Normas da ABNT - Referências

Normas da ABNT - Referências

(Parte 1 de 8)

Normas da ABNT Citações e Referências Bibliográficas

Clique nos links abaixo para encontrar rapidamente o que deseja. Não encontrando o link desejado, entre no comando 'Editar' (ou use 'Ctrl' + 'F'). Clique a palavra a ser localizada. Nota: Este texto é uma compilação de vários arquivos, incluindo um original da Biblioteca da USP, além dos seguintes textos: (1) ”Como fazer referências” de Maria Bernardete Martins Alves e Susana M. de Arruda e (2) “Guia para normatização de referências” da UFES.

PARTE I: Citações

PARTE I: Referências bibiográficas

Anais Artigo Artigo de jornal Artigo de periódico Artigo de periódico com data original Artigo e/ou matéria de periódico Artigo em vias de publicação (No prelo) Artigo publicado em periódico eletrônico Autor(es) Autoria Autoria cooperativa Autoria desconhecida Capítulo Cassete Congresso Coordenador Correspondência Data da publicação Descrição física Dicionário Dissertação ou tese Documento de evento Documento em mais de um volume Documento em um único volume Documento publicado na Internet

Documentos em meio eletrônico Documentos em meio eletrônico Documentos legislativos Dois ou três autores Edição Editora Editorial publicado em revista Elementos da referência Eletrônico Emendas e acréscimos Entidade com denominação genérica Entrevista/Depoimento Evento Evento como um todo Filmes Fitas de vídeo Folheto Internet Jornal Livro no todo Local da publicação Mais de três autores Manual Monografia

Monografia (Inclui livros, folhetos, trabalhos acadêmicos (dissertações, teses etc), manual, guia, catálogo, enciclopédia, dicionário etc)

Outros tipos de responsabilidade Parte de monografia Partes de publicações Periódico no todo Periódicos Pseudônimo Regras gerais de apresentação Resenha Responsabilidade intelectual diferente de autor

Resumo de trabalho publicado Resumo publicado Séries e coleções Tese ou dissertação Título e subtítulo Trabalho publicado em Anais de Congresso Trabalho publicado em anais, resumos, e outras publicações de eventos Trabalho publicado em CD Um autor Verbete de enciclopédia eletrônica 1 – Definição

Referência: conjunto padronizado de elementos descritivos, retirados de um documento, que permite sua identificação individual. (NBR 6023, 2000)

2 Elementos da referência A referência é constituída de elementos essenciais e quando necessário, acrescidos de elementos complementares.

2.1 Elementos essenciais: são informações indispensáveis à identificação do documento. Estão estritamente vinculados ao suporte documental e variam, portanto, conforme o tipo.

2.1 Elementos complementares: são informações que, acrescentadas aos elementos essenciais, permitem melhor caracterizar o documento.

3 Regras gerais de apresentação 3.1 Os elementos essenciais e complementares da referência devem ser apresentados em seqüência padronizada. 3.2 As referências são alinhadas somente à margem esquerda e de forma a se identificar individualmente cada documento.

3.3 O recurso tipográfico (negrito, itálico ou grifo) é utilizado para destacar o elemento título da publicação, e deve ser uniforme em todas as referências de um mesmo documento.

3.4 As referências devem ser digitadas, usando espaço simples entre as linhas e espaço duplo para separá-las. 3.5 As abreviaturas devem seguir a NBR10522

3.6 As referências podem ser ordenadas conforme o sistema utilizado para citação no texto, alfabética, cronológica e sistemática (por assunto). Nos trabalhos técnicos e científicos a ordenações mais utilizadas são: numérica (ordem de citação no texto) e alfabético (sistema autor data).

3.7 As referências devem ser listadas no final do trabalho. 4 Transcrição dos elementos 4.1 Autoria Pessoa(s) física(s) responsávei(s) pela criação do conteúdo intelectual ou artístico de um documento. 4.1.1 Um autor

Indica(m)-se o(s) autor(es) pelo último sobrenome, em letras maiúsculas, seguido(s) do(s) prenome(s) e outro(s) sobrenome(s), abreviados ou não.

