Apostila - Enfermagem em Doenças Transmissíveis

Apostila - Enfermagem em Doenças Transmissíveis

(Parte 1 de 7)

http://materialenfermagem.blogspot.com

2. Doenças Preveniveis por vacina12
3. Doenças Veiculadas pela Água e por Alimentos25
4. Doenças Transmitidas por Vetores31

1. Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) e Aids..............02 DOENÇAS TRANSMISSIVEIS

DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS (DST), antigamente chamadas de doenças venéreas, são aquelas que você adquire ao ter contato sexual (vaginal, oral ou anal) com alguém que já tenha DST. AS DST’S SE DIVIDEM EM DOIS GRUPOS: 1. LESÃO GENITAL ( Ex. Sífilis , Cancro mole, linfo-granuloma venéreo, e Granuloma inguina); 2. INFECÇÃO PURULENTA (Ex. Gonorréia , Uretrites , Vaginites e Inflamações do Colo do Útero atribuíveis ao contato sexual ).

* AGENTE ETIOLÓGICO: Gonococo Neisseria gonorrheae. * TRANSMISSÃO : 1. Contato Sexual com parceiro contaminado (a). 2. No parto , caso a mãe esteja infectada. 3. É através de contaminação indireta , com utilização de artigos de uso íntima pessoa contaminada.

* PERÍODO DE INCUBAÇÃO : - De 2 à 4 dias, podendo chegar a 10 dias, em casos raros à 30 dias.

3. Aparecimento de corrimento amarelado e purulento saindo da uretra

1. Ardência na micção; 2. Disúria,acompanhada de febre baixa;

♦ NA MULHER: 70% são assintomática, nas sintomáticas podem surgir disúria , podendo ocorrer incontinência urinária, e corrimento vaginal.

* DIAGNÓSTICO : - Análise Clínica, mais exame bacteriológico e Cultura se necessário.

* TRATAMENTO : Uso de antibióticos, como: Ciprofloxacino, azitromicina, Ceftriaxonia ( dose única).

A SÍFILIS é uma doença infecciosa, sistêmica, de evolução crônica, sujeita a surtos de agudização e períodos de latência. * AGENTE ETIOLÓGICO: Treponema pallidum

A transmissão é essencialmente sexual ou materno-fetal, podendo produzir, respectivamente, a forma adquirida ou congênita da doença.

CANCRO DURO classicamente caracteriza-se pela presença de lesão rosada ou ulcerada, geralmente única, pouco dolorosa, com base endurecida, fundo liso, brilhante e secreção serosa escassa. A lesão aparece entre 10 e 90 dias (média de 21) após o contato infectante. Podendo ocorrer também linfonodomegalia.

Geralmente caracteriza-se pela presença de lesões cutâneo-mucosas, não ulceradas, após 6 a 8 semanas do aparecimento da sífilis primária (cancro duro).

Os sinais e sintomas geralmente ocorrem após 3 a 12 anos de infecção, principalmente por lesões cutâneo-mucosas (tubérculos ou gomas), neurológicas ("tabes dorsalis", demência), cardiovasculares (aneurisma aórtico) e articulares (artropatia de Charcot).

* TRATAMENTO : Tratamento é a base de antibiótico (Penicilina).

* AGENTE ETIOLÓGICO: Trichomonas vaginalis. * TRANSMISSÃO : •••• Contato sexual;

•••• Uso em vasos sanitário mau higienizados.

•••• Roupas íntimas e toalhas compartilhadas.

* PERÍODO DE INCUBAÇÃO : - De 10 à 30 dias em média .

prurido, vaginite e pontos de hemorrágicos na mucosa vaginal interna e cérvix

● NA MULHER: Disúria, ardência na micção, corrimento (abundante, fétido, de cor amarelada esverdeada), ● NO HOMEM: Geralmente é assintomática, mas pode ocorrer quadro agudo de infecção genital (uretrites).

* DIAGNÓSTICO: O diagnóstico é feito pela observação do parasita ao microscópio óptico em amostras do liquido de corrimento. Os tricomonas têm movimentos "aos tropeções" caracteristicos.

* TRATAMENTO: O tratamento é com Metronidazol. Ambos os parceiros devem tomar o fármaco simultaneamente, de outro modo a infecção recorrerá já que não há imunidade.

* AGENTE ETIOLÓGICO: Haemophylus ducreyi. * TRANSMISSÃO :

- RELAÇÃO SEXUAL (contato com órgãos sexuais ou a secreção vaginal ou sêmen na relação vaginal, oral ou anal);

* PERÍODO DE INCUBAÇÃO: - Entre um dia e duas semanas em média .

