A - Músculo liso e esquelético, fisiologia da contração muscular

A - Músculo liso e esquelético, fisiologia da contração muscular

(Parte 2 de 2)

exposição dos sítios de ligação na ACTINA

liberação da energia química armazenada para prover o movimento

NO SÍTIO ONDE ESTAVA O ADP LIGA-SE OUTRO ATP remoção da cabeça de MIOSINA do sítio ativo na ACTINA

Ca2+intracelular é removido por transporte ativo levando a

TROPOMIOSINA a seu estado de repouso (escondendo o sítio ativo de ligação na ACTINA

Força Muscular Força Muscular

-Tipos de contração Muscular

-Isotônica: encurtamento da fibra mantendo-se a tensão -Isométrica: Não há encurtamento da fibra com variação da tensão (Força)

-Tipos de fibra

Rápidas ou tipo I glicolíticasLentas ou tipo I oxidativas

-Fibras grandes com grande força de contração -Retículo sarcoplasmático muito extenso, para rápida liberação de íons cálcio -Grande quantidade de enzimas glicolíticas

-Suprimento de sangue menos extenso

-Menor número de mitocôndrias

-Susceptíveis à fadiga

-Fibras menores -Inervadas por fibras nervosas pequenas

-Altamente vascularizadas para grande demanda de oxigênio -Alto teor de mitocôndrias

-Grande quantidade de mioglobina

-Resistentes à fadiga

Músculo Liso

-Multiunitário: fibras separadas e discretas funcionando de modo independente sob controle neural. Ex. músculo ciliar do olho, da íris e piloeretores.

-Unitário: Centenas a milhares de fibras que se contraem em conjunto, como uma única unidade. Possuem junções comunicantes. Ex. músculos das artérias

Contração do músculo liso:

-Filamentos de actina e miosina -Actina ancorada nos corpos densos (disco Z)

-fibra chega a contrair em até 80% de seu tamanho original -Baixo custo energético

-Lentidão no início da contração e relaxamento -Força de contração maior que a do esquelético

Relacionar com os processos de contração muscular

-Miastenia Gravis: Doença auto-imune onde anti-corpos são produzidos contra os receptores nicotínicos, diminuindo assim a ação da acetilcolina causando fatigabilidade severa. Tratamento se dá por administração de inibidores da acetilcolinesterasse conhecida como neostigmina

-Botox: derivado da toxina botulínica A, neurotoxina produzaida por uma bactéria -impede a liberação de vesículas contendo acetilcolina pelo botão sináptico, causando paralisia muscular. Tratamento de espasmos e rugas

-Drogas que bloqueiam a transmissão na junção neuromuscular: curare(planta) e alfabungarotoxina(Cobra). Atuam como antagonistas e bloqueiam ação da acetilcolina no receptor

Rigidez Cadavérica??

Rigor Mortis (Rogidez Cadavérica): Não há mais ATP disponível para promover o relaxamento. A contratura cessa depois de 15 a 25 horas (Temperatura) devido a proteólise do aparelho contrátil.

Vídeo Vídeo

Fim Fim

Músculo Liso

Regulação da contração pelos íons cálcio

-Combinação dos íons cálcio com a calmodulina ativação da miosina quinase e fosforilação da cabeça de miosina

-Fim da contração por ação da fosfatase de miosina

Músculo Liso Regulação da contração pelos sistema nervoso

-Junções neuromusculares (fibras nervosas autônomas) -difusas (varicosidades)

-Acetilcolina e norepinefrina

Músculo Liso Fontes de Cálcio para a contração do músculo liso:

-Principal fonte de Ca+2é extracelular e entra por difusão que demora de 200 a 300 ms (período de latência).

-Retículo sarcoplasmático: presente em músculo liso que apresenta uma velocidade de contração maior. Associado com as calvéolas, forma uma espécie de Tríade rudimentar.

(Parte 2 de 2)

Comentários