Exemplo QUEIRÓZ, E. O crime do Padre Amaro. 25. ed. Rio de Janeiro: Ediouro, 2000. 277 p. 4.1.2 Dois ou três autores

Quando houverem dois ou três autores, os nomes devem ser separados por ponto-e-vírgula, seguido de espaço.

Exemplo ADES, L.; KERBAUY, R. R. Obesidade: realidade e indignações. Psicologia USP, São Paulo, v. 13, n. 1, p. 197-216, 2002. 4.1.3 - Mais de três autores

Quando existirem mais de três autores, indica-se apenas o primeiro, acrescentando-se a expressão latina et al.

Exemplo

PETERSON, L. et al. Improvement in quantity and quality of prevention measurement of toddler injuries and parental interventions. Behavior Therapy, New York, v. 3, n. 2, p. 271-297, 2002.

4.1.4 Responsabilidade intelectual diferente de autor

Quando houver indicação explícita de responsabilidade pelo conjunto da obra, em coletâneas de vários autores, a entrada deve ser feita pelo nome do responsável, seguida pela abreviatura singular do mesmo, (organizador, coordenador, editor etc.), entre parênteses.

Exemplos BARTUCCI, G. (Org.). Psicanálise, literatura e estéticas de subjetivação. Rio de Janeiro: Imago, 2001. 408 p.

OLIVEIRA, V. B.; BOSSA, N. A. (Org.). Avaliação psicopedagógica da criança de sete a onze anos. Petrópolis: Vozes, 1996. 182 p.

4.1.5 Autoria desconhecida

Em caso de autoria desconhecida, a entrada é feita pelo título.

Exemplo CONSULTORIO del amor: edicación sexual, creatividad y promoción de salud. La Habana: Academia, 1994. 137 p. 4.1.6 Outros tipos de responsabilidade

Quando necessário, acrescentam-se outros tipos de responsabilidade logo após o título, conforme aparecem no documento.

Exemplos DAVIS, F. A comunicação não-verbal. Tradução de Antonio Dimas. São Paulo: Summus, 1979. 196 p. 4.1.7 Autoria cooperativa

As obras de responsabilidade de entidades coletivas (órgão governamentais, empresas, associações, congressos, seminários, etc.) têm entrada pelo seu próprio nome, por extenso em caixa alta considerando a subordinação hierárquica quando houver.

Exemplo

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6023: informação e documentação: referência – elaboração. Rio de Janeiro, 2000.

4.1.8 Entidade com denominação genérica

Quando a entidade tem uma denominação genérica, seu nome é precedido pelo nome do órgão superior, ou pelo nome da jurisdição geográfica à qual pertence.

Exemplo

SÃO PAULO (Estado). Secretaria do Meio Ambiente. Manjuba (ancharella lepidentostole) no rio Ribeira de Iguape. São Paulo: Ibama, 1990. 125 p.

Obras onde o autor utilize o pseudônimo o mesmo deve ser considerado para a entrada quando o documento for referenciado. Quando o verdadeiro nome for conhecido, deve-se indicá-lo entre colchetes após o pseudônimo.

PSEUDÔNIMO, (Nome verdadeiro). Título: subtítulo se houver. Local de publicação: Editora, Ano. Total de páginas.

Exemplo TAHAN, M. (Julio César de Mello e Souza) A arte de ser um perfeito mau professor. Rio de janeiro: Editora Vecchi, 1967. 122p. 4.2 – Título e subtítulo a) Os títulos e subtítulos devem ser separados por dois pontos. Exemplo FOUCAULT, M. Historia da sexualidade: a vontade de saber. 3. ed. Rio de Janeiro: Graal, 1980. 4.3 Periódico no todo

Quando se referenciam periódicos no todo (coleção), ou integralmente um número ou fascículo, o título da publicação deve ser sempre o primeiro elemento da referência, escrito em caixa alta.

Exemplo REVISTA BRASILEIRA DE MUSICOTERAPIA. Rio de Janeiro: União Brasileira das Associações de Musicoterapia, 1996-2001. 4.4 – Edição a) Quando houver uma indicação de edição, esta deve ser transcrita, utilizando-se abreviatura dos numerais ordinais e da palavra "edição" (ed.), ambos da forma adotada na língua do documento.

