Apostila Basica De Linux (Pt Br)

Apostila Basica De Linux (Pt Br)

(Parte 1 de 8)

Comando Básicos3
Comandos Internos4
Comandos Externos4
Comandos para manipulação de diretório4
Comandos para manipulação de Arquivos4
Comandos Diversos4
Comandos de rede5
Comandos para manipulação de contas5
Configuração Geral do Sistema5
Explicação do utilitário Linuxconf6
Explicação do utilitário Webmin6
Explicação do ut ilit ár io RPM6
Estrutura de Arquivos e Diretórios6
Arquivos6
Extensão de arquivos7
Arquivo texto e binário7
Diretório7
Diretório Raíz8
Diretório padrão8
Diretório home8
Diretório Superior9
Diretório Anterior9
Caminho na estrutura de diretórios9
Exemplo de diretório9
Estrutura básica de diretórios do Sistema Linux10
Sistema de Arquivos e Diretórios1
Donos, grupos e outros usuários12
Tipos de Permissões de acesso12
Etapas para acesso a um arquivo/diretório13
Exemplos práticos de permissões de acesso13
Exemplo de acesso a um arquivo16
Exemplo de acesso a um diretório17
Permissões de Acesso Especiais18
A conta root19
chmod19
chgrp21
chown21
Modo de permissão octal2
Adminstração do Sistema24
Modo Texto25
Interpretador de comandos25
Editores de Texto25
Redirecionamento de Entrada e Saída27
? Redirecionamento: >27
? Redirecionamento: >>27
? Redirecionamento: <27
? Redirecionamento: | (pipe)27
? Diferença entre o "|" e o ">"28
? Redirecionamento: tee28
Linux/ Dos28
Arquivos de configuração30
Usando a sintaxe de comandos DOS no Linux32

Comando Básicos

Comandos são ordens que passamos ao sistema operacional para executar uma determinada tarefa. Cada comando tem uma função específica, devemos saber a função de cada comando e escolher o mais adequado para fazer o que desejamos, por exemplo:

• ls -Mostra arquivos de diretórios

• cd - Para mudar de diretório

Esta apostila tem uma lista de vários comandos organizados por categoria com a explicação sobre o seu funcionamento e as opções aceitas (incluindo alguns exemplos). É sempre usado um espaço depois do comando para separa-lo de uma opção ou parâmetro que será passado para o processamento. Um comando pode receber opções e parâmetros:

Opções

As opções são usadas para controlar como o comando será executado, por exemplo, para fazer uma listagem mostrando o dono, grupo, tamanho dos arquivos você deve digitar ls -l.

Opções podem ser passadas ao comando através de um "-" ou "--": -

Opção identificada por uma letra. Podem ser usadas mais de uma opção com um único hifen. O comando ls -l –a é a mesma coisa de ls –la l

Opção identificada por um nome. O comando ls --all é equivalente a ls -a.

Pode ser usado tanto "-" como "--", mas há casos em que somente "-" ou "--" esta disponível. parâmetros

Um parâmetro identifica o caminho, origem, destino, entrada padrão ou saída padrão que será passada ao comando.

Se você digitar: ls /usr/doc/copyright , /usr/doc/copyright será o parâmetro passado ao comando ls, neste caso queremos que ele liste os arquivos do diretório /usr/doc/copyright.

É normal errar o nome de comandos, mas não se preocupe, quando isto acontecer o sistema mostrará a mensagem command not found (comando não encontrado) e voltará ao aviso de comando. As mensagens de erro não fazem nenhum mal ao seu sistema! somente dizem que algo deu errado para que você possa corrigir e entender o que aconteceu. No Linux, você tem a possibilidade de criar comandos personalizados usando outros comandos mais simples (isto será visto mais adiante). Os comandos se encaixam em duas categorias: Comandos Internos e Comandos Externos.

Por exemplo: "ls -la /usr/doc", ls é o comando, -la é a opção passada ao comando, e /usr/doc é o diretório passado como parâmetro ao comando ls.

Comandos Internos

São comandos que estão localizados dentro do interpretador de comandos (normalmente o Bash) e não no disco. Eles são carregados na memória RAM do computador junto com o interpretador de comandos. Quando executa um comando, o interpretador de comandos verifica primeiro se ele é um Comando Interno caso não seja é verificado se é um Comando Externo.

Exemplos de comandos internos são: cd, exit, echo, bg, fg, source, help

Comandos Externos

São comandos que estão localizados no disco. Os comandos são procurados no disco usando o path e executados assim que encontrados.

Comandos para manipulação de diretório

• ls • cd

Comandos para manipulação de Arquivos

• cat • rm

Comandos Diversos

• ln

• less

Comandos de rede

Comandos para manipulação de contas

• lastlog

• last

• id

• logname

Configuração Geral do Sistema

Explicação do utilitário Linuxconf • Configuração de sistema, grupos e usuarios, rotas, dns, dhcp, firewall, etc...

Explicação do utilitário Webmin • Possue a mesma configuração acima, porém administrada via WEB.

Explicação do utilitário RPM

⇒ rpm –qa |sort |less → mostra todos os arquivos rpm’s do sistema.

⇒ rpm –qi “nome do pacote rpm” → mostra informações sobre o pacote rpm instalado.

⇒ rpm –ql “nome do pacote rpm” → mostra os arquivos que compõe o pacote instalado.

⇒ rpm –qa |grep “nome do pacote rpm” → procura pacotes que contém este nome.

⇒ rpm –e “nome do pacote rpm” → desinstala o pacote relacionado.

⇒ rpm –e –-nodeps “nome do pacote rpm” → desinstala o pacote relacionado mesmo que ele tenha dependências de outros pacotes.

⇒ rpm –qip “nome do pacote rpm” → obtém informações de um pacote não instalado.

⇒ rpm –qlp “nome do pacote rpm” → obtém informações sobre os arquivos que compõe o pacote a ser instalado.

⇒ rpm –ivh “nome do pacote rpm” → para instalar um pacote.

⇒ rpm –Uvh “nome do pacote rpm” → para atualizar um pacote.

⇒ rpm –Va “nome do pacote” → obtém informações sobre a situação do pacote.

Estrutura de Arquivos e Diretórios

Arquivos

(Parte 1 de 8)

Comentários