PROJETO DE CONSTRUÇÃO DE UMA SALA DE ORDENHA

PROJETO DE CONSTRUÇÃO DE UMA SALA DE ORDENHA

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO

CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE PONTES E LACERDA

DEPARTAMENTO DE ZOOTECNIA

PROJETO DE CONSTRUÇÃO DE UMA SALA DE ORDENHA

TECNICO RESPONSAVEL : BRUNA LETICIA M. SFOGIA

MIRASSOL D’ OESTE - MT

DEZEMBRO /2010

MEMORIAL DESCRITIVO

I

Especificações para a construção de uma sala de ordenha com ala dupla SITIO ESPERANÇA, LOCALIZADO à 1020 km de Cuiabá, no município de Mirassol D’ Oeste, o imóvel pertence ao Srº. João David Sfogia

Com o objetivo da implantação de uma sala de ordenha em uma área específica de sua propriedade o proprietário João David Sfogia contratou a zootecnista Bruna Leticia Martins Sfogia para a elaboração e execução de um projeto de construção de cerca elétrica em sua propriedade.

As presentes especificações fazem parte integrante e essencial do projeto, não podendo ser alegado incompreensão, duvida e condições nas partes ou no todo nestas especificações por parte da firma encarregada da execução da obra.

Se for aconselhável ou necessária a substituição de alguns materiais por outros similares, mas de mesma qualidade, a mesma se realizará, mediante autorização por escrito da fiscalização para o caso em particular.

II

Serviços a Executar

  1. INSTALAÇÕES DA OBRA

    1. Barracão e instalações provisórias

    2. Limpeza do terreno

    3. Marcação da obra

2.MOVIMENTAÇÃO DE TERRA

Todo movimento de terra, necessário a execução da obra será manual. O reaterro que se fizer necessário será feito com material recolhido, em camadas de 0,4 metros, devidamente molhadas e compactadas para perfeita consolidação. E por fim, será retirada para fora do local toda terra em excesso que não for utilizada.

  1. FUNDAÇÕES E ESTRUTURAS

As fundações e as estruturas serão executadas de acordo com o projeto. Serão de concreto armado e deverão obedecer rigorosamente as especificações da N.B.1.

O concreto será dosado racionalmente para tensão mínima de ruptura de 135 kg/cm². Será feito mecanicamente devendo ser empregado, no máximo, até 30 minutos após a sua mistura.

  1. ALVENARIA

As paredes serão executadas com alvenaria de tijolos furados (10x20x20cm), obedecendo às espessuras, aos alinhamentos e aos níveis indicados no projeto.

Os tijolos serão assentados com argamassa de cimento e areia, traço 1:6, perfeitamente alinhados, e com juntas de 0,05 m de espessura. Serão de primeira qualidade, bem cozidos, com medidas uniformes.

Nas paredes, fechando a estrutura de concreto armado, a alvenaria será interrompida cerca de 0,20 cm abaixo das vigas e só será completada após oito horas, apertando-se os tijolos de encontro às vigas numa posição obliqua.

  1. TELHADO

Todo o madeiramento usado na estrutura do telhado será de madeira de lei. A construção do telhado obedecerá às normas para estrutura de madeira (N.B.11) e cobertura será de telha francesa.

  1. REVESTIMENTO

6.1.Reboco

Iniciado após a colocação dos marcos, aduelas das esquadrias e embutidas todas as canalizações. As superfícies das paredes serão limpas e molhadas. A argamassa a ser utilizada será de cimento e areia, traço 1:6.

O reboco será perfeitamente plano, com aspecto uniforme, não sendo aceitas ondulações ou depressões ao longo de um alinhamento reto de 3,00 mm. A argamassa a ser empregada é de cimento e areia fina peneirada, traço de 1:6.

  1. PAVIMENTAÇÕES

    1. Camada impermeabilizante

Em toda a área de construção será executada uma camada impermeabilizante de concreto simples de cimento, areia e brita, traço 1:4:8, com espessura de 6 cm. O concreto será lançado sobre o terreno com o aterro perfeitamente compactado. As valetas serão executadas em concreto simples, sem arestas vivas, de acordo com os detalhes da planta.

  1. ESQUADRIAS

    1. Portas

    2. As portas serão de madeira maciça de cedro, lisas e com espessura de 3,5 cm, com as dimensões indicadas no projeto.

8.3. Pilares

Serão feitos de concreto armado, pré-moldado 10x15 cm no traço 1:2:4 com quatro ferros 3/8” e estribos de diâmetro 3/16”, a cada 30 cm.

