Evidências de Reações Químicas

Evidências de Reações Químicas

(Parte 2 de 3)

III-Procedimentos Experimentais

Materiais e Vidrarias:

Reagentes:

-

-

-

- (palha de aço)

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-.

Vidrarias:

- Béquer

- Pipeta graduada

- Bastão de vidro

- Vidro de relógio

-Tubos de ensaio

-Placa de Petri

-Pinça

-Suporte para tubos de ensaio

Metodologia

  1. + :

Em um tubo de ensaio foi adicionado 1ml de CuSO4 e 10 gotas de NaOH. Agitou-se o sistema e colocou-se em repouso. A cor inicial do primeiro reagente era azul e do segundo reagente era transparente (incolor). Colocou-se o tubo na estante e esperou-se por alguns instantes. Observou-se a formação de precipitado de cor branca e líquido sobrenadante de cor azul clara. A reação foi de dupla troca e reação de formação de precipitado. REAÇÃO: SAL DE METAL + BASE (CuSO4 + NaOH).

Equação Química:

CuSO4 + NaOH  NaSO4 + Cu(OH)2

  1. + :

Em um tubo de ensaio adicionou-se 1ml de CuSO4 e 10 gotas de Fe2(SO4)3. Agitou-se o sistema (misturou-se os reagentes). A coloração inicial do primeiro reagente era azul e a coloração inicial do segundo reagente era amarela. Formou-se um líquido homogêneo de coloração verde, sob a equação representada a seguir:

CuSO4 + Fe2(SO4)3  Cu(SO4)3 + Fe2SO4

  1. + (palha de aço) :

Primeiramente realizamos a pesagem da palha de aço, que pesava aproximadamente 0, gramas. Em um tubo de ensaio colocamos a lã de aço no fundo com a ajuda de um bastão de vidro. Depois adicionamos 1ml de sulfato de cobre (CuSO4). Notou-se que a lã de aço que inicialmente de coloração cinza tornou-se ferrugem. Como o ferro é mais reativo que o cobre ele consegue deslocar o cobre. A reação foi de simples troca ou deslocamento e houve a oxidação do ferro, sob equação química a seguir:CuSO4 (aq) + Fe (s)  FeSO4 (aq) + Cu(s)

  1. (palha de aço) + (queima) :

Em um vidro de relógio realizamos inicialmente a pesagem da massa do ferro (lã de aço) que era de 2,876g. Dentro da capela, com uma caixa de fósforos o ferro foi posto em combustão. Observou-se que sua coloração inicial que era cinza tornou-se cinza escuro e ocorreu a formação de óxido férrico. Após a combustão foi levado novamente à balança, e notou-se o aumento do seu peso, agora de 3,338g. esse aumento é devido à formação do óxido férrico da reação de oxidação do ferro com o oxigênio. A reação foi de análise ou adição e houve a combustão do ferro, como mostra a equação química a seguir:

4 Fe(s) + 3 O2  2 Fe2O3

  1. + :

Em um tubo de ensaio foram adicionados 10 gotas de Fe2(SO4)3 e 10 gotas de NaOH. Agitou-se o tubo de ensaio (para misturar os reagentes), e observou-se a mudança no aspecto inicial dos reagentes. A coloração inicial do primeiro reagente era amarela e do segundo reagente era transparente (incolor). Após a reação o produto formado obteve coloração laranja escura (levemente amarronzado). A reação que ocorreu foi de dupla troca e o sódio reagiu com o sal de metal ferro, formando um novo sal e um novo hidróxido. A equação química da reação é a seguinte:

Fe2(SO4)3 +6 NaOH 2 Fe(OH)3 + 3 Na2SO4

  1. + :

Em um béquer foram adicionados 10 gotas da solução aquosa de FeSO4 e 10 gotas da solução aquosa de NaOH. Observou-se a mudança entre o aspecto inicial dos reagentes e o aspecto final do produto. A coloração inicial do primeiro reagente era laranja e a coloração inicial do segundo reagente era transparente (incolor). Após a mistura dos dois reagentes, observou-se a formação de um precipitado marrom e de um líquido sobrenadante marrom claro. A reação que ocorreu foi de dupla troca com reação de formação de precipitado, com equação química a seguir:

FeSO4(aq) +NaOH(aq) Fe(OH) (s) +NaSO4 (aq)

  1. + :

