Modelo de parecer técnico em predio historico não tombado

Modelo de parecer técnico em predio historico não tombado

TIMBRE

PARECER TÉCNICO Nº 0000/2011

OBJETIVO: Expedir parecer técnico sobre as condições físicas do prédio e instalações onde funciona o escritório da Rede Celpa em Bragança-Pa.

ENDEREÇO: AV. yyyyyyyyyyyyyy, S/N, CENTRO, Cidade-Estado.

SOLICITANTE: Josué y de m j correa – Gerente.

VISTORIANTE: WILSON CARVALHO BRITO

CONSULTAS

  • Lei Estadual 5.088/83 - fixa normas de proteção contra incêndio no Estado do Pará;

  • Decreto Estadual 357/07 - Regulamento de segurança contra incêndio e pânico do Pará;

  • Checklist para vistoria em edificações de concreto armado - Associação Brasileira de Engenharia e Consultoria Estrutural – ABECE. Disponível em www.abece@abece.com.br;

  • Manual de Conservação preventiva para Edificações – Instituto do Patrimonio Histórico e Artístico Nacional - IPHAN. Disponível em www.monumenta.gov.br

INTRODUÇÃO

Aos vinte e seis dias do mês de abril do ano de dois mil e onze, de acordo com a Legislação vigente no Nome da Instituição que emite o parecer, atendendo a determinação do Nome da Autoridade chefe da Instituição, despachada em ofício nº 001/2011 – GCB, datado de 11/04/2011,compareci ao local mencionado, a fim de realizar análise visual e fotográfica da situação estrutural e prevencional do imóvel, para emissão de parecer técnico sobre as condições físicas do prédio e instalações onde funciona o escritório da yyyyyyyyyyy. O prédio, horizontal, com características de construção histórica, possui um compartimento em estilo galpão onde abrigava os antigos geradores de energia elétrica contínua para a cidade. Uma placa de informação turística em frente o designa como a “antiga usina de força”. Anexado ao lado esquerdo, encontra-se uma construção menor, compartimentada e com características construtivas mais recentes, mas com problemas estruturais semelhantes. Neste local, funciona o escritório propriamente dito. A antiga usina serve atualmente como depósito e garagem. Ambas somam uma área de 256 m². (foto 1).

EXAME

O objeto deste parecer consiste na análise fotográfica, e da vistoria visual verificada “in loco” nas estruturas externas e internas do referido imóvel,instalações elétricas e prevencionais. Não foi encontrado projeto arquitetônico do imóvel e, nossa metodologia constou ainda de medições de campo das dimensões gerais e particulares com trena e entrevista aberta aos usuários e ao gerente em exercício do imóvel supramencionado.

A construção, em alvenaria, é composta de armação em madeira, a qual se encontra bastante deteriorada e atacada por cupins (fotos 2). A edificação histórica consta de um só compartimento e o fechamento com tijolos da época, tem as paredes revestidas de reboco. Nessas paredes, encontramos fissuras de diferentes formas e extensões. As mais significativas são vistas principalmente junto ao encontro da armação de madeira e os cantos daquelas paredes. (Fotos 3). Já o prédio anexo, possui paredes rebocadas e pintadas. Constam no neste, compartimentos como recepção do público, escritório e banheiros. O forro é de PVC e suas paredes também revelam diversas fissuras, visto que possui paredes em comum com a antiga usina, onde são instalados aparelhos de ar condicionado.

A cobertura, de duas águas para as laterais, consta de telhas de fibrocimento onduladas com dimensões de 1,2 X 0,92 m. Algumas com presença de limo, enquanto que outras ressequidas. Há telhas furadas talvez por pedras de possível ação de vandalismo. O madeiramento é parcialmente omitido, devido à presença de forro, também de madeira, instalado rente às pernamancas e ripamento. Foram observadas deteriorações diversas no referido forro, principalmente nas regiões periféricas que o limitam com as paredes, sugerindo pontos apodrecidos por suposto excesso de umidade decorrente das infiltrações. Dessa forma, deu-se conforto para a instalação de cupins e abelhas melíferas. (fotos 4).

Quanto ao ambiente externo, visualizamos as calçadas. As mesmas estão em péssimo estado de conservação, com grandes fissuras e rachaduras causadas pela infiltração de águas pluviais. São evidentes também fissuras horizontais na região de encontro entre as calçadas e paredes. (fotos 5).

Para a edificação objeto deste parecer foi realizado pelo Corpo de Bombeiros, visando complementar a segurança prevencional, uma NOTIFICAÇÃO DE CUMPRIMENTO, s/n,datada de 21/02/211, que determina a instalação de mais um extintor de pó Químico, além de sinalização, luminárias de emergência e sinalização correspondente dos equipamentos preventivos solicitados.

Fotos 01: Vista frontal da antiga usina e seu anexo mais recente.

Prédio mais recente anexado ao antigo galpão.

Line 156

Fotos 02: Vista da armação de madeira deteriorada em toda sua extensão e atacada por cupins:

Line 156Line 138Line 156Line 156Line 156

Line 138Line 138

Cupins alojados na armação de madeira.

Line 156

Fotos 03: Fissuras nas paredes:

Line 138Line 138Line 138

Fotos 04: Vista da cobertura e forro:

Ninho de abelhas instalado no forro e cupins.

Line 138

Infiltrações e fissuras verticais

Line 138 Line 138

Fotos 05: Vista externa das paredes e calçadas:

Line 138Line 138Line 138

CONCLUSÃO

Verificamos tratar-se de uma construção histórica que não consta processo de tombamento, à mercê das intempéries. Entretanto, é notável a presença de diversas patologias na edificação que colocam em risco de acidentes os seus usuários. Assim sendo, recomendamos contratação de serviço especializado para promover as devidas reformas e/ou execução um projeto de restauração, mantendo-se as características construtivas ao mais fiel possível às originais, conforme orientações do IPHAN.

Salvo melhor juízo de V.Sª, este é o nosso parecer.

Cidade/BA, 01 de maio de 2011.

WILSON CARVALHO BRITO

Vistoriante

Digitar rodapé

Comentários