  1. INSTALAÇÕES ELÉTRICAS

As instalações elétricas serão executadas pelo empreiteiro rigorosamente de acordo com as prescrições das normas da ABNT, aprovado pelas repartições competentes.

A rede será executada com eletrodutos de PVC rígido “Tigre” ou similar, com diâmetro mínimo de ½, e a caixa de ferro nº13, ambos embutidos na parede de alvenaria ou concreto. A fiação será de fios de cobre “Pirelli” ou similar, com isolamento termoplástico e bitolas de acordo com as cargas. As placas de interruptores e tomadas serão do tipo “Pial” com as dimensões necessárias.

A voltagem utilizada será de 110 V, usando 4 lâmpadas florescente sendo 2 na sala de ordenha uma no depósito de peças e acessórios, e outra na sala do leite.

  1. PINTURA

Serão pintadas as paredes de alvenaria, dentro e fora do barracão, com tinta impermeável para evitar a umidade e diminuição da vida útil da construção.

  1. LIMPEZA DA OBRA

A obra será entregue completamente limpa. O serviço de limpeza geral devera ser realizado com cuidado, a fim de evitar danos nas diversas partes da construção terminada. Os terrenos laterais das obras deverão estar nivelados.

III

Descrição dos materiais

Tijolos: serão utilizados tijolos de barro cozido, com seis furos e nos tamanhos 20x20x10 para a construção das paredes e tijolos maciços de 20x10x5 para o alicerce.

Madeira: caibros (7.5x7.5cmx5m) e vigas (6x12 cm) de boa qualidade para a o madeiramento de cobertura do barracão.

Telha: será utilizada telha de cimento amianto, fixadas com parafusos e estruturas de meta será gasto 180 telhas 5mm de dimensões 1.53x1.10 largura.

Cimento: o cimento para o piso, paredes e pilares será de boa qualidade e de marca conhecida no mercado, que garanta melhor acabamento e vida útil à construção.

Tubos ou eletrodutos, fusíveis, e fios: serão de boa qualidade e próprios para a instalação de uma voltagem de 110 V.

Tinta: será impermeável e de cor clara.

Pilares de concreto pré-moldados: traço 1:2:4 com quatro ferros 3/8”, estribos de diâmetro 3/16”, a cada 30 cm. Dimensões 0,20x0,20 e altura 3,5 metros.

Porta de entrada e saída do depósito de peças e acessórios do barracão: serão de madeira maciça de cedro, lisas e com espessura de 3,5 cm, com as dimensões indicadas no projeto. As porteiras serão de madeira com as dimenções indicadas no projeto

IV

Desenvolvimento do projeto

A sala de ordenha com ala dupla terá 9,6 metros de comprimento por 8 metros de largura com o pé direito de 3m. Será dividido em depósito de ferramentas e utensílios de 6m2, sala do leite e sala de ordenha de 15m2.

A construção do barracão de ordenha é destinada para ordenhar 4 vacas em lactação de cada vez.

Primeiramente a área será medida e marcada com estacas de madeiras. Sendo, em seguida, abertas valas na profundidade de 15 cm para a construção do alicerce.

Para a construção dos alicerces serão utilizados tijolos maciços (20x10x5) e para as paredes, tijolos com oito furos (20x20x10), assentados com argamassa feita na proporção 1:6.

Serão gastos 738 tijolos (20x10x5) para a construção do alicerce.

Serão gastos 3.058 (20x20x10) para a construção das paredes.

Após a construção das paredes, será feito o madeiramento de cobertura, o encanamento e as tubulações para a passagem dos fios elétricos. E também o assentamento das portas.

A cobertura do barracão será feita com telhas de cimento amianto, fixadas com parafusos e estruturas de meta será gasto 80 telhas 5mm de dimensões 1.53x1.10 largura. Serão utilizados 215m de vigotas (6x12cm),

O piso será feito de concreto 1:4:8 com espessura de 6 cm em todo o barracão.

