Discurso enfermagem

Discurso enfermagem

Aos meus adorados afilhados do Curso Técnico de Enfermagem 2011/1 Turma 4E31 – IPUC/Assoc. Educac. Wanda Horta.

“Ilustrissimo Sr. Francisco Dequi Filho – Diretor de ensino do Instituto Pró-Universidade Canoense, Ilustrissima Sra Iara Muller de Luca – Coord. do Curso Técnico de Enfermagem, nos quais cumprimento demais autoridades da mesa. Prezados formandos, familiares e amigos presentes, queridos afilhados, boa noite!

É com muita alegria que compartilho este momento com vocês, especialmente por ter sido escolhido paraninfo da turma. Esse reconhecimento eu entendo como uma avaliação do meu trabalho como docente. Deixa-me feliz pois reconheço como sendo um reforço positivo o qual me faz cada vez mais acreditar e lutar pelo ensino de qualidade e comprometido com o aluno.

Este momento me faz recordar da minha formatura em técnico de enfermagem, para alguns está sendo a sua primeira formatura, outros já experimentaram esta emoção e todos poderão provar novamente. O caminho não encerra aqui, aqui ele começa, partem para uma nova etapa. Esta foi uma escolha que fizeram, vivemos de escolhas, escolhemos amizades, amores, profissão, formação, e ao escolherem ingressar na área da saúde mais especificamente na enfermagem acabam assumindo um compromisso com o próximo.

Assumem também o compromisso da execução da assistência fundamentada no conhecimento técnico, teórico, prático e ético. Malcolm Gladwell defende a teoria que são necessárias pelo menos 10 mil horas de dedicação para termos um destaque na vida profissional. Pensem quantas horas vocês já tem? No mínimo 1.600 de todo curso. Parece tão pouco diante das 10 mil que precisam para ter o destaque merecido, mas onde conseguir as restantes?? Durante 62 dias ou 350 horas ficaram ao meu lado, cálculos de medicamentos, informática, métodos contraceptivos, pré-natal, partos, Apgar, atendemos do rn ao paciente hebiátrico.

Quando falo que estavam ao meu lado quero que entendam a caminhada que percorremos juntos, ninguém a frente e nenhum para trás, este foi meu papel: mostrar a vocês o caminho do conhecimento, onde encontrá-lo, por isso que muitas vezes as discussões e histórias em sala de aula faziam com que cada um construísse o seu conhecimento ao seu tempo, parecia matação de aula? Para alguns até poderia parecer, mas para aqueles que ficavam pensativos com o que fora discutido a necessidade faria buscar mais conhecimento. Estes já alcaçaram as suas 5 mil horas de dedicação para ter o destaque profissional.

Lá já mostrava a vocês que no mercado de trabalho entra aquele que busca mais, que não fica acomodado estudando somente pelo polígrafo. O mercado de trabalho exige, e muito, técnicos de enfermagem dedicados, coerentes, éticos e com destaque. Fala-se que o sol nasce para todos, então, saiam da sombra! Façam a diferença, mostrem e executem o correto para que contribuam com a qualidade dos serviços e sistemas de saúde contemplando a promoção, prevenção, tratamento e reabilitação do ser humano. Dizem que há dois momentos especiais em nossa vida, primeiro o dia em que você nasce e o segundo quando você descobre porque nasceu nessa terra.

Descubram a gratidão pela profissão, sintam o prazer em voltar para casa após a jornada de trabalho contemplados pelo dever cumprido. Expressem a alegria, o sorriso, o toque, a atenção para os seus pacientes. Chorem se o coração mandar, não mecanizem a assistência, humanizem ela! Vivam a vida e não a doença. Acreditem sempre no potencial de vocês, no seu conhecimento e escolham a área que traga satisfação e prazer.

Alguns cairão de para-quedas, não é naturrê? Ela já está experimentando a paixão pelos pequenos e sabe-se lá se um dia não chegará de mulher maravilha em um plantão para encantá-los e faze-los esquecer que estão dentro de um hospital. Ela me contou que numa noite dessas as crianças estavam tão agitadas nesta unidade que ela decidiu chamar a Valesca e a Gabriela para auxiliarem na assistência. Levaram os pequenos para a maior janela do hospital e começaram a observar o céu, estava escuro e bem estrelado, caiam dele estrelas cintilantes as quais trouxeram a fada Vanessa para encantá-los. A fada contou a história da pirata Josiane que partiu com sua caravela lá do mar para chegar até aqui.

Como essa viagem era longa e acontecia várias vezes ela colocou uma cantina na caravela e convidou a Eneida para tomar conta dela. Traziam junto a presidiária Fabiana que estava na caravela porque a cigana Rosemeri ao ler a sua mão, visualizou que para ter a liberade ela deveria percorrer 10 viagens na caravela e falar outro idioma com a espanhola Aline. Na madrugada a vampira Emile era responsável em cuidar de todos para que o batmam Daniel e o zorro Luis Henrique não desviassem a rota da caravela. O silêncio e a calma tomaram conta dos pequenos, alí adormeceram ao som de ninar da anjinha Josiele. Juntas, ela e a fada desapareceram feito uma fagulha! Meus afilhados, vocês marcaram com suas histórias!

Portanto arrisquem inovar, reinventar, surpreender. Isso vale a pena. Valorizem as pessoas que amam, só assim conseguiremos marcar a nossa passagem por elas. Aos pais e companheiros, os quais estão cheios de motivos para estarem alegres, parabéns por eles, eles conseguiram. É emocionante e gratificante ver as pessoas superando crises, repensando a vida e até entendendo a morte. Que vocês possam sempre se orgulharem de seus filhos e companheiros. Torçam por eles, vibrem por eles, orem por eles.

Meus queridos ex-alunos e agora colegas, quero dizer a cada um de vocês que, daqui alguns anos, possam estar numa situação semelhante a minha: feliz por ter escolhido essa profissão que me permite, entre outras coisas, ter tanta boa história para contar.

Para finalizar eu desejo:

Que vocês ajudem a vida a crescer e se manter, pela espontaneidade, não pelo passado (escutem sempre o coração nas grandes questões);

Evitem hábitos. Meus desejos é que seus atos sejam conscientes, intencionais, completos;

Que vocês possam continuar fazendo críticas com consciência, com amor e por serem exemplos;

Prefiram a dignidade mais do que a oportunidade (lembrem-se que serão conhecidos mais pelo trabalho do que por qualquer outro papel social que desempenharem);

Preocupem-se em fazer bem feito ao invés de fazer mais;

Procuram satisfação no trabalho, mais do que segurança;

E se acharem que a tarefa ou missão pessoal de vocês é criar um mundo melhor, mais humano, mais digno, saberão o que fazer no dia-a-dia;

Temos muito trabalho por fazer ainda. Na enfermagem e pela enfermagem. Por isso vocês são muito bem vindos nessa luta!

Obrigado novamente pela honra de ser paraninfo de vocês! Que deus os abençoe e guie sempre, obrigado!

Prof. Enf. Denis Adir Maapelli Canoas, 17 de Agosto de 2011.

Comentários