróloga pela Associação Brasileira de Nutrologia/Sociedade Brasileira de Pediatria (ABRAN/SBP). Doutora em Medicina pelo programa de Pós-graduação da Universidade Federal de São Paulo - Escola Paulista de Medicina (UNIFESP-EPM). Chefe do Setor de Distúrbios do Apetite da Disciplina de Nutrologia do Departamento de Pediatria da UNIFESP-EPM. Membro do Conselho científico do Departamento de Nutrologia da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP).

CARLOS ALBERTO NOGUEIRA DE ALMEIDA Nutrólogo pela Associação Brasileira de Nutrologia/Associação Médica Brasileira ABRAN-AMB. Título de Área de Atuação em Nutrologia Pediátrica pela Sociedade de Brasileira de Pediatria - ABRAN/SBP. Mestre e Doutor em Pediatria pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FMRP-USP). Professor do Curso de Medicina da Universidade de Ribeirão Preto (Unaerp). Diretor do Departamento de Nutrologia Pediátrica da ABRAN. Membro Titular da Academia Latino-americana de Nutrologia

8Manual de Orientação – Departamento de Nutrologia

CLAUDIA DUTRA CONSTANTINI FARIA Médica da Unidade de Endocrinologia Pediátrica do Departamento de Pediatria da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP)

CLAUDIA HALLAL ALVES GAZAL Médica Pediatra com área de atuação em Nutrologia Pediatrica pela Associação Brasileira de Nutrologia/Sociedade Brasileira de Pediatria (ABRAN/SBP), área atuação em terapia intensiva pediátrica pela SBP, especialista em Nutrologia pela ABRAN. Mestre em Pediatria pelo programa de Pós-graduação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Médica contratada do Serviço de Nutrologia do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA). Membro do Conselho científico do Departamento de Nutrologia Pediátrica da SBP.

CLAUDIO LEONE Professor Associado do Departamento de Saúde Materno-Infantil da Facudade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (USP). Presidente do Departamento de Nutrologia da Sociedade de Pediatria de São Paulo (SPSP). Membro do Conselho Científico do Departamento de Nutrologia Pediátrica da SBP.

CRISTIANE KOCHI Doutora em Pediatria pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP). Professora e médica assistente da Unidade de Endocrinologia Pediátrica da Santa Casa de São Paulo.

ELZA DANIEL DE MELLO Especialista pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) em pediatria, Nutrologia pediátrica e gastropediatria, pela Sociendade Brasileira de Nutrição parenteral e enteral (SBNPE) em nutrição parenteral e enteral e pela Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN) em Nutrologia. Mestre e Doutora em Pediatria pelo programa de Pós-graduação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Nutricionista. Professora Adjunta de Pediatria da UFRGS. Chefe do Serviço de Nutrologia do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA). Presidente do Comitê de Nutrologia pediátrica da Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul (SPRS). Membro participante do Departamento de Nutrologia da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP).

FÁBIO ANCONA LOPEZ Médico pediatra com área de atuação em Nutrologia pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) Professor titular do Departamento de Pediatria da Universidade Federal de São Paulo - Escola Paulista de Medicina (UNIFESP-EPM). Vice-presidente da SBP. Membro do Departamento de Nutrologia da SBP.

FABÍOLA ISABEL SUANO DE SOUZA Mestre em Ciências pelo programa de Pós-graduação da Universidade Federal de São Paulo-Escola Paulista de Medicina (UNIFESP-EPM). Médica do Serviço de Nutrologia do Departamento de Pediatria da Faculdade de Medicina do ABC.

FERNANDA LUISA CERAGIOLI OLIVEIRA Pediatra Nutróloga pela Associação Brasileira de Nutrologia/Sociedade Brasileira de Pediatria (ABRAN/SBP). Doutora em Pediatria pelo programa de Pós-graduação da Universidade Federal de São Paulo-Escola Paulista de Medicina (UNIFESP-EPM). Pediatra assistente do Ambulatório de Obesidade da Disciplina de Nutrologia Pediátrica do Departamento de Pediatria da UNIFESP - EPM. Chefe do Setor de Suporte Nutricional da Disciplina de Nutrologia Pediátrica do Departamento de Pediatria da UNIFESP-EPM. Diretora Clínica da Equipe Multiprofissional de Terapia Nutricional (EMTN) do Hospital São Paulo. Assessora do Núcleo de Nutrição do Instituto de Ensino e Pesquisa (IEP) do Hospital Israelita Albert Einstein. Membro participante do Departamento de Nutrologia da SBP.

9Manual de Orientação – Departamento de Nutrologia

FERNANDO JOSÉ DE NÓBREGA Professor Titular (Aposentado) da Universidade Federal de São Paulo – Escola Paulista de Medicina (UNIFESP-EPM). Coordenador do Núcleo de Nutrição Humana do Instituto de Ensino e Pesquisa do Hospital Israeleita Albert Einstein. Diretor de Relações Internacionais da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP).

HÉLCIO DE SOUSA MARANHÃO Especialista em Pediatria e Gastroenterologia Pediátrica pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) e com área de atuação em Nutrologia Pediátrica pela Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN) e SBP. Doutor em Medicina pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP-EPM). Professor Adjunto e Chefe do Departamento de Pediatria da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Presidente do Departamento de Gastroenterologia Pediátrica da Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Norte (SOPERN). Membro do Conselho Científico do Departamento de Nutrologia da SBP.

HUGO DA COSTA RIBEIRO JÚNIOR Especialista em gastroenterologia pediátrica pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) e nutrologia pediátrica pela SBP e Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN). Doutor em Pediatria pela Universidade Federal da Bahia. Professor Adjunto do Departamento de Pediatria da Faculdade de Medicina da Universidade Federal da Bahia. Diretor Geral do Complexo Universitário Professor Edgar Santos da UFBA. Membro participante do Departamento de Nutrologia da SBP.

JOEL ALVES LAMOUNIER Professor Titular do Departamento de Pediatria da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (FM-UFMG). Coordenador do Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde, área de concentração Saúde da Criança e do Adolescente, da FM-UFMG. Doutor em Saúde Pública pela University of Califórnia (UCLA). Ex-presidente do Departamento de Aleitamento Materno da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP). Membro dos Comitês de Aleitamento Materno e de Nutrologia da Sociedade Mineira de Pediatria (SMP). Nutrólogo pela SBP e pela Associação Brasileira de Nutrologia/Associação Médica Brasileira (ABRAN/AMB)

LUÍS FELIPE ANTUNES RIBEIRO Pós Graduando em Pediatria pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo

(Parte 1 de 11)

Comentários