Psicologia Organizacional

Psicologia Organizacional

FUCAP – FACULDADE CAPIVARI DE BAIXO

Tamires Mendes Fernandes

MAIO/2009

O QUE É PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL

  • Defina Psicologia Organizacional:

É a psicologia aplicada as organizações, quaisquer que sejam: empresas, industrias,organizações não governamentais ou governamentais que tratem com grupos de pessoas organizados em prol de um produtividade. Ela surgiu no inicio do século XX, na época da Primeira Guerra Mundial, a fim de auxiliar o exército Norte Americano a selecionar os soldados para as atividades de guerra e foi impulsionada pelos estudos de Frederick Taylor.

  • Descreva os princípios da Administração Científica que guiam as práticas dos operários:

Cada trabalho deve ser atentamente analisado para que o modo otimizado de executar as tarefas possa ser especificado. Os funcionários devem ser selecionados (contratados) de acordo com as características relacionadas ao desempenho no trabalho. Os gerentes devem estudar os funcionários para descobrir quais as características pessoais são importantes. Os funcionários devem ser cuidadosamente treinados para executar suas tarefas. Os funcionários devem ser recompensados por sua produtividade para incentivar a melhoria do desempenho.

  • Procure saber: As empresas de sua região têm como tema do interesse o pensar e o repensar da relação homem/ trabalho?

Há uma evolução nesse sentido em algumas empresas, inclusão de plano de carreira, mais acredito que a grande maioria, principalmente as pequenas empresas ainda tem dificuldades neste aspecto visando somente os lucros. Conhecer como se processam as relações homem/trabalho e também contribuir para um melhor desenvolvimento das organizações. Tem um compromisso teórico e prático no repensar das práticas organizacionais.

  • Reflita: Por que psicologia organizacional é um saber importante no que diz respeito ás práticas organizacionais?

A nova onda nos saberes da psicologia organizacional vai além de encontrar a pessoa com perfil adequado as necessidades e atitudes, habilidades e competência requeridas pela organização, no sentido de adequar a organização ao máximo de bem estar aos seus colaboradores, sempre com idéia de fundo: trabalhadores felizes e satisfeitos, empreendimento em desenvolvimento.

PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL – PRÁTICAS E DESAFIOS

  • Qual a mudança de paradigma que ocorre no fazer e pensar da psicologia organizacional?

As primeiras práticas da psicologia organizacional estão ligadas á adequação do trabalhador á organização, na forma de seleção de pessoal, treinamento, reforços para boas condutas e sanções. As novas práticas visam estabelecer a qualidade de vida ao trabalhador, através de programas de lazer, motivação e melhorias na relação funcionário/organização. Sabe–se que funcionários felizes e satisfeitos produzem mais e melhor, então se conclui que, no final das contas, o grande beneficiado é a própria organização.

  • Procure saber: Na sua região, você conhece empresas que têm programas na área de recursos humanos nos dois paradigmas situados nesta aula?

A psicologia organizacional tem como objetivo, então trabalhar no sentido do máximo de aproveitamento no que diz respeito aos recursos humanos de organização. Tem como lema levar os trabalhadores a oferecerem um maior rendimento organizacional com o melhor nível de realização individual.

  • Reflita! “O bem–estar do trabalhador reflete no bem – estar da organização.”

A organização é que precisa se adequar aos seres humanos, suas habilidades e potencialidades, a organização precisa criar ambientes favoráveis ao bem–estar do trabalhador. O ser humano é, reconhecidamente, um fator que merece atenção. Sabe-se que o êxito ou o fracasso de um produto, projeto ou serviço esta intimamente ligada ás pessoas nele envolvidas. Assim, além das preocupações com a própria organização. Conclui–se que a atenção deve estar voltada para os trabalhadores de uma forma geral. Não só é interessante para a empresa adequar estes á forma organizacional, mas também, é necessário que se pense e se aplique programas de motivação e melhorias na qualidade de vida do ser humano trabalhador.

