Aula de MMSS - cotovelo - teste de cotovelo2010

Aula de MMSS - cotovelo - teste de cotovelo2010

Testes para epicondilite lateral

Teste de Cozen

Finalidade Avaliar se o paciente apresenta epicondilite lateral de cotovelo.

Execução O cotovelo do paciente é estabilizado pelo polegar do examinador, o qual fica posicionado sobre o epicôndilo lateral. Solicite ao paciente que cerre o punho, realize a pronação ativa do antebraço, desvie radialmente e estenda o punho enquanto o examinador aplica uma resistência contra o movimento.

Interpretação O teste é positivo qdo o paciente refere dor sobre o epicôndilo lateral.

Teste de Mill

Finalidade Avaliar se o paciente apresenta epicondilite lateral de cotovelo.

Execução Enquanto palpa o epicôndilo lateral, o examinador realiza a pronação passiva do antebraço do paciente, flexão total do punho e extensão do cotovelo.

Interpretação O teste é positivo qdo o paciente refere dor sobre o epicôndilo lateral.

Obs: esta manobra tb impõe um estresse sobre o nervo radial e, em presença de uma compressão desse nervo, acarreta sintomas muito semelhantes ao de cotovelo de tenista.

Teste de Cotovelo de Tenista

Finalidade Avaliar se o paciente apresenta epicondilite lateral de cotovelo.

Execução O examinador aplica uma resistência contra a extensão do terceiro quirodáctilo, distal a articulação interfalângica proximal, impondo um estresse sobre o músculo e o tendão do extensor dos dedos.

Interpretação O teste é positivo qdo o paciente refere dor sobre o epicôndilo lateral.

Teste para epicondilite medial

Teste de Cotovelo de Golfista

Finalidade Determinar se há epicondilite medial do cotovelo.

Execução Enquanto palpa o epicôndilo medial, o examinador coloca

punho em extensão

passivamente o antebraço do paciente em supinação e o cotovelo e o

Interpretação O teste é considerado positivo qdo o paciente refere dor no epicôndilo medial .

Teste para estabilidade ligamentar

Teste de estresse em varo

Finalidade Avaliar a instabilidade em varo do cotovelo.

Execução Com uma das mãos o examinador estabiliza o membro superior do paciente na altura do cotovelo. A outra mão fica posicionada acima do punho do paciente. Com o cotovelo do paciente ligeiramente flexionado (20º a 30º) e estabilizado pela mão do examinador, ele aplica uma força de adução ou em varo sobre a porção distal do antebraço.

Interpretação Quando uma frouxidão excessiva é observada durante a realização do teste, ela é indicativa de lesão do ligamento colateral lateral (de primeiro, segundo ou terceiro grau) e, especialmente em caso de entorse de terceiro grau, indica instabilidade articular.

Teste de estresse em valgo

Finalidade Avaliar a instabilidade em valgo do cotovelo.

Execução Com uma das mãos o examinador estabiliza o membro superior do paciente na altura do cotovelo. A outra mão fica posicionada acima do punho do paciente. Com o cotovelo do paciente ligeiramente flexionado (20º a 30º) e estabilizado pela mão do examinador, ele aplica uma força de abdução ou em valgo sobre a porção distal do antebraço.

Interpretação Quando uma frouxidão excessiva é observada durante a realização do teste, ela é indicativa de lesão do ligamento colateral medial.

Teste para disfunção neurológica

Sinal de Tinel

Finalidade Testar a integridade do nervo ulnar.

Execução É realizada a percussão da área do nervo ulnar no sulco entre o olécrano e o epicôndilo medial.

Interpretação Considera-se o sinal positivo qdo o paciente refere uma sensação de formigamento na distribuição ulnar do antebraço e na mão, distal ao ponto de compressão do nervo.

Sinal de Wartenberg

Finalidade Testar a integridade do nervo ulnar.

Execução Paciente sentado com as mãos sobre a mesa em repouso. O examinador afasta passivamente os dedos do paciente e solicita que ele os aproxime novamente.

Interpretação Teste positivo para neuropatia ulnar qdo o paciente é incapaz de aproximar o dedo mínimo ao restante da mão.

Teste da preensão em pinça

Finalidade Testar a integridade no nervo interósseo anterior (ramo do nervo mediano)

Execução O examinador solicita ao paciente que, com as pontas dos dedos indicador e polegar, faça um movimento de pinça. Em condições normais, o pinçamento deve ser do tipo ponta de dedo com ponta de dedo.

Interpretação O teste é positivo para patologia do nervo interósseo anterior qdo, em vez do pinçamento normal, o pinçamento é do tipo polpa digital com polpa digital.

Obs: este achado pode indicar um encarceramento do nervo interósseo anterior em seu trajeto entre as duas cabeças do músculo pronador redondo.

Teste para a Síndrome do Pronador Redondo

Finalidade Testar a integridade do nervo mediano.

Execução O paciente senta-se com o cotovelo flexionado a 90º. O examinador aplica uma resistência contra a pronação enquanto o cotovelo é estendido.

Interpretação O teste é considerado positivo qdo o paciente refere formigamento ou parestesia na distribuição do nervo mediano no antebraço e na mão.

Comentários