materia organica do solo

materia organica do solo

Universidade Mussa Bin Bique

Introdução

Todo o organismo biótico ou abiótico (vivo ou sem vida) esta sujeito a decomposição quando encontrada sobre certas condições físicas e químicas. Esta acção, da-se geralmente no solo, pois microrganismos, bactérias, fungos, acaros e outros pequenos animais agentes decompositores la se encontram e fazem continuamente este processo.

Para a agricultura, este processo é importante pois degenera alguns macro e micro nutrientes ao solo como o caso do carbono, nitrogênio, oxigênio, etc…

A este vasto processo dado, ao produto do material inserido, decomposto no solo é a matéria orgânica do solo (MOS) e é deste que vamos falar ao longo do trabalho.

Definições

MATERIAL ORGÂNICO: todo o tipo de material de origem orgânica, reconhecível ou não que numa fase mais avançada de degradação origina humos.

HÚMUS ou MO: substâncias de natureza orgânica já em estádio avançado de alteração, não sendo possível reconhecer sua origem.

Matéria orgânica no solo

Embora um solo produtivo seja composto de menos que 5% de matéria orgânica esta determina em grande parte a produtividade do solo. Serve como uma fonte de alimento para microrganismos através de reações químicas, influenciando nas propriedades físicas do solo. Algumas combinações de compostos orgânicos contribuem até mesmo no desgaste de matéria mineral, o processo pelo qual o solo é formado. Por exemplo, C2O22-, (íon de oxalato), produzido através do metabolismo de fungos do solo, quando presente na água do solo, dissolve minerais, enquanto acelera o processo de desgaste, aumentando assim a disponibilidade de espécies de íons nutrientes. Este processo de desgaste envolve complexação de oxalato de ferro ou alumínio em minerais, representados pela reação abaixo na qual M é Al ou Fe.

3H+ + M(OH)3(s) + M(C2O4)2-(aq) + 2Ca2+(aq) + 3H2O

Componentes biologicamente ativos da fração orgânica do solo incluem polissacarídeos, aminoácidos, nucleotídeos, enxofre orgânico e combinações de fósforo. Húmus, um material insolúvel em água que biodegrada muito lentamente, compõe a maior parte da matéria orgânica do solo.

O acúmulo de matéria orgânica no solo é influenciado fortemente pela temperatura e pela disponibilidade de oxigênio. Como a taxa de biodegradação diminui com o declínio da temperatura, a matéria orgânica não degrada rapidamente em climas mais frios e tende a formar o solo. Em água e em solos com grandes quantidades de água, a vegetação que se deteriora não tem acesso fácil a oxigênio, acumulando matéria orgânica. O conteúdo orgânico pode alcançar 90% em áreas onde plantas crescem e se deterioram em solos saturados com água.

Húmus no solo

Dos componentes orgânicos listados, o húmus do solo é o mais significante. Húmus é composto de frações solúveis chamadas ácidos húmicos e fúlvicos, e uma fração insolúvel chamada humina. É o resíduo originado quando bactérias e fungos biodegradam o material das plantas. A maior parte da biomassa da planta consiste em celulose relativamente degradável e lignina resistente à degradação. Entre os principais componentes químicos da lignina estão os anéis aromáticos conectados por cadeias de alquilas, grupos metilas, e grupos hidroxilas. Estes artefatos estruturais acontecem no húmus do solo e dão a ele muitas de suas propriedades características.

Componentes Orgânicos do solo

Tipo de Componente

Composição

Signigicado

Húmus

Resíduo da degradação do apodrecimento de plantas, em grande parte C, H e O.

Componente orgânico mais abundante, melhora propriedades físicas do solo, troca de nutrientes, reservatório de N fixo.

Gorduras, resinas e ceras

Extraídos de lipídios através de solventes orgânicos.

Pequena parte da matéria orgânica do solo, pode afetar as propriedades físicas do solo repelindo água, pode ser fitotóxico.

Sacarídeos

Celulose, amido, hemicelulose, gomas.

Principal fonte de alimento para microrganismos do solo, ajuda na estabilização de agregados do solo.

Nitrogênio orgânico

Nitrogênio ligado ao húmus, aminoácidos e outras composições.