GRUPOS

  • Defina grupo descrevendo suas características essenciais:

Grupo é um conjunto de indivíduos que estão em contato uns com os outros, que interagem entre si e que tem um objetivo em comum. Os grupos podem ser classificados tipologicamante de acordo com quatro condições. Eles podem ser: 1 Grupo primário ou secundário, 2 grupos formais ou informais, 3 grupos homogêneos ou heterogêneos, 4 grupos permanentes ou temporários.

  • Descreva a classificação tipológica dos grupos:

Grupos primários ou secundários, este tipo de grupo caracteriza–se, sobretudo, pelos laços afetivos íntimos existentes entre as pessoas. Em geral, este grupo é pequeno e as pessoas participantes mantêm um comportamento espontâneo e informal, tendo, na maior parte das vezes, como objetivo, apenas a relação entre si.

Grupos formais - São aqueles que têm metas estabelecidas, voltadas para os objetivos, que são explicitamente formados como parte da organização, tais como grupos de trabalho, departamentos, equipes de projeto e assim por diante. Os grupos informais – são aqueles que surgem com o passa do tempo através da interação dos membros da organização. Embora esses grupos não tenham quaisquer metas formalmente definidas, eles têm metas implícitas, que são frequentemente recreativas e interpessoais.

Grupos homogêneos é um grupo cujos membros têm certas coisa em comum, seja em termos pessoais (por exemplo, atitudes, valores, metas) ou em termos de características sócio demográficas (por exemplo, instrução, idade, sexo). Grupos heterogêneos é Aquele que apresenta variações em dimensões significativas no que diz respeito as características de membros.

Grupo Temporário – é aquele formado com uma tarefa ou problema específico em mente e cuja dispersão é algo esperado assim que o grupo concluir a tarefa. Grupo permanente é aquele que se espera que continue ao longo de diversas tarefas e atividades. Na maioria dos casos, as organizações terão grupos permanentes para atingir suas metas e objetivos.

  • Procure saber: Situe os grupos em que você é participante e classifique – os segundo a tipologia de grupos.

Primárias: famílias

Secundários: Colegas de faculdade

Informal: amigos de trabalho

Grupo homogêneo: estudantes hotelaria

Permanentes: estudantes hotelaria

  • Reflita! Como se dá a formação de grupos informais dentro dos grupos formais?

São aqueles que surgem com o passar do tempo, através da interação dos membros da organização. Embora esses grupos não tenham quaisquer metas formalmente definidas, eles têm metas implícitas que são frequentemente recreativas e interpessoais. Os grupos formas são sempre secundários e os grupos informais são geralmente considerados como primários. E como nos grupos primários e os secundários, os indivíduos podem fazer parte, simultaneamente, dos grupos formas e informais. (Colegas de trabalho com tempo se tornaram amigos e todas as semanas se reúnem para tomar um chope, eles constituem alem formais também informais.)

ESTRUTURA DO GRUPO

  • Descreva cada um dos elementos do grupo.

Podemos citar: Liderança formal, os papéis, as normas, o status do grupo e tamanho.

Liderança Formal – o líder formal é um elemento que faz parte de quase todos os grupos. Ele costuma ser identificado por títulos como chefe, gerente ou presidente. Esse é um elemento essencial ao desempenho do grupo e, por isso, dedicamos uma aula inteira para falar sobre liderança.

Papéis – O mundo é um palco, e todos os homens e mulheres são apenas atores, disse Shakespeare. Servindo–nos desta metáfora, podemos pensar que, como atores no mundo, estão todo tempo encenando ou desempenhando papéis. Papel é um conjunto de padrões comportamentais esperados, atribuídos a alguém que ocupa determinada posição em uma unidade social.

Normas – são os padrões aceitáveis de comportamento que são compartilhados por todos os membros de grupo. Elas dizem ao participante do grupo o que deve e o que não deve ser feito em determinadas circunstâncias. Devido á importância deste assunto para vida de um grupo, e também de uma sociedade, este tema será mais amplamente apresentado na aula “adaptabilidade do indivíduo no grupo e na sociedade”.

Status – é uma posição social definida ou atribuída pelas pessoas a um grupo ou membros de um grupo. Esta no reconhecimento dos outros em algo que se acreditas que alguém ou algum grupo tenha como valorativo. Não existem status naturais, são pessoas que estabelecem o que ser valorativo ou não.

