relatorio pronto

relatorio pronto

(Parte 1 de 2)

CASTELO DO PIAUÍ – PI 2011

CASTELO DO PIAUÍ – PI 2011

1 – INTRODUÇÃO4
1.1 – OBJETIVOS5
1.1.1 – OBJETIVO GERAL5
1.1.2 – OBJETIVOS ESPECÍFICOS5
2 – INFORMAÇÕES GERAIS SOBRE O ESTÁGIO6
2.1 – DADOS DO ALUNO6
2.2 – DADOS DA ESCOLA6
2.3 – PERÍODO DE REALIZAÇÃO6
2.4 – ORIENTAÇÃO E SUPERVISÃO6
2.5 – CARACTERIZAÇÃO DA ESCOLA6
3 – ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELO ESTAGIÁRIO8
3.1 – OBSERVAÇÃO EM SALA DE AULA9
3.2 – ATIVIDADE DE CO-PARTICIPAÇÃO9
4 – CONSLUSÕES, OBSERVAÇÕES E SUGESTÕES1
5 – REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS12

1 – INTRODUÇÃO

No decorrer do curso o acadêmico se apropria de inúmeros conhecimentos, de diversas correntes filosóficas e teoria de aprendizagem.

O estágio, na maioria das vezes, é o primeiro contato do futuro educador com a realidade escolar, oportunizando compartilhar construções de aprendizagem, bem como a aplicação do aprendizado teórico na prática da profissão escolhida.

O primeiro momento na escola para a preparação do estágio deve ser aproveitado para observar o funcionamento da escola, tanto na parte administrativa – coordenação – quanto na sala de aula, dos alunos da comunidade e de todos os envolvidos com o cotidiano escolar,

Essa observação permite a coleta de informações extremamente importantes, para que o acadêmico possa elaborar seu projeto de intervenção pedagógico – Docência/Regência – em sala de aula e na escola como um todo.

(Braga 1999) entende por finalidade:

“formar um profissional capaz de promover o aprimoramento constante da prática pedagógica desenvolvida no interior da escola , atuando junto aos professores no sentido de favorecer a reflexão conjunta sobre a própria prática e construção coletiva da equipe.”

Ou seja, a prática do Ensino/Estágio Supervisionado favorece a descoberta, sendo um processo dinâmico de aprendizagens em diferentes áreas de atuação no campo profissional, dentro de situações reais de forma que o acadêmico possa conhecer compreender e aplicar, na realidade escolhida, a união da teoria com a prática. Por ser um elo entre todas as disciplinas do curso que englobam os núcleos temáticos da formação básica do conhecimento didáticopedagógico, conhecimento sobre a cultura do movimento, tem por finalidade inserir o estagiário na realidade viva do mercado de trabalho, possibilitando consolidar sua profissionalização.

Nesse contexto, o estágio supervisionado é uma exigência da disciplina Estágio

Supervisionado I do Curso de Licenciatura Plena em Química com duração de 90 horas. Deu-se no período de 16/05/2011 a 17/06/2011 na Unidade Escolar Professora Osmarina Vieira de Souza Moreira localizada à rua Benjamin Constant, 242.

1.1 OBJETIVOS:

1.1.1 Objetivos gerais Observar a estrutura física e organizacional da escola;

Observar as aulas ministradas pelo professor de Química.

1.1.2 Objetivos específicos

Descrever a estrutura física do prédio e a organização da escola com ênfase no que diz respeito às disciplinas de Química;

Caracterizar o laboratório (se houver) e os demais materiais didáticos utilizados pelos professores;

Descrever as aulas de química buscando os diversos aspectos de acordo com as práticas pedagógicas contemporâneas e consideradas relevantes levando em consideração o aspecto teórico prático;

Neste momento você vai desenvolver os objetivos de acordo com o problema e as outras questões norteadoras da pesquisa, pois eles conduzirão sua observação.

2 – INFORMAÇÕES GERAIS SOBRE O ESTÁGIO

2.1 – Dado do Aluno Estagiário Adelino Quaresma de Amorim Neto

Matricula: 07L07019 e-mail: adelinonetoamorim@hotmail.com

2.2 – Dados da escola ou da instituição educativa não formal Unidade Escolar Professora Osmarina Vieira de Souza Moreira

2.3 – Período de realização Relatório referente ao período de 16/05/2011 a 17/06/2011

2.4 – Orientação e supervisão

Orientação: Professoras Sandra Vasconcelos e Samara Patrícia Ferreira de Jesus Silva.

