Escavações

Escavações

ESCAVAÇÕES, FUNDAÇÕES E DESMONTE DE ROCHAS

  • Estas Recomendações dispõe de medidas técnicas de segurança relativas à proteção do trabalhador em atividades que envolvam Escavações, Fundações e Desmonte de Rochas, em atendimento ao item 18.6 da NR-18.

Prioridade na Implantação das Medidas

  • A proteção coletiva deve ter prioridade sobre as proteções individuais.

  • Nr-6 .3

  • A proteção coletiva deve prever a adoção de medidas que evitem a ocorrência de desmoronamento, deslizamento, projeção de materiais e acidentes com explosivos, máquinas e equipamentos.

Antes de iniciar os serviços de escavação, fundação ou desmonte de rochas,certificar

  • Antes de iniciar os serviços de escavação, fundação ou desmonte de rochas,certificar

  • se da existência ou não de redes de água, esgoto, tubulação de gás, cabos elétricos e de telefone, devendo ser providenciada a sua proteção,desvio e interrupção, segundo cada caso. Em casos específicos e em situações de risco, deve ser solicitada a orientação técnica das concessionárias quanto à interrupção ou à proteção das vias públicas.

A área de trabalho deve ser previamente limpa, as áreas de circulação desobstruídas retirando ou escorando solidamente árvores, rochas, equipamentos,materiais e objetos de qualquer natureza.

  • A área de trabalho deve ser previamente limpa, as áreas de circulação desobstruídas retirando ou escorando solidamente árvores, rochas, equipamentos,materiais e objetos de qualquer natureza.

  • Muros, edificações vizinhas e todas as estruturas que possam ser afetadas pela escavação devem ser escoradas, segundo as especificações técnicas de profissional legalmente habilitado.

Riscos Comuns

  • Ruptura,desprendimento de solo e rochas devido a:

  • - Operação de máquinas;

  • - Sobrecargas nas bordas dos taludes;

  • - Execução de talude inadequado;

  • - Aumento da umidade do solo;

  • - Vibrações na obra e adjacências;

  • - Realização de escavações abaixo do lençol freático;

-Realização de trabalhos de escavações sob condições meteorológicas adversas;

  • -Realização de trabalhos de escavações sob condições meteorológicas adversas;

  • -Interferência de cabos elétricos, cabos de telefone e de redes de água potável e de sistema de esgoto;

  • -Obstrução de vias públicas;

  • -Recalque/bombeamento/desvio de lençóis freáticos/lagos/rios;

  • -Falta de espaço suficiente para a operação e movimentação de máquinas.

Medidas Preventivas

  • O projeto executivo de escavações deve levar em conta as condições geológicas e os parâmetros geotécnicos específicos do local da obra. Variações em função de alterações do nível da água e as condições geoclimáticas devem ser consideradas.

  • O responsável técnico deverá encaminhar ao CREA e aos proprietários das edificações vizinhas cópias dos projetos executivos, incluindo as técnicas e o horário de escavações a serem adotados.

Recomenda se o monitoramento de todo o processo de escavação, objetivando observar zonas de instabilização global ou localizada, a formação de trincas, o surgimento de deformações em edificações e instalações vizinhas e vias públicas.

  • Recomenda se o monitoramento de todo o processo de escavação, objetivando observar zonas de instabilização global ou localizada, a formação de trincas, o surgimento de deformações em edificações e instalações vizinhas e vias públicas.

  • Nos casos de risco de queda de árvores, linhas de transmissão, deslizamento de rochas e objetos de qualquer natureza, é necessário o escoramento, a amarração ou a retirada dos mesmos, devendo ser feita de maneira a não acarretar obstruções no fluxo de ações emergenciais.

Medidas Preventivas

As escavações com mais de 1,25 m (um metro e vinte e cinco centímetros) de profundidade devem dispor de escadas de acesso em locais estratégicos, que permitam a saída rápida e segura dos trabalhadores em caso de emergência.

  • As escavações com mais de 1,25 m (um metro e vinte e cinco centímetros) de profundidade devem dispor de escadas de acesso em locais estratégicos, que permitam a saída rápida e segura dos trabalhadores em caso de emergência.

Medidas Preventivas

As cargas e sobrecargas ocasionais, bem como possíveis vibrações, devem ser levadas em consideração para a determinação do talude, a construção do escoramento e o cálculo dos seus elementos estruturais.

  • As cargas e sobrecargas ocasionais, bem como possíveis vibrações, devem ser levadas em consideração para a determinação do talude, a construção do escoramento e o cálculo dos seus elementos estruturais.

  • O material retirado das escavações deve ser depositado a uma distância mínima que assegure a segurança dos taludes.

Medidas Preventivas

Devem ser construídas passarelas de largura mínima de 0,80 m (oitenta centímetros), protegidas por guarda corpo com altura mínima de 1,20 m (um metro e vinte centímetros), quando houver necessidade de circulação de pessoas sobre as escavações.

  • Devem ser construídas passarelas de largura mínima de 0,80 m (oitenta centímetros), protegidas por guarda corpo com altura mínima de 1,20 m (um metro e vinte centímetros), quando houver necessidade de circulação de pessoas sobre as escavações.

Medidas Preventivas

Devem ser construídas passarelas fixas para o tráfego de veículos sobre as escavações, com capacidade de carga e largura mínima de 4 m (quatro metros), protegidas por meio de guarda corpo.

  • Devem ser construídas passarelas fixas para o tráfego de veículos sobre as escavações, com capacidade de carga e largura mínima de 4 m (quatro metros), protegidas por meio de guarda corpo.

