Relatório Final de Estágio técnico em Química

Relatório Final de Estágio técnico em Química

(Parte 1 de 3)

31

ETEC GETULIO VARGAS – TÉCNICO EM QUÍMICA

ANDRÉ FILIPE RODRIGUES DE OLIVEIRA

RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO

TÉCNICO EM QUÍMICA

Estágio realizado na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) com carga horária total de 120 horas.

SÃO PAULO

2011

ANDRÉ FILIPE RODRIGUES DE OLIVEIRA

RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO

Relatório final de estágio como requisito para obtenção do diploma de técnico em química.

SÃO PAULO

2011

Dedico esta trabalho a Deus, que me concedeu capacidade e inteligência para correr atrás e realizar tudo aquilo que tenho sonhado, tanto profissionalmente quanto pessoalmente, concedendo também forças em momentos de cansaço e paz em momentos de angústia.

AGRADECIMENTOS

Agradeço Primeiramente a Deus pela vida, inteligência e capacidade a mim concedidas.

Agradeço aos meus pais pela dedicação em educar a mim e a meu irmão priorizando em nossas vidas estudo e dedicação e mostrando que para tudo na vida há um tempo.

Agradeço ao meu irmão Junior, por sempre me apoiar em minhas escolhas e me aconselhar tal qual um bom irmão mais velho faria.

Agradeço à Carol, minha namorada e a amigos, os quais foram compreensivos e tolerantes à dedicação de meu tempo aos estudos e à vida profissional, compreendendo que muitas vezes é preciso abrir mão de algumas coisas por algo que venha para um bem maior.

Agradeço à ETEc Getúlio Vargas por uma formação Técnica de qualidade.

Agradeço A Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) pela oportunidade oferecida de aprimoramento dos meus conhecimentos através deste estágio supervisionado, principalmente ao Claudio Salles, coordenador dos laboratórios de graduação, pela atenciosidade e prontidão em ajudar sempre que precisei de socorro.

De tudo ficaram três coisas:

A certeza de que sempre estou começando;

A certeza de que é preciso continuar;

A certeza de que serei interrompido antes de terminar.

Fazer da interrupção uma vitória, da queda um passo de dança, do medo uma escada, do sono uma ponte, da procura um encontro.

(Fernando Sabino)

LISTA DE ILUSTRAÇÕES

Imagem 1 – Reação entre um composto carbonílico e um nucleófilo................16

Imagem 2 – Mecanismo da reação de adição nucleofílica a carbonila...............17

Imagem 3 – Mecanismo da formação de um hemiacetal......................................18

Imagem 4 – Mecanismo da reação de formação de um hemiacetal de cadeia cíclica.........................................................................................................................18

Imagem 5 – Reação de formação de acetais a partir de hemiacetais.................19

Imagem 6 – Mecanismo da formação de acetais a partir de hemiacetais com catálise ácida............................................................................................................19

Imagem 7 – Reação de adição de aminas em carbonila e formação de imina...20

Imagem 8 – Mecanismo de formação de enamina................................................20

Imagem 9 – Esquema do funil de separação contendo faze orgânica e aquosa.......................................................................................................................23

Imagem 10 – Soluções de pH conhecido para comparação dos alunos............24

Imagem 13 - Reação da dihidroxiacetona com dinitrofenilhidrazina, formando outra imina................................................................................................................25

Imagem 12 - Reação da dihidroxiacetona com fenilhidrazina formando uma imina..........................................................................................................................27

Imagem 11 – Fórmula estrutural da amônia, Ác. Acético e água........................27

SUMÁRIO

  1. A Empresa .......................................................................................................7

  2. Introdução .......................................................................................................9

  3. Desenvolvimento ..........................................................................................10

3.1 Limpeza dos Materiais ...........................................................................10

3.2 Pesagem de sólidos................................................................................12

3.3 Extração por solventes quimicamente ativos e recristalização de sólidos............................................................................................................12

3.4 Indicadores de pH...................................................................................14

3.5 Adição nucleofílica a grupos carbonílicos...........................................15

3.5.1 Hemiacetais................................................................................17

3.5.2 Acetais........................................................................................18

3.5.3 Adição de aminas à carbonila...................................................19

4. Atividades desenvolvidas.............................................................................21

4.1 Limpeza dos Materiais ...........................................................................21

4.2 Pesagem de sólidos................................................................................22 4.3 Extração por solventes quimicamente ativos e recristalização de sólido..............................................................................................................22

4.4 Preparação de soluções de pH conhecido...........................................23

4.5 Adição nucleofílica à dihidroxiacetona para análise em HPLC...............................................................................................................26

5. Conclusão ......................................................................................................28

6 Referências .....................................................................................................29

1. A EMPRESA

A Escola Paulista de Medicina (hoje Universidade Federal de São Paulo), foi fundada em 1933 por um grupo de 31 médicos e 2 engenheiros, porém só conseguiu o reconhecimento preliminar do Ministério da Educação e Saúde Pública no dia 4 de outubro de 1935.

Em 1937 foi inaugurado o pavilhão Maria Thereza, que possuía em seus dois andarem 60 leitos e foi passo inicial para a criação do Hospital São Paulo, que permaneceu vinculado à Escola Paulista de Medicina mesmo após sua federalização em 1956. No ano seguinte, foi fundada a residência médica: programa pioneiro no ensino federal do país e um dos segredos da excelência do ensino da Unifesp. O HSP foi oficialmente inaugurado em 1940, com quatro andares e 120 leitos. Atualmente o HSP conta com 743 leitos e atende em média 4.500 pessoas por dia.

Em 2004 iniciou-se a expansão da universidade para Baixada Santista (com cursos de Educação Física, Fisioterapia, Nutrição, Psicologia, Serviço Social e Terapia Ocupacional) e Diadema (com cursos de Farmácia/Bioquímica, Química, Química Industrial, Ciências Biológicas, Engenharia Química, Licenciatura Plena em ciências e Ciências Ambientais), onde foi realizado o estágio aqui relatado. Posteriormente a universidade se expandiu, também, para as cidades de Guarulhos, São José dos Campus e, mais recentemente, Osasco.

A Unifesp, desde sua criação, tem seu foco voltado para pesquisa. Atualmente ela é um dos polos nacionais de pesquisa na área de saúde. Sua produção científica cresceu 50% acima da média observada entre as principais universidades brasileiras.[1]

Além da pesquisa, a Unifesp realiza projetos de extensão. A extensão é considerada uma perna do tripé que sustenta uma universidade (Ensino-Pesquisa-Extensão). Através da extensão é que a Universidade pretende ter relevância também na região em que está estabelecida. Um exemplo de projeto bem sucedido é o projeto Xingu, iniciado em 1965, em que a Unifesp entrava em contato com a população indígena cuja saúde era colocada em risco.

A Unifesp foi considerada a melhor Universidade Federal do país durante três anos consecutivos (2008 – 2009 – 2010). Ela conseguiu a nota 05, máxima, e desempenho contínuo 440. Dos professores da Unifesp, 95% possui ao mínimo o título de Doutorado. [2]

2. INTRODUÇÃO

(Parte 1 de 3)

Comentários