NHO - 01

NHO - 01

(Parte 1 de 6)

Fernando Henrique Cardoso MINISTRO DO TRABALHO E EMPREGO Francisco Dornelles

Humberto Carlos Parro DIRETORIA EXECUTIVA José Gaspar Ferraz de Campos DIRETORIA TÉCNICA Soma Maria José Bombardi DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS

Antonio Sérgio Torquato ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL José Carlos Crozera

Norma de Higiene Ocupacional

Procedimento Técnico Avaliação da Exposição Ocupacional ao Ruído

Equipe de elaboração:

Eduardo Giampaoli

Irene Ferreira de Souza Duarte Saad Irlon de Ângelo da Cunha

Colaboração: Marcos Domingos da Silva

A Coordenação de Higiene do Trabalho da FUNDACENTRO publicou, em 1980, uma série de Normas Técnicas denominadas anteriormente Normas de Higiene do Trabalho - NHT, hoje designadas Normas de Higiene Ocupacional - NHO.

Diante do processo dinâmico das técnicas de identificação, avaliação e controle dos riscos ambientais, e considerando o desenvolvimento tecnológico, a revisão técnica destas normas é de fundamental importância.

Desta forma apresenta-se ao público técnico que atua na área da saúde ocupacional a norma Avaliação da Exposição Ocupacional ao Ruído, resultado do reestudo da equipe técnica da Coordenação de Higiene do Trabalho.

Acredita-se que esta norma possa efetivamente contribuir como ferramenta na identificação do agente ambiental de risco classificado como agente físico ruído, com o intuito de colaborar no controle da exposição e na prevenção de doenças ocupacionais.

ROBSON SPINELLI GOMES Gerente da Coordenação de Higiene do Trabalho

1. OBJETIVO1
2. APLICAÇÃO1
3. REFERÊNCIAS NORMATIVAS1
4. DEFINIÇÕES, SÍMBOLOS E ABREVIATURAS1
símbolos e Abreviaturas:1

SUMÁRIO 4.1 Para os fins desta Norma aplicam-se as seguintes definições, 4.2 As principais correlações entre a terminologia em Português e Inglês

são as seguintes:14
OCUPACIONAL AO RUÍDO14
5.1 Ruído contínuo ou intermitente14
ou intermitente por meio da dose diária16
5.1.1.1 Utilizando medidor integrador de uso pessoal16
5.1.1.2 Utilizando medidor portado pelo avaliador16
intermitente por meio do nível de exposição17
5.2 Ruído de impacto20
6. PROCEDIMENTOS DE AVALIAÇÃO2

5. CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DA EXPOSIÇÃO 5.1.1 Avaliação da exposição de um trabalhador ao ruído contínuo 5.1.2 Avaliação da exposição de um trabalhador ao ruído contínuo ou 6.1 Abordagem dos locais e das condições de trabalho....................2

6.2.1 Especificações mínimas23
6.2.1.1 Medidores integradores de uso pessoal23
6.2.1.2 Medidores integradores portados pelo avaliador24
6.2.1.3 Medidores de leitura instantânea24
6.2.1.4 Calibradores acústicos24
25
6.2.3 Aferição e certificação dos equipamentos25
6.3 Procedimentos gerais de medição25
intermitente27
6.4.1 Utilizando medidor integrador de uso pessoal27
6.4.2 Utilizando medidor integrador portado pelo avaliador28
6.4.3 Utilizando medidor de leitura instantânea29
6.5 Procedimentos específicos de medição de ruído de impacto32
6.6 Interpretação dos resultados3
6.6.1 Ruído contínuo ou intermitente3
6.6.1.1 Dose diária3
6.6.1.2 Nível de exposição normalizado3
6.6.1.3 Critério de julgamento e tomada de decisão34
6.6.2 Ruído de impacto34
impacto35
7. RELATÓRIO35

6.2 Equipamentos de medição ..........................................................23 6.2.2 Interferentes ambientais no desempenho dos equipamentos 6.4 Procedimentos específicos de medição de ruído contínuo ou 6.6.3 Ruído contínuo ou intermitente simultâneo com ruído de 8. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS..............................................37

Este procedimento técnico faz parte da Série de Normas de Higiene

Ocupacional (NHO's) elaborada por técnicos da Coordenação de Higiene do Trabalho da FUNDACENTRO, por meio do Projeto Difusão de Informações em Higiene do Trabalho, 1997/1998.