Em um tubo de ensaio, adicionamos a solução de 1 ml de HCl com 1 gota de fenolftaleína e uma quantidade de cerca de meia colher de chá de NaHCO3. Agitou-se o tubo de ensaio para misturar os reagentes e verificou-se a mudança no aspecto inicial dos reagentes. A coloração inicial do primeiro reagente era transparente (incolor) e a coloração inicial do segundo reagente era branca. Após a reação observou-se que a solução borbulhou, houve liberação de gás e depois a reação novamente ficou incolor. Os tipos de indícios que houveram indicam que a reação foi de dupla troca com reação de formação de uma substância volátil. A equação química da reação é a equação a seguir:

NaHCO3 + HCl  NaCl + H2O(l) + CO2(g)

  1. + :

Em um béquer, adicionamos 1 ml da solução aquosa de cloreto de prata (AgNO3) e 10 gotas da solução aquosa de ácido clorídrico (HCl). A coloração inicial do primeiro reagente era incolor e a coloração do segundo reagente era incolor também. Após misturar-se ao reagentes observou-se que houve formação de precipitado, o cloreto de prata. A reação que ocorreu foi de dupla troca com reação de formação de precipitado. A equação química é esta a seguir:

HCl + AgNO3  HNO3 (g) + AgCl(s)

  1. + :

Em um béquer adicionamos 1 ml de cloreto de prata e 10 gotas da solução aquosa de K2CrO4. Após misturarmos os reagentes, observamos a formação de precipitado. A coloração inicial do primeiro reagente era transparente (incolor) e a coloração do segundo reagente era amarela. Após a reação a coloração do produto era marrom (um pouco avermelhado) com formação de precipitado. A reação que ocorreu foi reação de dupla troca e reação de formação de precipitado. A equação química é a equação a seguir:

AgNO3(aq) + K2CrO4(aq)  KNO3(aq) + Ag2CrO4(s)

  1. + :

Em uma placa de petri foram adicionados a solução de água destilada ( não foi medido seu volume) com uma gota de fenolftaleína. Colocou-se a fita de magnésio com o auxílio de uma pinça em meio ao líquido e observou-se que o magnésio ia “colorindo” a água em uma coloração rósea. A reação que ocorreu foi de dupla troca com reação de neutralização. A equação que demonstra a reação é a equação a seguir:

Mg + 2H2O  Mg (OH)2 + H2

  1. + :

Cortou-se o sódio metálico com ajuda de uma faca (procedimento realizado pela professora). Em uma placa de petri foram adicionados a solução de água destilada (sem a medição de seu volume) com uma gota de fenolftaleína e colocou-se um “pedaço” de sódio metálico. Houve uma efervescência, constatando a liberação de H2. Formou-se uma base (NaOH) que é visto pela coloração rosa do indicador Fenolftaleína. O sódio metálico (Na) reage violentamente com água (H2O), enquanto os íons Na+ são estáveis em meio aquoso [Na+(H2O)n]. Observou-se que dependendo da quantidade de sódio metálico colocado na reação o mesmo pode soltar faíscas e (se a quantidade for grande) explodir e que houve liberação de gás. A reação que ocorreu foi reação de dupla troca com reação de liberação de gás, sob a equação a seguir:

2 Na + 2 H2O  2 NaOH + H2(g)

  1. + + KI (s):

Em uma proveta foram adicionados 1 ml de H2O2 (água oxigenada) 10%, cerca de meia colher de iodeto de potássio e detergente. A reação que ocorreu foi de decomposição, e ocorreu em duas etapas, detalhadas a seguir:

  1. H202(aq) + I-(aq)  H2O (l) + IO- (aq)

  2. H2O (l) + IO- (aq)  H2O (l) + O2(g) + I-(aq)

IV - Resultadose discussões

  1. CuSO4(aq) + NaOH(aq) :

No primeiro experimento houve uma reação química evidenciada pela mudança na coloração inicial e pela formação de precipitado. O CuSO4 era inicialmente azul e o NaOH era inicialmente incolor. Após a reação observou-se que formou-se um precipitado, o que indica ter ocorrido uma reação de dupla troca e uma reação de formação de precipitado. O produto ficou com coloração azul bem clara com precipitado branco no fundo do recipiente. A reação que ocorreu foi de sal + base, como mostra a equação a seguir:

CuSO4 + NaOH  NaSO4 + Cu(OH)2

  1. CuSO4 (aq) + Fe2(SO4)3 (aq):

Neste experimento, observou-se que não houve indícios de reação química. Concluiu-se que não houve uma reação química evidenciada pela mudança de cor da solução após a mistura do CuSO4 de coloração azul e do Fe2(SO4)3 de coloração amarela em um composto de cor verde, pois a cor verde é resultante apenas da combinação de cores dos reagentes. Não houve reação porque as espécies iônicas não se uniram.

(Parte 2 de 3)

Comentários