Supervisão: Edmundo do Monte Torres Neto.

2.5 – Caracterização da escola

A referida Unidade Escolar Professora Osmarina Vieira de Souza Moreira funciona nos turnos manhã e tarde regime de 40 horas semanais, atendendo a modalidade do Ensino Fundamental do 6º ao 9º.

A U. E. Profª Osmarina Vieira de Souza Moreira possui 09 salas de aulas, cantina, depósito para merenda, 01 diretoria, sala de professores, 04 banheiros coletivos, quadra de esporte coberta, sala de informática, sala de leitura ampla e pátio com cobertura. A sala de leitura conta com um bom acervo cultural, mantém um espaço amplo para pesquisa, estudos alem de ser bem informativo. O laboratório de informática é bem equipado com computadores em quantidade regular ao atendimento aos alunos, impressoras e data show, onde é utilizado pela professora de ciências para mostrar vídeos e pesquisas sobre os conteúdos estudados em sala de aula. Ambos espaços são mantidos com a orientação de professores formados, que dão expediente em horário integral. Recentemente, a referida Unidade Escolar passou por uma reforma mantendo boas condições de acessibilidade tanto a escola como a quadra de esportes. As instalações hidráulicas e elétricas encontram-se em bons estados de utilização.

O pátio coberto que centraliza a escola torna as reuniões dinâmicas e descontraídas sempre organizado de acordo com os eventos. A escola dispõe de vigilantes 24 horas com folga de 48 horas além de ser murada e ocupar o bairro central da cidade. É composta por 24 professores todos com formação superior, entre os quais 10 tem pós-graduação e maioria tem mais de 15 anos no magistério. Não tem nenhum professor de química, no entanto possui 3 professores formados em Ciências Biológicas.

Embora a escola tenha alguns materiais de laboratório de Ciências, a mesma não tem um laboratório de Ciências nem tão pouco de Química. No entanto o que deve ser ressaltado é que um laboratório já está em projeto e futuramente será construído.

3. – ATIVIDADES DESENVOLOVIDAS PELO ESTAGIÁGIO

A U. E. Professora Osmarina Vieira de Souza Moreira é a maior escola do município tanto em dimensão como em números de discentes e docentes. Fui bem recebido pela diretora, coordenadora e professora observada.

De inicio conversei com a diretora e coordenadora que me mostraram e falaram que

Projeto Político Pedagógico se encontra com a coordenação e direção, é feito com a participação de todos os professores, alunos e pais de alunos e encontra-se à disposição dos professores e também da comunidade. Em se tratando de Ciências o P da escola é bem planejado com vistas a desenvolver um trabalho que propicie ao aluno um aprendiz investigador, com desenvolvimento de projetos na fazendo com que o aluno se torne um cidadão consciente e conscientizador.

O Planejamento é mensal e indica as diretrizes da relação dos conteúdos, objetivos e metodologias para a execução de cada disciplina. Tive a oportunidade de participar do planejamento mensal onde tive a oportunidade de ver que o mesmo é um momento de reflexões sobre a prática educativa e onde se fez questionamentos em sobre as baixas notas, a indisciplina e ao mesmo tempo buscam soluções para resolvê-los. Na oportunidade fui indagado sobre o que eu achava o que deveria ser feito para melhorar o controle de saída de alunos das salas de aulas durante a troca de professores. Sugeri que não se tocasse mais a sineta e sim os professores trocassem de salas sem o sinal. A idéia fui acatada e está surtindo efeito.

A escola trabalha com projetos que visam o a participação dos alunos e buscam desenvolver o censo crítico e ao mesmo tempo um cidadão competente para resolver problemas do dia-a-dia.

Segundo Hernandez (1998),

“os Projetos de Trabalho contribuem para uma (re)significação dos espaços de aprendizagem de tal forma que eles se voltem para a formação de sujeitos ativos, reflexivos, atuantes e participantes. (Hernandez, 1998)".

Ou seja, é através de projetos que desenvolvidos pelos alunos na busca e construção do conhecimento utilizando metodologias específicas é que os alunos fazem perguntas, observações, hipóteses, verificações experimentais e deduções para alcançar a solução dos problemas e dos questionamentos, um aluno ativo.

