Conceitos Basicos na administração de medicamentos

Conceitos Basicos na administração de medicamentos

(Parte 4 de 10)

- Metilxantinas – aminofilina e teofilina Possuem ação mais lenta quando tomadas por via oral. Em asma moderada são usados em associação com outros broncodilatadores.

Antitussígeno / Expectorantes Conceito – os antitussígenos são medicamentos que ajudam a reduzir a freqüência da tosse e os expectorantes servem para eliminar o catarro. A tosse é um reflexo natural de proteção e sua função é expelir substâncias irritantes ou excesso de secreção do trato respiratório. A sua origem pode ser alérgica, irritativa, infecciosa e de origem psicológica (geralmente em crianças).

Digestivos w.soenfermagem.net 18

Conceitos: agem estimulando a motilidade propulsora gastrointestinal, estimulando a produção e liberação da bile e enzimas pancreáticas ou mesmo fornecendo estas enzimas diretamente.

Comentários: a má digestão pode ocorrer devido a deficiência de varias substâncias participantes do processo digestivo como ácido clorídrico e enzimas necessárias para a degradação dos alimentos, ou por problemas na motilidade do aparelho digestivo.

Anestésicos Conceito: são substâncias capazes de provocar insensibilidade geral ou local, para que o paciente não sinta dor. A grande maioria é de uso específico durante procedimentos médicos ou odontológicos.

Antidiabéticos Conceito: são medicamentos utilizados para controlar os níveis de glicose no sangue.

Ex. Glibenclamida – estimula a liberação endógena de insulina Glucobay – retarda a absorção da glicose pelo o organismo.

Comentário: Tais medicamentos podem provocar várias reações adversas como coceira, diarréia, alergias, distúrbios visuais e etc. Alguns tipos de diabetes:

- Diabete Tipo 1 – insulino-dependente – normalmente congênita ou logo nos primeiros anos de vida.

- Diabete Tipo 2 – não insulino-dependente – ocorre na idade adulta. Pode ter como origem a hereditariedade, fatores emocionais, problemas de obesidade e crescimento.

Anticolesteral Conceito: são medicamentos utilizados para reduzir os níveis de gordura no sangue, ou seja, colesterol e triglicérides. A origem da doença pode ser hereditária e por alimentação rica em gorduras.

Anti-Hipertensivos Conceito: medicamentos utilizados para controlar a pressão arterial. Ex. Divelol e Carduran – inibidores adrenérgicos Vascase e Capoten – inibidores da ECA

Comentários: deve-se tentar o controle da pressão arterial primeiramente por modificação do estilo de vida, redução de peso, restrição ao consumo de sal, abstenção do fumo, aumento de atividades físicas. Se tudo isso não adiantar, recorre-se ao uso de diuréticos isoladamente ou em associação com outros anti-hipertensivos.

Diuréticos Conceito – são substâncias que estimulam a excreção de alguns íons e diminuem a reabsorção de água nos túbulos renais, aumentando assim a eliminação de água do organismo.

w.soenfermagem.net 19

Comentários: São medicamentos utilizados no alívio de edemas e como coadjuvante no controle da hipertensão bem como insuficiência cardíaca congestiva crônica, insuficiência renal crônica e hipercalcemia.

Alguns diuréticos:

- Depletores de potássio – clortalidona e hidroclorotiazida – podem causar hipopotassemia e, por isso, muitas vezes são tomados juntamente com sais de potássio.

- Poupadores de potássio – espirolactona – diminuem a excreção de potássio e a reabsorção de sódio. - Diuréticos de alça – furosemida - também chamados de diuréticos de alta potência.

Cardiotônicos Conceito – são medicamentos que aumentam a força de concentração do coração e controlam a velocidade dos batimentos cardíacos. Exemplo: Digoxina e Ancoron.

Comentários: Insuficiência Cardíaca – o coração bate devagar Arritmia – o coração bate descompassado

Vasculares Anti-hemorrágicos: evitam as hemorragias – o perigo de hemorragias aparece quando o organismo não produz os anti-hemorrágicos naturais (principalmente a Vit. K1) de maneira suficiente. Ex. Kanakion e Ergotrate.

Circulatórios: servem para controlar a circulação do sangue, tentando evitar a formação de hemorróidas e varizes. Ex. Venocur triplex e Venalot.

Vasodilatadores: aumentam o diâmetro dos vasos. São usados principalmente para anginas e dor forte no peito, e tratam a insuficiência cardíaca congestiva. Ex. Adalat e Sustrate.