Tamanho – é um elemento essencial para o funcionamento deste. Grupos menores, normalmente, são mais rápidos na execução das tarefas, mas os grupos maiores conseguem, em geral, resolver problemas com mais eficácia.

  • Procure saber: Quais são os papeis que você ocupa em sua vida, e em que momentos eles podem se tornar conflitantes?

Renata, filha da Célia, neta D.Adelina, Afilhada da Norma, Irmã da Bárbara, Bruna e Reinaldo, Prima da Mariane, Namorada do Juliano. Servidora Municipal de Laguna, cargo de Auditora de saúde. Moro na Rua Lucas Batista n°92, bairro Portinho, Laguna. Momentos que tornam conflitantes em minha família ocorrem quando é exigido muito do meu desempenho, para tudo, tanto no financeiro como psicológico. E no trabalho exige muito do desempenho raciocínio rápido.

  • Reflita! O que define o que dá status em nossa sociedade? É importante se ter status? Por quê?

Status permeia toda e qualquer sociedade, esta no reconhecimento dos outros em algo que se acreditas que alguém ou algum grupo tenha como valorativo diferentes grupos e diferentes culturais irão estabelecer os valores ligados ás condições de se ter ou não status. Valor que estabelece o que é ter status em grupo é importante para a compreensão do comportamento humano, já que o status é, de alguma forma, o ideal desejado pela maioria dos membros de um grupo e que direciona o comportamento grupal.

ADAPTABILIDADE DO INDIVÍDUO NO GRUPO E NA SOCIEDADE

  • Conceitue norma:

Para vivermos pacificamente uns com outros e com as organizações, precisamos elaborar algumas normas de convivência. Normas são padrões aceitáveis de comportamento compartilhadas pelas pessoas que pertencem a algum grupo. Nas organizações de trabalho, podemos identificar algum grupo. Nas organizações de trabalho, podemos identificar alguns tipos de normas: as de desempenho, as de aparência, as de organização social e as de alocação de recursos. As normas são defendidas pelos grupos na medida em que são úteis para a vida do grupo e no que concerne á diminuição de problemas no que diz respeito ás interações pessoais.

  • Procure saber: Quais as normas existentes no seu ambiente de trabalho?

Todas as organizações e sociedades possuem padrões de comportamento. Mesmo aquelas em que se imaginam liberais, existem os padrões de comportamento aceitáveis e inaceitáveis. Depois de um algum tempo de trabalho numa empresa, a maioria dos funcionários já sabe que normas de comportamento devem seguir, que roupas usar, a forma de tratamento interpessoal que deve adotar, como lidar com a chefia.

  • Reflita! Por que as normas são importantes? Quando elas deixam de ser importantes?

Quando ela facilita a sobrevivência do grupo, quando ela aumenta a previsibilidade do comportamento de seus membros, ela reduz problemas interpessoais embaraçosos e permite que os membros expressem os valores centrais do grupo e esclareçam o que é diferenciado sobre a identidade dele.

COESÃO GRUPAL

  • Conceitue coesão grupal:

Coesão grupal é o grau em que os membros de um grupo sentem – sem atraídos entre sim e motivados para permanecer no grupo. Um grupo coeso é um grupo mais protegido dos elementos externos a ele. Quando a coesão esta somada a uma forte norma de desempenho, o grupo se torna muito mais produtivo.

  • Procure saber: Escolha algum grupo que você faça parte e faça uma avaliação acerca da coesão deste grupo. Diga que elementos mantêm este grupo coeso.

Grupo coesão que pertenço – Estimulamos a concordância em relação aos objetivos do grupo, aumentamos o tempo, membros ficam juntos e darmos recompensas ao grupo, em vez de recompensar seus membros individualmente.

  • Reflita! Quando a coesão é importante para um grupo? E quando ela deixa de ser?

A coesão é um tempo importante na medida em que está relacionada á produtividade do grupo, deixa de ser importante quando não facilitam alguns integrantes e tornam mas difícil a convivência uns com outros tornando o grupo diminuir cada vez menos tempo juntos não estimulado a concordância entre o grupo num objetivo comum.