A escola também se mostra preocupada com a questão da inclusão social, busca a participação da comunidade, utiliza metodologias de ensino que possibilitam o aprendizado e a avaliação. Os professores se mostram preocupados com a educação e se mostram satisfeitos com a sua profissão.

3.1 – Observação em sala de aula A turma observada foi o 9º ano do ensino fundamental com 36 alunos.

A professora observada é graduada em Ciências Biológicas, mostrou-se uma professora planejada, organizada pedagogicamente, com assiduidade e pontualidade. Mostrou domínio de sala, utiliza recursos didáticos como, como por exemplo, em uma das aulas levou os alunos para assistirem a vídeo sobre o conteúdo estudado em sala de aula “Os metais e nãometais”. Trabalha sempre unindo os conteúdos do livro didático com as novas tecnologias e planeja sempre a aula da forma mais dinâmica possível. Tem uma relação muito boa com a direção e coordenação e se mostra bastante equilibrada emocionalmente e tem uma boa relação com os alunos dentro e fora da sala de aula e que conhece o P e a realidade da escola.

O plano de aula da professora observada é bem elaborado pois mostra objetividade, clareza, criatividade e embora não esteja utilizando da teoria-prática para com seus alunos, ou se utiliza não colocou nesse plano de aulas.

Na direção desse aprofundamento, PIMENTA (1994) partindo de pesquisas realizadas em escola de formação de professores, introduz a discussão de práxis, na tentativa de superar a decantada dicotomia entre teoria e prática.Ou seja, é no contexto da sala de aula da escola, do sistema de ensino e da sociedade que a práxis se dá.

Resumindo, a professora mostrou-se uma profissional pesquisadora e ciente do seu papel de professora. É dinâmica e faz com que os alunos se mostrem atentos e participativos durante as aulas.

3.2 – Atividade de Co-participação

A atividade de Co-participação foi um período onde tudo o que aconteceu foi novidade, principalmente para mim, que ainda não possuo muita experiência em sala de aula. Foi um momento muito enriquecedor para todas as partes envolvidas, pois, é onde professores, estagiários e alunos estão se encontrando para juntar suas opiniões e ideias, então é natural que haja um clima novo, de descoberta ou mesmo, de incertezas e dúvidas que ao longo do trabalho vai se acabando.

O trabalho de Co-participação deu-se através de plano de aulas. Foram planejadas as aulas com os conteúdos: “Elementos Químicos, Tabela Periódica e Metais e não-metais”. Durante essa etapa, percebi que a professora observada procura utilizar em suas aulas os recursos didáticos e tecnológicos existentes na escola. A professora colocou em seus planos de aulas, recursos audiovisuais, além do quadro de giz. O que ficou em dívida foi a questão da prática, talvez pelo fato de não possuir laboratório a professora seja desestimulada a trabalhar com práticas.

4. – CONCLUSÕES, OBSERVAÇÕES E SUGESTÕES

Inferindo, é durante o estágio supervisionado que se possibilita a aplicação e concretização dos conhecimentos teóricos obtidos durante o curso. É a oportunidade para os professores em formação exercitem os princípios de cidadania e de responsabilidade social. Para que todas as atividades pedagógicas sejam desenvolvidas de forma coerente e fundamental a supervisão do professor orientador.

Analisando o Estágio Supervisionado, por meio de suas etapas, desde a observação passando pela co-participação e a produção do relatório, verificou-se quão complexo e cheio de por menores é a sua consumação, como a parte burocrática do preenchimento de apêndices e pesquisas. No entanto, de uma forma geral o estágio foi de grande valia, pois foi no contexto da sala de aula da escola, do sistema de ensino e da sociedade que a práxis se deu. Fica o desejo que a professora continue seu trabalho, no entanto que procure utilizar cada vez mais unir a teoria à pratica, pois mesmo sem laboratório, não é o limite para se fazer uma experiência sobre um determinado conteúdo seja fora ou dentro da sala de aula.

5. – REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

PIMENTA, Selma Garrido. Estágio de Docência. São Paulo: Cortez, 2004.

SAMPAIO, Francisco Azevedo de Arruda. Caminhos da Ciência: uma abordagem sócio construtivista. São Paulo: IBEP, 1998.

RIBEIRO, Lourdes Eustáquio Pinto. Para casa ou para sala? São Paulo: Didática Paulista, 1999.