Antineoplásicos Conceito – são quimioterápicos usados no tratamento do câncer. O objetivo do seu emprego é a destruição seletiva das células tumorais. Ex. Alkeran e Zoladex

Comentários: Neoplasia é uma massa de células anormais que se desenvolvem de maneira desordenada. Hoje em dia é muito comum a utilização de associações de quimioterápicos, evitando assim o desenvolvimento de células resistentes num curto espaço de tempo e procurando também resultados mais eficientes.

Anticoagulantes Conceito – são agentes que prolongam o tempo de coagulação do sangue. São usados em diversos distúrbios cardiovasculares, tais como infarto do miocárdio, embolia pulmonar, doença vascular cerebral periférica e trombose. Ex. Marevan, Heparina Sódica e Clexane.

Comentários: O coágulo é uma rede de finíssimas fibras que são formadas pelo próprio organismo. A formação do coagulo envolve uma série de reações e de substâncias.

Anti-Herpéticos w.soenfermagem.net 20

Conceito - medicamentos de ação paliativa usados para diminuir os sinais e sintomas do herpes. O herpes é uma doença sem cura causada pelo o vírus herpex, muito comum no ser humano, mas que só se manifesta com baixa resistência imunológica. Caracteriza-se por lesões da pele e mucosas.

Comentários: Nunca utilizar pomadas à base de cortisona em herpes, pois pode ocorre piora do quadro clínico.

Orexígenos Conceito – são medicamentos utilizados para estimular o apetite. EX. Carnabol, Profol etc.

Hormônios Conceito – são substâncias secretadas por glândulas e liberadas na corrente sangüínea para que possam atingir os tecidos onde irão exercer seus efeitos.

Alguns hormônios:

- Hormônio do Crescimento – chamado somatropina, é produzido pela hipófise e sua deficiência durante a fase de crescimento pode gerar nanismo.

- Hormônios Tiroidianos – T3 e T4, o exame do pezinho feito em lactentes tem como um dos objetivos a detecção precoce do hipotiroidismo, que deve ser tratado, evitando assim o cretinismo. Já o hipertiroidismo é tratado com fármacos antitiroidianos, que impedem a síntese do hormônio tiroidiano. Ex. Propiltiouracil.

Comentários: Quando o organismo não produz ou produz insuficientemente os hormônios é necessária a reposição hormonal, que é feita por substâncias sintéticas, ou seja, produzidas em laboratórios.

Anticoncepcionais Conceito – são hormônios utilizados para evitar a fecundação (gravidez), no tratamento de algumas patologias ovarianas (cistos) bem como regular o ciclo menstrual. Ex. Gracial e Minulet.

Ovulatórios Conceito – é um hormônio que atua no SNC no sentido de induzir a ovulação. Este medicamento pode induzir a liberação de 1 ou mais óvulos, aumentando as chances da mulher engravidar. Ex: Clomid e Serofene.

Antidepressivos Conceito – são medicamentos que melhoram o humor. Ex: Anafranil, cloridrato de clomipramida e Pondera.

Comentários: A depressão pode ser causada por distúrbios hormonais ou emocionais.

Ansiolíticos Conceito – são medicamentos usados para diminuir a ansiedade. EX: Alprazolan e Bromazepan.

w.soenfermagem.net 21

Comentários: A ansiedade não tem origem definida, variando de pessoa para pessoa. Pode apresentar-se como um distúrbio do pânico (medo), de ansiedade ou pós-traumático.

Antiparkinsoniano Conceito – são medicamentos utilizados para tratar os sintomas do mal de Parkinson.

Comentários: A doença de Parkinson deve-se à deficiência de uma substância existente no cérebro chamada DOPAMINA, que é responsável pela coordenação dos movimentos juntamente com a ACETILCOLINA (é preciso que ocorra o equilíbrio entre elas). A LEVODOPA, no sistema central, é convertida em DOPAMINA. O CLOR. DE BIPERIDENO promove a diminuição de ACETILCOLINA, restabelecendo assim o equilíbrio entre a mesma e a DOPAMINA.

Hipnóticos e Sedativos Conceito – são usados para o tratamento de diversos tipos de insônia, tensão emocional, pois reduz a inquietação e induz o sono e a sedação. Agem deprimindo o SNC de maneira não seletiva ou geral. Em doses elevadas, são usados como hipnóticos e em doses menores como sedativos. Ex. Dormonid e Sonebon.

Neurolépticos Conceito – são usados para o tratamento de pacientes com desorganização mental de pensamento e comportamento, como por exemplo: obsessão, mania de perseguição e no alívio de tensão emocional grave. Não curam, mas diminuem os sintomas da doença. Portanto, não são curativos, sua ação é primariamente e paliativa. Ex. Carbonato de lítio, baloperidona e risperidona.

Comentários: Neurose – distúrbio da pessoa com ela mesma.

(Parte 4 de 10)

Comentários