Medidas Preventivas

A estabilidade dos taludes deve ser garantida por meio das seguintes medidas de segurança:

  • A estabilidade dos taludes deve ser garantida por meio das seguintes medidas de segurança:

  • O responsável técnico deverá buscar a adoção de técnicas de estabilização que garantam a completa estabilidade dos taludes, tais como retaludamento, escoramento, atirantamento, grampeamento e impermeabilização.

Medidas Preventivas

Medidas Preventivas

Medidas Preventivas

Devem ser evitados trabalhos nos pés de taludes sem uma avaliação prévia pelo responsável técnico, pelos riscos de instabilidade que possam apresentar.

  • Devem ser evitados trabalhos nos pés de taludes sem uma avaliação prévia pelo responsável técnico, pelos riscos de instabilidade que possam apresentar.

  • A existência de riscos constitui impedimento à execução dos trabalhos, até que estes sejam eliminados.

  • Deve ser evitada a execução de trabalho manual ou a permanência de observadores dentro do raio de ação das máquinas em atividade de movimentação de terra.

  • Quando for necessário rebaixar o lençol de água (freático), os serviços devem ser executados por pessoas ou empresas qualificadas.

Sinalização em Escavações

  • Nas escavações em vias públicas ou em canteiros, é obrigatória a utilização de sinalizações de advertência e barreiras de isolamento.

  • Alguns tipos de sinalização usados:

  • • Cones

  • • Fitas

  • • Cavaletes

  • • Pedestal com iluminação

  • • Placas de advertência

  • • Bandeirolas

  • • Grades de proteção

  • • Tapumes

  • • Sinalizadores luminosos

Sinalização em Escavações

Fundações Escavadas

  • Riscos Comuns

  • São riscos comuns nas escavações de poços e nas fundações a céu aberto:

  • • Queda de materiais;

  • • Queda de pessoas;

  • • Fechamento das paredes do poço;

  • • Interferência com redes hidráulicas, elétricas,telefônicas e de abastecimento de gás;

  • • Inundação;

  • • Eletrocussão;

  • • Asfixia.

Medidas Preventivas

  • A execução do serviço de escavação deverá ser feita por trabalhadores qualificados.

  • Na execução de poços e tubulões a céu aberto, a exigência de escoramento /encamisamento fica a critério do responsável técnico pela execução do serviço, considerando os requisitos de segurança que garantam a inexistência de risco ao trabalhador.

  • Tubulões, túneis, galerias ou escavações profundas de pequenas dimensões,cuja frente de trabalho não possibilite perfeito contato visual da atividade e em que exista trabalho individual, o trabalhador deve estar preso a um cabo-guia que permita, em caso de emergência, a solicitação ao profissional de superfície para o seu rápido socorro.

Medidas Preventivas

Fundações Cravadas e Injetadas

Medidas Preventivas

Medidas Preventivas

Medidas Preventivas

Medidas Preventivas

Medidas Preventivas

Medidas Preventivas

O trabalhador deve executar a operação de corte da cabeça da estaca (topo) utilizando plataforma de trabalho construída de forma adequada e independente, utilizando os Equipamentos de Proteção Individual; por exemplo, os equipamentos de proteção contra projeção de partículas e equipamento

  • O trabalhador deve executar a operação de corte da cabeça da estaca (topo) utilizando plataforma de trabalho construída de forma adequada e independente, utilizando os Equipamentos de Proteção Individual; por exemplo, os equipamentos de proteção contra projeção de partículas e equipamento

  • de proteção auditiva.

Medidas Preventivas

O bate-estacas instalado sob sistemas de roletes ou trilhos deve ter sua estabilidade garantida por contrapesos fixados conforme orientação técnica do fabricante ou responsável.

  • O bate-estacas instalado sob sistemas de roletes ou trilhos deve ter sua estabilidade garantida por contrapesos fixados conforme orientação técnica do fabricante ou responsável.

  • Devem ser adotados os seguintes cuidados especiais quanto às mangueiras e conexões de fluidos sob pressão de ar comprimido, vapor, etc. utilizados em fundações:

  • a) bom estado de conservação;

  • b) evitar trânsito de máquinas e veículos sobre as mesmas;

  • c) as conexões devem ser vistoriadas diariamente, antes do início das atividades, para que não haja a ocorrência de vazamentos que venham a causar acidentes;

Desmonte de Rochas com o Uso de Explosivos

  • Nas atividades de desmonte de rochas é obrigatória a adoção de “Plano de fogo” elaborado por profissional habilitado.

  • Na elaboração do “Plano de fogo” é obrigatória a exigência de um profissional habilitado (Blaster), responsável pelo armazenamento, preparação das cargas, carregamento das minas, ordem de fogo, detonação e retirada de explosivos não detonados e providências quanto ao destino adequado das sobras de explosivos.

  • A quantidade de explosivos e acessórios necessários ao “Plano de fogo” deve ser restrita ao momento de detonação, evitando-se a estocagem próximo à frente de trabalho.

  • O Blaster deve se ater às condições atmosféricas para realizar as detonações, sendo proibido realizá-las quando a atmosfera encontrar-se efetivamente carregada, evitando assim a detonação acidental provocada por descarga elétrica atmosférica.

  • O tempo entre o carregamento e a detonação deve ser o mínimo possível.

  • Em locais confinados (túneis, tubulões, etc.) deve ser garantida a ventilação, para a manutenção de uma atmosfera salubre ao trabalhador.

Comentários