Curva de solubilidade

Curva de solubilidade

  • CURVA DE SOLUBILIDADE

JULIEL CERQUEIRA

  • JULIEL CERQUEIRA

  • SUELLEN FARIAS

  • VIVIANE DA SILVA

Estudar a solubilidade sólido-líquido e construir

  • Estudar a solubilidade sólido-líquido e construir

  • uma curva de solubilidade.

Inalação

  • Inalação

  • Tóxico. Pode causar enxaqueca, transpiração profusa, urina escura, náusea, e desorientação. Casos severos podem causar coma com ou sem convulsões

  • Ingestão

  • Irritação das membranas da mucosa devido a hidrólise e formação de ácido no estômago. Doses altas produzem cólicas estomacais, estenose do esôfago, náusea e vômito.

  • Contato com a pele

  • Pode irritar a pele e, em contato prolongado, pode causar erupções cutâneas e alergia. Indivíduos " sensibilizados " podem sofrer uma dermatite severa.

  • Contato com os olhos

  • Causa irritação, vermelhidão e dor.

Inalação: Pode causar irritação das vias superiores do trato respiratório. Superexposição pode incluir fadiga, confusão, dores de cabeça, vertigem e sonolência

  • Inalação: Pode causar irritação das vias superiores do trato respiratório. Superexposição pode incluir fadiga, confusão, dores de cabeça, vertigem e sonolência

  • Ingestão: pode causar espasmos abdominais e outros sintomas paralelos à super exposição. Aspiração deste material pelos pulmões pode causar

  • Contato com a pele: Causa irritação. Pode ser absorvido pela pele.

  • Contato com os olhos: Causa irritação severa com vermelhidão e dor.

Em soluções diluídas as propriedades que dependem exclusivamente do número de partículas do soluto presentes são denominadas de “propriedades coligativas”, significa que dependem do conjunto e não do indivíduo. Algumas destas propriedades são:

  • Em soluções diluídas as propriedades que dependem exclusivamente do número de partículas do soluto presentes são denominadas de “propriedades coligativas”, significa que dependem do conjunto e não do indivíduo. Algumas destas propriedades são:

  • Abaixamento da pressão de vapor

  • Elevação do ponto de ebulição( Ebulioscópica)

  • Abaixamento do ponto de congelamento( Crioscópico )

  • Pressão osmótica

Solubilidade

  • Solubilidade

  • Quando um soluto sólido fica em contato com um solvente, ocorre a sua dissolução até que a solução esteja saturada. A saturação é um estado de equilíbrio, com o soluto não-dissolvido em equilíbrio com o soluto dissolvido. Portanto, numa solução saturada o potencial químico do soluto é igual ao potencial químico do soluto em solução.

Massa do naftaleno: 7,561g

  • Massa do naftaleno: 7,561g

  • Temperatura do tolueno: 27ºC

  • Massa específica do tolueno à 27ºC:

  • ρ(g/mL)= a + bt + ct2 + dt3

  • Onde;

  • a= 0,88412 b= -0,9225x10-3

  • c= 0,0152x10-6 d= -4,223x10-9

  • ρ(g/mL)= 0,8591

  • n(naftaleno)= 0,059 mol (cte)

Gráfico I: lnX2 x 1/T experimental

  • Gráfico I: lnX2 x 1/T experimental

Gráfico II: lnX2 x 1/T teórico

  • Gráfico II: lnX2 x 1/T teórico

O naftaleno era usado antigamente, como agente antitraça, mas é também um composto de partida pra fabricação de muitos produtos químicos, como por exemplo o ácido ftálico, corantes, plásticos, solventes e derivados halogenados do naftaleno (inseticidas, fungicidas e impregnantes pra madeira).

  • O naftaleno era usado antigamente, como agente antitraça, mas é também um composto de partida pra fabricação de muitos produtos químicos, como por exemplo o ácido ftálico, corantes, plásticos, solventes e derivados halogenados do naftaleno (inseticidas, fungicidas e impregnantes pra madeira).

Comentários