Fornece nitrogênio para fertilidade do solo.

Compostos de fósforo

Éster fosfatos, inositol fosfatos (ácido fítico), fosfolipídios.

Fonte de fosfato para a planta.

Fonte: (Manahan, 1997)

Matéria orgânica do solo

Mo e propriedades do solo

Componentes orgânicos

Fase sólida do solo

Componentes minerais

O teor de MO no solo é muito sensível em relação às práticas de manejo.

Em regiões tropicais e subtropicais, sob exploração agrícola convencional, nos primeiros anos de cultivo do solo, mais de 50% da MO pode ser perdida por diversos processos, como a decomposição microbiana e a erosão

Importância da matéria orgânica na agricultura.

A maioria dos atributos do solo tem estreita relação com a MO:

  • Estabilidade dos agregados estruturais;

  • Infiltração e retenção de água no solo

(3-5 vezes o seu peso);

  • Resistência à erosão;

  • Atividade biológica;

  • capacidade de troca de cátions (CTC) disponibilidade de nutrientes às plantas.

Adição de mo

Ocorre via adição de carbono pela síntese de compostos orgânicos no processo da fotossíntese matéria vegetal.Decresce com a profundidade.

Perdas de mo

Ocorrem principalmente:

  • Liberação de CO2 na respiração;

  • Decomposição microbiana dos resíduos do solo;

- Revolvimento do solo  aumento da oxidação de compostos orgânicos e perdas por lixiviação e erosão;

  • Desmatamento;

  • Queima de combustíveis fósseis.

MO e características físicas do solo

Os resíduos orgânicos diminuem a densidade do solo e criam poros de tamanho grande que favorecem a entrada de ar e a drenagem d’água.

As raízes e os micélios de fungos criam uma rede que favorece a estabilidade dos agregados, os quais aumentam em número na presença de gramíneas e quando o solo não é perturbado

MO e Atividade Microbiana

Imobilização e mineralização

Decomposição por microrganismos heterotróficos. Parte dos compostos simples e da energia liberada é utilizados para seu próprio metabolismo e para sua reprodução, a qual provoca um aumento da biomassa no solo, imobilizando parte dos nutrientes que estavam contidos nos resíduos. Este aumento da biomassa representa uma IMOBILIZAÇÃO temporária dos nutrientes que agora fazem parte dos tecidos microbianos.

Os nutrientes imobilizados podem atingir grandes quantidades, mas a biomassa é reciclada mais rapidamente que os tecidos mortos e o retorno de nutrientes à sua forma solúvel disponível para o aproveitamento pelas plantas é chamado de MINERALIZAÇÃO.

Consequências do Declínio da MO ao longo do tempo

Sistema de manejo do solo inadequado

Baixa fertilidade

Excesso de revolvimento do solo

Baixa produção de resíduos

Erosão acelerada

Persistência

Conduzirá a exploração agrícola a uma situação insustentável do ponto de vista econômico e ambiental

Conclusão

Apóso trabalho, chegamos a uma conclusao muito breve e clara: considera-se ou chama-se solo produtivo aquele que dentro da sua composicao a materia organica oucupa 5%. Mesmo com esta qantidade infema, este é tao importante que na sua ausencia, muitas das accoes quimicas do solo nãose realizam como po exemplo a trpca cationica. Sendo assim, este é um processo muito util para o curso que fazemos.

Bibliografia

Obtido em "http://pt.wikipedia.org/wiki/Mat%C3%A9ria_org%C3%A2nica"

Categoria: Ecologia

Bear, F. E. (1958). Soils and Fertilizers John Wiley & Sons, Inc., Nova York

FAO, ISRIC and ISSS (1998). World Reference Base for Soil Resources. Food and Agricultura Organization of the United Nations, Roma

INIA (2000). Manual de fertilização das culturas. INIA – Laboratório Químico Agrícola Rebelo da Silva, Lisboa

Santos, J. Quelhas (2002) Produção de correctivos orgânicos a partir de resíduos sólidos urbanos: sua importância para a agricultura nacional. Revista de Ciências Agrárias. Vol XXV, pp 28-39

Cadeira de Ciências de solo, 2º ano FCA diurno Página 8

Comentários