Esta Norma cancela e substitui as seguintes Normas da FUNDACENTRO:

• NHT-06 R/E - 1985: Norma para avaliação da exposição ocupacional ao ruído contínuo ou intermitente em fase experimental.

• NHT-07 R/E - 1985: Norma para avaliação da exposição ocupacional ao ruído - ruído de impacto.

• NHT-09 R/E - 1986: Norma para avaliação da exposição ocupacional ao ruído contínuo ou intermitente através de dosímetros.

As principais modificações e avanços técnicos em relação às Normas anteriores são:

• substitui as três Normas anteriormente existentes e trata tanto da avaliação da exposição ocupacional ao ruído contínuo ou intermitente, quanto da avaliação da exposição ocupacional ao ruído de impacto;

• introduz o conceito de nível de exposição como um dos critérios para a quantificação e caracterização da exposição ocupacional ao ruído contínuo ou intermitente e o conceito de nível de exposição normalizado para interpretação dos resultados;

• adota o valor "3" como incremento de duplicação de dose (q = 3);

• considera a possibilidade de utilização de medidores integradores e de medidores de leituras instantâneas.

_ NHO 01

1. OBJETIVO

Esta Norma Técnica tem por objetivo estabelecer critérios e procedimentos para a avaliação da exposição ocupacional ao ruído, que implique risco potencial de surdez ocupacional.

2. APLICAÇÃO

A Norma aplica-se à exposição ocupacional a ruído contínuo ou intermitente e a ruído de impacto, em quaisquer situações de trabalho, contudo não está voltada para a caracterização das condições de conforto acústico.

3. REFERÊNCIAS NORMATIVAS

As edições das Normas relacionadas a seguir, referidas ao longo do texto, encontravam-se em vigor durante a elaboração da presente Norma. Os usuários desta Norma devem estar atentos a edições mais recentes das Normas referendadas.

ANSI S 1.25 (1991) - Specification for personal noise dosimeters ANSI S 1.4 (1983) - Specification for sound level meters ANSI S 1.40 (1984) - Specification for acoustical calibrators IEC 804 (1985) - Integrating-averaging sound level meters IEC 651 (1993) - Sound Level Meters

4. DEFINIÇÕES, SÍMBOLOS E ABREVIATURAS

4.1 Para os fins desta Norma aplicam-se as seguintes definições, símbolos e Abreviaturas:

Ciclo de Exposição: conjunto de situações acústicas ao qual é submetido o trabalhador, em seqüência definida, e que se repete de forma contínua no decorrer da jornada de trabalho.

_ NHO 01

Critério de Referência (CR): nível médio para o qual a exposição, por um período de 8 horas, corresponderá a uma dose de 100%.

Dose: parâmetro utilizado para a caracterização da exposição ocupacional ao ruído, expresso em porcentagem de energia sonora, tendo por referência o valor máximo da energia sonora diária admitida, definida com base em parâmetros preestabelecidos (q, CR, NLI).

Dose Diária: dose referente à jornada diária de trabalho.

Dosímetro de Ruído: medidor integrador de uso pessoal que fornece a dose da exposição ocupacional ao ruído.

Grupo Homogêneo: corresponde a um grupo de trabalhadores que experimentam exposição semelhante, de forma que o resultado fornecido pela avaliação da exposição de parte do grupo seja representativo da exposição de todos os trabalhadores que compõem o mesmo grupo.

Incremento de Duplicação de Dose (q): incremento em decibéis que, quando adicionado a um determinado nível, implica a duplicação da dose de exposição ou a redução para a metade do tempo máximo permitido.

Limite de Exposição (LE): parâmetro de exposição ocupacional que representa condições sob as quais acredita-se que a maioria dos trabalhadores possa estar exposta, repetidamente, sem sofrer efeitos adversos à sua capacidade de ouvir e entender uma conversação normal.

Limite de Exposição Valor Teto (LE-VT): corresponde ao valor máximo, acima do qual não é permitida exposição em nenhum momento da jornada de trabalho.

Medidor Integrador de Uso Pessoal: medidor que possa ser fixado no trabalhador durante o período de medição, fornecendo por meio de integração, a dose ou o nível médio.

_ NHO 01

(Parte 1 de 6)

Comentários