HERNANDEZ, Fernando. Transgressão e mudança na educação: os projetos de trabalho. Porto Alegre: Artmed,1998.

13 Apêndices

Fachada da Escola Planejamento de aulas

15 Alunos na sala de aula

Alunos assistindo vídeo-aula Aula extraclasse

17 Palestra sobre as drogas

PLANO DE AULA MENSAL: JUNHO DE 2011

A tabela periódica moderna;

A tabela periódica e as propriedades dos elementos;

Os metais;

Os não-metais.

Os elementos químicos;

O que são os elementos químicos;

Os símbolos dos elementos;

Os isótopos;

Massa Atômica.

Organizando os elementos: a classificação periódica;

A construção da tabela periódica;

Definir elementos químicos;

Reconhecer a origem dos elementos químicos;

Identificar os elementos químicos com auxilio de seu símbolo;

Observar a existência de variações: átomos de um mesmo elemento químico com número de massa, átomos de diferentes elementos com o mesmo número de nêutrons;

Consulta a tabela periódica.

Identificar todos os dados fornecidos por cada quadro da tabela periódica.

Exposição oral dos conteúdos;

Vídeos sobre a tabela periódica e metais e nãometais;

Pesquisa de elementos na tabela periódica;

Exposição de tabela periódica;

Analise da tabela periódica;

Resolução de atividades

Leitura compartilhada de textos complementares.

A avaliação será feita através de atividades desenvolvidas na sala de aula, pesquisas e prova mensal.

Professora: Isabel Cristina Alves de Oliveira Co-participante: Adelino Quaresma de Amorim Neto

19 DIGITALIZAÇÃO DA ATIVIDADE DE CO-PARTICIPAÇÃO

20 Anexos

FORMULÁRIO 01 – IDENTIFICAÇÃO DA INSTITUIÇÃO ESCOLAR ESTUDANTE-ESTAGIÁRIO: Adelino Quaresma de Amorim Neto

MATRÍCULA: 07L07019 DOCENTE SUPERVISOR(A): Edmundo do Monte Torres Neto

IDENTIFICAÇÃO DO CAMPO DE ESTÁGIO I - INSTITUIÇÃO DE ENSINO FUNDAMENTAL NOME: U.E. Profª Osmarina Vieira de Souza Moreira ENDEREÇO: Rua Benjamin Constant, 242 BAIRRO: Centro TELEFONES: 86 3247-1224 TURNOS DE FUNCIONAMENTO: Manhã e Tarde NÍVEIS DE ENSINO: Fundamental (6º ao 9º ano)

ESPECIFICAÇÃO DO ATENDIMENTO QUANT. DE TURMAS SÉRIE TURNO NÚMERO DE ALUNOS 5 5ª/6º ano Manhã e Tarde 156

5 6ª/7º ano Manhã e Tarde 162 5 7ª/8º ano Manhã e Tarde 161 3 8ª/9º ano Manhã e Tarde 114

A U. E. Profª Osmarina Vieira de Souza Moreira possui 09 salas de aulas, cantina, depósito para merenda, 01 diretoria, sala de professores, 04 banheiros coletivos, quadra de esporte coberta, sala de informática, sala de leitura ampla e pátio com cobertura. A sala de leitura conta com um bom acervo cultural, mantém um espaço amplo para pesquisa, estudos alem de ser bem informativo. O laboratório de informática é bem equipado com computadores, impressoras e data show. Ambos espaços são mantidos com a orientação de professores muito bem formados, que dão expediente em horário integral. Recentemente, a referida Unidade Escolar passou por uma reforma mantendo boas condições de acessibilidade tanto a escola como a quadra de esportes. As instalações hidráulicas e elétricas estão em perfeita condições de uso.

CARACTERIZAÇÃO DOS PROFESSORES (Quantidades) PROFESSORES 24 COM FORMAÇÃO SUPERIOR 24 COM PÓS-GRADUAÇÃO 10 COM MENOS DE CINCO ANOS DE EXPERIÊNCIA NO MAGISTÉRIO 09 COM MAIS DE CINCO ANOS DE EXPERIÊNCIA NO MAGISTÉRIO 15 PROFESSORES DE QUÍMICA 0 PROFESSORES DE QUÍMICA COM PÓS-GRADUAÇÃO 0

(Parte 1 de 2)

Comentários