07 - Atividades Econômicas da Bahia

07 - Atividades Econômicas da Bahia

AS ATIVIDADES ECONÔMICAS

A Bahia registra recentemente uma significativa alteração na estrutura de sua economia. Historicamente, na economia baiana, houve um predomínio da produção agropecuária, mas nos últimos anos, principalmente entre as décadas de 1970 e 1980, com o crescimento do Centro Industrial de Aratu (CIA) e do Pólo Petroquímico de Camaçari, aconteceu a superioridade do setor secundário sobre o primário.

  • A Bahia registra recentemente uma significativa alteração na estrutura de sua economia. Historicamente, na economia baiana, houve um predomínio da produção agropecuária, mas nos últimos anos, principalmente entre as décadas de 1970 e 1980, com o crescimento do Centro Industrial de Aratu (CIA) e do Pólo Petroquímico de Camaçari, aconteceu a superioridade do setor secundário sobre o primário.

BAHIA: PIB POR SETOR DA ECONOMIA

PIB por Estados: IDH por Estados:

  • São Paulo.

  • Rio de Janeiro.

  • Minas Gerais.

  • Rio Grande do Sul.

  • Paraná.

  • Bahia.

  • Fonte: IBGE, 2005.

Agropecuária culturas temporárias

  • Algodão - cultura de grande valor nos séculos XVII, XVIII e XIX, para a ocupação dos Sertões nordestinos , incluindo os da Bahia. Desenvolveu-se no Vale do São Francisco e na parte sul do Planalto Sul baiano e na Serra do Espinhaço. Atualmente a região Oeste passou a ser a maior área produtora, com destaque para São Desidério e Barreiras (com Luís Eduardo Magalhães).

  • Arroz (rizicultura) - A partir dos anos 80, juntamente com a soja no Oeste baiano (Barreiras com Luís Eduardo Magalhães e São Desidério) além do Vale do São Francisco e sudoeste baiano.

  • Cana-de-açúcar - Além do seu núcleo original do Recôncavo, ela é cultivada no Litoral Sul, no Extremo Sul, no Oeste (Barreiras) e no Norte. Juazeiro e Santo Amaro são os maiores produtores, respectivamente.

  • Feijão – Bem distribuido pelo Estado. As maiores áres plantadas estão nos municípios de Adustina, Tucano e Ibititá (região de Irecê).

Agropecuária culturas temporárias

  • Fumo – Recôncavo (principalmente Cruz das Almas e Sapeaçu).

  • Mamona – Centro Norte baiano (Ibipitá e Planalto de Irecê), Sudoeste, Vale do São Francisco e Extremo Oeste.

  • Mandioca – Praticamente todo o Estado. Cândido Sales e São Miguel das Matas são os maiores produtores.

  • Milho – Praticamente todo o Estado. Barreiras com Luís Eduardo Magalhães e São Desidério, são os maiores produtores.

  • Soja - Difundida na Bahia a partir dos anos de 1980 concentra-se unicamente no Oeste baiano. Barreiras com Luís Eduardo Magalhães e São Desidério, são os maiores produtores.

Agropecuária culturas permanentes

  • Café – originalmente plantado na segunda metade do século XIX na Bahia, ao Norte do Planalto Sul Baiano. Desenvolveu-se recentemente também na Chapada Diamantina, no Planalto da Conquista, no Extremo Sul e, nos últimos anos no Extremo Oeste do Estado.

  • Cacau – Litoral Sul (zona cacaueira) e em menor escala no Recôncavo. A região cacaueira no sul da Bahia se formou a partir da segunda metade do século XIX. Nos últimos anos, a cultura do cacau enfrenta forte crise em função da vassoura-de-bruxa presente desde 1989 e oscilações no mercado internacional. Ilhéus e Una são os maiores produtores do Estado. O Estado da Bahia é o maior produtor no Brasil, seguido do Pará.

  • Laranja – inicialmente cultivada no Litoral Norte e no Recôncavo, implantando-se posteriormente, na zona cacaueira e no Extremo Oeste do Estado. Hoje, os maiores produtores estão no Litoral Norte. Rio Real é o maior produtor.

Agropecuária culturas permanentes

  • Fruticultura (uva e manga) - Vale do São Francisco. O guaraná é mais produzido no litoral ao sul de Salvador. O dendê em Nazaré, Valença, Taperoá e Nilo Peçanha.