ULCERAÇÃO (FERIDA) DOLOROSA, com a base mole, hiperemiada (avermelhada), com fundo purulento e de forma irregular que compromete principalmente a genitália externa mas pode comprometer também o ânus e mais raramente os lábios, a boca , língua e garganta.

Estas feridas são muito contagiosas, auto-inoculáveis e portanto, freqüentemente múltiplas. Em alguns pacientes, geralmente do sexo masculino, pode ocorrer infartamento ganglionar na região inguino-crural (inchação na virilha). Não é rara a associação do cancro mole e o cancro duro (sífilis primária).

* DIAGNÓSTICO: - Exame direto bacteriológico, cultura.

* TRATAMENTO: Uso de antibióticos, o mais utilizado é Eritromicina, Ciprofloxacino, Sulfametoxazol.

Conhecido como : Jacaré, jacaré de crista, crista de galo, verruga genital. * AGENTE ETIOLÓGICO : A infecção é causada por um grupo de vírus (HPV - Human Papilloma Viruses).

* TRANSMISSÃO : Contacto sexual íntimo (vaginal, anal e oral). Mesmo que não ocorra penetração o vírus pode ser transmitido. Eventualmente uma criança pode ser infectada pela mãe doente, durante o parto.

* PERÍODO DE INCUBAÇÃO : - Semanas a anos.

* SINAIS E SINTOMAS : Ocorrem lesões papilares as quais, ao se fundirem, formam massas com o aspecto de couve-flor. Os locais mais comuns do aparecimento destas lesões são a glande, o prepúcio e o meato uretral no homem e a vulva, o períneo, a vagina e o colo do útero na mulher. Em ambos os sexos podem ocorrer no ânus e reto, não necessariamente relacionado com o coito anal.

* DIAGNÓSTICO : - Penoscopia.

* TRATAMENTO: Local (cáusticos, quimioterápicos, cauterização). As recidivas (retorno da doença) são freqüentes, mesmo com o tratamento adequado. Eventualmente, as lesões desaparecem espontaneamente.

A infecção do vírus HIV no hospedeiro humano. HIV ( VÍRUS DA IMUNODEFICIÊNCIA HUMANA) * TIPOS: - HIV-1 (mais virulento , mundo inteiro)

- HIV-2 ( Endêmico na África Ocidental, Índia e Portugal)

uma forma agressiva de sarcoma de Kaposi , acompanhada da diminuiçãoacentuada

* CARACTERIZAÇÃO DA DOENÇA Uma suscetibilidade à infecção por patógenos oportunistas ou pela ocorrência de do número de linfático TCD4.

- Transferência de fluidos orgânicos feitos por meio de contato sexual, sanguineo, receptores de sangue ou hemoderivados não testados , usuários de drogas injetáveis , parto ,leite materno. FORMAS CLÍNICAS DA INFECÇÃO PELO HIV:

INFECÇÃO AGUDA: Gripe, altos títulos de vírus no sangue periférico, queda nos altos níveis de células, CD4, sono conversão ( produção de anticorpos)

FASE ASSINTOMÁTICA: Resposta Imune adaptativa controla a doença , restaura níveis de células TCD4; não erradica o vírus.

FASE SINTOMÁTICA: Queda progressiva do número de células TCD4 (500 células/ml) , o portador apresenta sinais e sintomas inespecíficos e de menor gravidade.

AIDS: Queda crítica do s níveis de células TCD4(200 células/ml), , instalação de infecções oportunistas e cânceres de maior gravidade ( ex.: Cândida , Mycobacterium tuberculosis, sarcoma de Kaposi, herpes)

* MANIFESTAÇÕES: De 2 a 4 semanas

*SINTOMAS: Febre , mal-estar , linfadenopatia, eritemas, perda de peso, diarréia, sudorese noturno.

* DIAGNÓSTICO:Teste de Elisa, westwrn blot, Pcr.

* TRATAMENTO: AZT , nervirapina, dilavirdina , nelfinavir.

* PREVENÇÃO : Preservativo.

* PERÍODO DE INCUBAÇÃO: Este período pode oscilar entre 6 meses a dois anos ( entretanto a literatura registra de até 10 anos).

* PERÍODO DE TRANSMISSIBILIDADE: Ocorre desde a infecção até óbito.

(Parte 1 de 7)

Comentários