Qual a Melhor Método para Promover Educação dos Surdos

Qual a Melhor Método para Promover Educação dos Surdos

Qual a Melhor Método para Promover Educação dos Surdos?

Durante séculos os surdos ficaram a margem da sociedade, que não ser educados, entretanto este panorama foi sendo modificado e a partir do século XVII, começaram a surgir às primeiras escolas para surdos na Europa. Diversos métodos de ensino foram sendo utilizados pelos educadores.

O oralismo é um destes métodos que visa integra o surdo na comunidade ouvinte dando-lhe condições de desenvolver a língua oral, acredita-se que a surdez é uma deficiência que dever ser minimizada por meios de estímulos auditivos para que a criança surda possa aprender o português oral e que assim a criança estaria integrada na comunidade ouvinte. O oralismo não aceita qualquer forma de gestos para se comunicar abolindo assim a língua de sinais.

A comunicação total foi outro método utilizado na educação da criança surda, que defende a incorporação de modelos auditivos, manuais e orais para assegurar a comunicação eficaz entre as pessoas com surdez. Ressalta-se que este método de ensino preocupa-se também com o aprendizado comunicação oral por parte a criança surda que outras formas de comunicação não devem ser deixadas de lado em virtude da língua oral.

O bilingüismo método que privilegia a língua de sinais libras frente as demais formas de comunicação por entender que as formas gestuais é a melhor forma do surdo se comunicar, e que a língua de sinais deve ser oferecida a criança surda o mais precocemente possível para facilitar a sua comunicação e sua inserção na sociedade. A língua portuguesa deve ser ensinada como uma segunda língua na modalidade escrita e quando possível na modalidade oral.

A modalidade bilíngüe se configura como a modalidade mais adequada por que parte do pressuposto de que é da natureza do educando surdo se comunicar através de sinais, deste modo parte do que o educando sabe para que ele possa saber mais, se diferenciando das outras modalidades que faz o inverso, quando não é imposição como o oralismo que quer impor aos surdos uma forma de se comunicar. Deste modo entende-se que a modalidade bilíngüe é a forma mais apropriada por que não trás consigo nem um vestígio discriminatório respeitando as diferenças existentes, e fazendo uso destas diferenças para proporcionar uma educação satisfatória.

Comentários