  • Sisal (agave) – fabricação de cordas e tapetes. Região Nordeste e Centro-Norte. Região do sisal (Santaluz, Valente, Conceição do Coité e Retirolândia).

  • Coco-da-baía – concentrada no litoral.

  • Mamão – Extremo Sul do Estado.

  • Banana – Litoral Sul (zona cacaueira), Centro-Sul e Centro-norte.

Industrialização

  • A Bahia começou a se industrializar com a exploração e o refino do petróleo no Recôncavo, resultando na criação, pelo Governo Federal, da PETROBRAS, em 1953. (Descoberta do petróleo na Bahia em 1939).

  • A Refinaria Landulfo Alves, em São Francisco do Conde (Mataripe), foi iniciada em 1949, entrando em operação em 1950.

  • A infra-estrutura começou a melhorar, sobretudo na área de energia, com a criação da CHESF, em Paulo Afonso , em 1955. Em 1973/74 foi construída a barragem de Sobradinho.

  • Com a criação da SUDENE (1959), a Bahia recebeu outros investimentos como a criação do CIA (1967) em Salvador, Simões Filho e Candeias, o CIS (terceiro grande centro industrial da Bahia) em 1970, em Feira de Santana e o COPEC (Complexo Petroquímico de Camaçari), maior do Nordeste e um dos maiores do Brasil em 1978.

Indústrias

  • Outros centros industriais da Bahia:

  • Distrito Industrial de Alagoinhas – cervejaria Schincariol.

  • Distrito Industrial de Ilhéus – Bahiatec.

  • Distrito Industrial de Itabuna – Nestlé.

  • Distrito Industrial de Jequié.

  • Distrito Industrial de Vitória da Conquista.

  • Distrito Industrial de Juazeiro.

  • Com a promoção da agricultura na bacia do São Francisco, foi criada em 1974 a Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco (Codevasf) e a Barragem de Sobradinho.

  • Um dos grandes responsáveis pela modernização da Bahia foi o polêmico Antônio Carlos Magalhães, que ocupou importantes cargos políticos no Estado e no país; ACM utilizou sua força política para direcionar investimentos para a Bahia.

  • Em 1997 deu-se a privatização da Companhia de Eletricidade da Bahia (Coelba).

  • Em 2001 foi instalada no município de Camaçari o Complexo Ford Bahia, com forte política de incentivos fiscais.

SALVADOR,

  • SALVADOR,

  • A CAPITAL DA BAHIA

História

  • A cidade de São Salvador (assim chamada na sua fundação) nasceu como cidade planejada em 29 de março de1549 no Governo Geral de Tomé de Sousa, para ser a capital da colônia.

  • A indicação do local para a construção desta cidade fortaleza era devido a posição estratégica que permitia a visão ampla da entrada da Baía de Todos os Santos.

  • Salvador permaneceu como capital do Brasil até 1763 na administração do Marques de Pombal.

Geografia

  • A cidade de Salvador possui uma população de aproximadamente 3 milhões de habitantes (terceira maior cidade do país).

  • A Região Metropolitana de Salvador(RMS) possui uma população de aproximadamente 4 milhões de habitantes.

Municípios da Região Metropolitana do Salvador (RMS)

  • Lauro de Freitas

  • Simões Filho

  • Camaçari

  • Dias D’Ávila

  • Candeias

  • Madre de Deus

  • São Francisco do Conde

  • Itaparica

  • Vera Cruz

Cultura da Bahia

  • A cultura da Bahia é uma das mais ricas e diversificadas, sendo o estado considerado um dos mais ricos centros culturais do país, conservando não apenas um rico acervo de obras religiosas, arquitetônicas, mas é berço das mais típicas manifestações culturais populares, quer na culinária, na música, e em praticamente todas as artes.

  • A Bahia tem seus expoentes, suas características próprias, resultado da rica miscigenação entre o índio nativo, o português colononizador e o negro escravizado. Nessa imensa vastidão cultural, entre as principais manifestações culturais estão o carnaval de Salvador, a festa da Independência da Bahia, as festas juninas no interior, em especial a guerra de espadas em Cruz das Almas e em Senhor do Bonfim, a lavagem do Bonfim, a Festa de Santa Bárbara, a Festa de São Sebastião, a festa de Iemanjá, e muitas outras.

Comentários