V

Planilha de Orçamento

PLANILHA DE ORÇAMENTO

PROJETO:SALA DE ORDENHA COM ALA DUPLA

LOCAL: SITO ESPERANÇA

PROPRIETÁRIO: JOAO DAVID SFOGIA

DATA: 09/12/10

ORD

DESCRIÇÃO

QUANTIDADE

UNIDADE

Preço (R$)

Total (R$)

1

Cimento

70

sacos

24,00

3822,00

2

Areia

10,85

45,00

1350,00

3

Brita

3,25

70,00

2859,00

4

Cal hidratada

69

sacos

5,00

60,24

5

Tijolos (20x20x10)

milheiros

390,00

2155,00

6

Tijolos (20x10x5)

1

milheiros

240,00

720,00

7

Tomadas

3

unid

12,00

36,00

8

Placas Interruptoras “Pial”

3

unid

2,00

6,00

9

Vigas (6x12)

215

m

12,00

2580,00

10

Portas (2,10x 0.8m)

3

unid

140,00

420,00

11

Porteira ( 2mx 2.1m)

1

unid

250,00

250,00

Porteira ( 1.8mx2.1m)

2

unid

180,00

260,00

12

Cocho

6

unid

160,00

960,00

13

Ferro Vergalhão CA50 3/8" 10mmx12m

6

barra

31,50

189,00

14

Tinta Lata 18 litros

3

unid

80,00

140,00

15

Conjunto Lâmpadas Florescentes

4

unid

40,00

160,00

16

Caixa de Ferro

1

unid

30,00

30,00

17

Cano “PVC” 25 (3/4)

6

m

7,90

47,40

18

Telha onduladas 5mm 1,53xm1,10

80

unid

880,00

3335.4

TOTAL

19.340,00

CONTRATO

O senhor João David Sfogia, brasileiro, residente na Rua Francisco Botelho Neto no, 793, centro, portador do RG 8408374-8 SSP/MT e CPF 857.655.120-67, proprietário do sito Esperança município de Nova Bandeirantes-MT, contratou o zootecnista Bruna Leticia Martins Sfogia, portador do RG 3531575-1 SSP/MT, CPF 027.467.571-46, CRMV nº 3235, também residente nesta cidade, na Rua JK nº. 793, combinando os seguintes termos de contrato:

1º. A zootecnista se obriga a construir no referido local, Sitio Esperança, uma cerca elétrica, em perfeito acordo com as plantas e especificações, assinadas pelo contratante, as quais ficam fazendo parte integrante e essencial do presente contrato;

2º. O prazo para a construção é de 75 dias, contados a partir do dia 10 de Janeiro de 2010;

3º. Não havendo motivo de força maior, no caso da construção não ser entregue no prazo referido de 75 dias, a zootecnista responsável pela construção se - obriga a pagar ao proprietário os juros de 1,0 % sobre as quantias por este desembolsadas durante a construção;

4º. A execução de qualquer serviço não constante das especificações só será realizada com a aprovação de ambas as partes, mediante proposta por escrito do contratante interessado;

5º. O proprietário terá assegurado amplo direito de fiscalização das obras contratadas, para o qual poderá indicar técnicos de sua confiança, sem que este fato não faça cessar a responsabilidade da firma pelo fiel cumprimento do contrato;

6º. O preço para a execução dos serviços contratados é de 25 mil reais e os pagamentos serão feitos em duas parcelas, com moeda corrente, efetuadas nos dias 7 de julho e no dia 22 de setembro de 2009, quando a obra será entregue. Sendo precedido de recibo, o qual deverá mencionar pormenorizadamente todos os valores.

7º - Em caso de atraso do pagamento, por parte do proprietário e contratante dos serviços, será cobrada multa de 1% sobre o valor a ser recebido pelo contratado.

8º - Fica eleito o Forum da Comarca de Mirassol D’ Oeste para solucionar qualquer questão judicial decorrente deste contrato, inclusive para as ações de cobrança de pagamento, se necessárias.

9º - Fazem parte do presente instrumento, os documentos que descrevem a chácara, bem como o comprometimento do contratado em seguir as especificações do memorial descritivo, aprovado pelo contratante.

E por estarem as partes, CONTRATANTE e CONTRATADO, em pleno acordo com tudo quanto se encontra disposto neste instrumento particular, assinam-no na presença das duas testemunhas abaixo, em 2 (duas) vias de igual teor e forma, destinando-se uma via para cada uma das partes interessadas, e uma para arquivo no cartório.

Mirassol D’ Oeste, 09 de Dezembro de 2010.

___________________________________________

JOAO DAVID SFOGIA

Proprietário Do Sitio Esperança

CONTRATANTE

_______________________________________

BRUNA LETICIA MARTINS SFOGIA

ZootecnistaCRMV n° 3235

CONTRATADO

TESTEMUNHAS:

1º. ________________________________________

Glaucia Maria Rodrigues Ferreira

2º. _________________________________________

Wagner Soares

Comentários