LIDERANÇA

  • Conceitue Liderança:

A liderança é um elemento central em qualquer grupo. Em geral ela está intimamente ligada á forma de funcionamento do grupo. Muitas teorias sobre liderança já têm formas estabelecidas.

  • Descreva as teorias sobre liderança:

A teoria dos traços, que diz que o líder possui características pessoais que são essências para ao exercício da liderança e que em geral os lideres já o são naturalmente, a teoria Comportamental ou Funcional, na qual se identifica três tipos de liderança: a autocrática, a democrática e a laissez – faire e caracteriza o funcionamento do grupo de acordo com as lideranças, e a teoria Contingencial ou Situacional, que diz que, dependendo do grupo e da situação, podemos decidir qual é melhor estilo de liderança.

  • Procure saber: Escolha alguma grupo que você faça parte e faça uma avaliação acerca da liderança deste grupo. Segundo a teoria comportamental, como você classificaria este líder?

A liderança do tipo democrática se através da geração de idéias e tomada de decisão pelo grupo. A ênfase da relação esta tanto no líder como nos subordinados. As normas, modos de funcionamento do grupo e as diretrizes por estas seguidas são debatidos e decididos pelo próprio grupo, estimulado e assistido pelo líder. O grupo decide quais serão as providencias e as técnicas para atingir o alvo.

  • Reflita! Liderança é uma característica inata em um ser humano ou pode ser aprendida?

Sempre ouvimos expressões como “Fulano já nasceu líder!”, como se existisse um “DNA do Líder” com atributos que vêm do berço. A realidade não comprova essa idéia. Se fosse assim, filho de líder, líder seria. E o que vemos as vezes é o contrario. A gente não nasce líder, a gente aprende a ser líder. (mas acredito que são necessárias algumas características pessoais para ser um líder, e isso não se aprende na escola ou em treinamentos. Perceba como num grupo de crianças pequenas de uma escola, por exemplo, existem aquelas que comandam as outras, dirigem as brincadeiras, organizam etc. Quem as ensinou? A escola ou um treinamento podem aperfeiçoar essas características, mas ensinar acho complicado).

COMUNICAÇÃO

  • Conceitue dado, informação e comunicação:

Informação é conjunto de dados com determinado significado. O Significado reduz a incerteza a respeito de algo ou alimenta o conhecimento a respeito de algo. Comunicação vem do latim communis = comum, logo toda comunicação envolve pelo menos duas pessoas, a que transmite à informação e a que recebe a informação. A comunicação só se efetua quando quem recebe a informação pode compreende – lá ou interpreta – lá

  • Procure saber: Descreva algum problema de comunicação que já lhe aconteceu e diga quais elementos interferiram neste problema:

Teria uma auditoria no hospital (que no caso sou auditora chefe deste departamento) tinha comunicado minhas surbodinadas que nossa auditoria nos laudo excedente não seria mais pago via administrativamente para hospital, porque não gerava histórico deste pagamento no sistema no nosso e nem do Estado, e que ela comunicasse a Diretoria do hospital para que não gerasse transtorno. Por fim ela não comunicou a diretoria hospital, hospital achou que nos do município não queria pagar as contas atrasadas causado um transtorno, o que aconteceu falta de informação. A comunicação só se efetua quando quem recebe a informação pode compreende – lá ou interpreta –lá.

  • Reflita! Sem comunicação não há organização:

É bastante raro que a comunicação aconteça sem problemas. Ela é um processo que a caminha em mão dupla, isto é, tem que estar como já dito anteriormente, compartilhado pelo emissor e pelo receptor. Contudo, é um ato subjetivo e as pessoas têm maneiras muito distintas de interpretar as informações, causando grandes desencontros na compreensão dos fatos. E se não é fácil, perguntamos,podemos fazer algo para garantir uma boa comunicação, garantias não podem ser dadas, porém algumas atitudes podem sim auxiliar no processo de comunicação e organização, clima de trabalho mais tranqüilo, aprender transmitir e aprender a ouvir.

Comentários