Sintese do sulfato de Cobre pentahidratado

Sintese do sulfato de Cobre pentahidratado

Química Inorgânica I

Síntese do Sulfato de Cobre Pentahidratado

Aleckson Souto Silva1

1Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia da Paraíba – Curso de Licenciatura em Química

Prof°.: Fausthon Fred da Silva

E-mail: aleckson_souto@yahoo.com.br

Introdução

O Sulfato de Cobre pentahidratado (CuSO4.5H2O), é o composto possuinte de cobre mais abundante, no qual podemos obter o metal de transição cobre, através do refino eletrolítico¹. É geralmente utilizado para demonstrações de reações exotérmicas, pois ao atribuirmos calor, o composto acaba desidratando, transformando-se em anidro que sua coloração é cinzento e ao colocarmos em contato com a água  há a hidratação e liberação de energia(calor), assim recuperando sua cor azul, conhecido como azul cúprico. A forma anidra ocorre sob a forma de um mineral raro chamado de calcocianita, a forma hidratada ocorre na natureza como calcantita (pentahidratado).

Segundo a Tabela atômica interdisciplinar, o sulfato de cobre é o principio ativo de alguns fungicidas e inseticidas.

Recentemente, sulfato de cobre pentahidratado, vem sendo usado como um catalisador ácido de Lewis em reações de acetilação de álcoois e fenóis com anidrido acético. Essas reações são realizadas em condições livres de solventes, à temperatura ambiente e com reaproveitamento do catalisador².

Procedimento Experimental

Com a utilização de um béquer de 25mL, uma balança semi-analítica e uma espátula, pesou-se 2 g de óxido de cobre, em seguida mediu-se numa pipeta 5mL de acido sulfúrico. Após pipetar o ácido foi feito uma solução, acrescentando os 5mL de H2SO4 em 5mL de água e logo em seguida foi colocado no béquer onde possuía o CuO, acrescentou-se uma certa quantidade não medida de água destilada, aumentando o volume da solução

Após ficar misturando por um determinado tempo até que o sal estivesse totalmente dissolvido. Em seguida com a utilização de um funil, um suporte universal, uma argola, filtro de papel, e um erlenmeyer de 25mL, filtrou-se a solução. Após a filtração foi colocado num béquer de um litro, gelo, e colocou-se o erlenmeyer dentro desse béquer.

Resultados e Discussões

Ao misturar 5mL do ácido sulfúrico com 5mL de água destilada, observou-se que o béquer de 25 mL esquentou, isso se dá pelo fato da reação ser exotérmica, reação na qual tem a liberação de calor³, a reação da mistura é a seguinte:

H2SO4+2H2OSO4-2+2H3O+ + calor

Ao misturar a solução de ácido sulfúrico com sal CuO, houve a mudança da cor do composto de preto, para cinza, e também houve a liberação de calor e fumaça , na qual possui a colortação branca, essa reação é mostrada na seguinte reação:

CuO(s) + H2SO4(l) → CuSO4(s) + H2O(g)

Ao colocarmos água o composto outra vez mudou sua coloração agora de cinza para azul.

CuSO4+5H2O  [Cu(H2O)4]SO4.H2O

No qual a coloração do produto obtido é azulado.

Conclusões

O experimento foi de acordo com a teoria, no qual sintetizamos o sulfato de cobre penta hidratado, que podemos caracterizar pela sua coloração azul.

Referências

1 Informação obtida através da aula do Prof°.Fausthon Fred da Silva

2 ALBUQUERQUE, A. dos R. ; BICUDO, T. de C.; CARVALHO, J.R. de. APLICAÇÃO DO SULFATO DE COBRE (II) PENTAHIDRATADO (CuSO4.5H2O) COMO CATALISADOR EM REAÇÕES DE TRANSESTERIFICAÇÃO DE ÓLEO DE PINHÃO MANSO, disponível no site: http://www.prac.ufpb.br/anais/IXEnex/iniciacao/documentos/catalogoresumo/5.MEIOAMBIENTE/5CCENDQMT01.pdf . Acessado no dia 17 de dezembro de 2011.

3MEC, As reações endotérmicas e exotérmicas, disponível no site: http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=13387. Acessado no dia 17 de dezembro de 2011.

ATIKINS,P;JONES,L. Princípios de química:Questionando a vida moderna e o meio ambiente. 3 ed. Porto Alegre:Bookman, 2006

1

Comentários