Exemplos SILVA, A. C. P. Psiquiatria clínica e forense. 2. ed. São Paulo: Renascença, 1951. ADLER, N. J. International dimensions of organizational behavior. 4th ed. Cincinnati: South-Western, 2002. xv, 391 p.

Obs.: Não se menciona a 1ª edição. 4.4.1 Emendas e acréscimos

Indicam-se emendas e acréscimos à edição, de forma abreviada.

Exemplo

FERREIRA, A. B. H. Aurélio século XXI: o dicionário da Língua Portuguesa. 3. ed. rev. e ampl. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1999. 2128p.

4.5 Local da publicação a) O nome do local (cidade de publicação) deve ser indicado como figura no documento. Exemplo PFROMM NETO, S. Psicologia: introdução e guia de estudo. 2. ed. São Paulo: EPU, 1990. b) No caso de homônimos de cidades, acrescenta-se o nome do estado, do país etc. c) Quando houver mais de um local para uma só editora, indica-se o primeiro ou o mais destacado. d) Quando a cidade não aparece no documento, utiliza-se a expressão Sine loco, abreviada, entre colchetes [S.l.]. Exemplo CEBOLA, L. Grandes crises do homem: ensaio de psicopatologia. [S. l.]: Temp, 1945. 4.6 Editora a) O nome da editora deve ser indicado tal como figura no documento, abreviando-se os prenomes e suprimindo-se as palavras que designam a natureza jurídica ou comercial, desde que sejam dispensáveis para a identificação.

Exemplo

BUSH, C. A. A música e a terapia das imagens: caminhos para o eu interior. Tradução de Afonso Teixeira Filho. São Paulo: Cultrix, 1995.

(Nota: No documento Editora Cultrix) b) Quando houver mais de uma editora, indica-se a que aparecer com maior destaque na página de rosto. Se os nomes das editoras estiverem com igual destaque, registra-se todas com os respectivos destaques.

Exemplo

AFONSO-GOLDBARB, A. M.; MAIA, C. A. (Coord.). História da ciência: o mapa do conhecimento. Rio de Janeiro: Expressão e Cultura; São Paulo: EDUSP, 1995. 968 p.

c) Quando a editora não é identificada, utiliza-se a expressão sine nomine abreviada, entre colchetes [s.n.] Exemplo PETERS, L. H. Administração e sociedade. São Paulo: [s. n.], 1975. 196 p.

d) Quando o local e a editora não puderem ser identificados na publicação, utilizam-se ambas as expressões, abreviadas, entre colchetes. [S.l., s.n.].

e) Quando a editora é a mesma instituição responsável pela autoria e já tiver sido mencionada, não é indicada. Exemplo AMERICAN PSYCHOLOGICAL ASSOCIATION. Apa membership register: 1982. Washington, 1982. 4.7 Data da publicação a) A data da publicação deve ser indicada sempre em algarismos arábicos. Por se tratar de um elemento essencial na referência, quando não constar no documento a data da publicação, deve ser indicada uma data, seja da impressão, do copyright ou outra.

b) Se nenhuma data puder ser determinada, registra-se uma data aproximada entre colchetes, conforme indicado: Exemplo

[1984] data certa, não indicada no item c) Os meses devem ser indicados de forma abreviada, no idioma original da publicação. Não se abreviam palavras de quatro ou menos letras.

Exemplo

BERTOLUCCI, P. H. F. Demência em jovens: exame inicial e causas mais comuns. Psicologia: Teoria e Prática, São Paulo, v. 2, n. 2, p. 31-42, jul./dez. 2000.

d) Caso existam duas data, ambas podem ser indicadas, desde que a relação entre elas sejam mencionadas. Exemplo RUCH, G. História geral da civilização: da Antigüidade ao X século. Rio d Janeiro: F. Briguet, 1926-140. 4v., il. 4.8 Descrição física

Deve-se registrar o número que aparece na última página, folha ou coluna de cada seqüência, respeitando-se a forma utilizada no documento.

Exemplo ADLER, N. J. International dimensions of organizational behavior. 4th ed. Cincinnati: South-Western, 2002. xv, 391 p. 4.8.1 Documento em um único volume

Quando o documento for constituído de apenas uma unidade física (um volume), deve-se indicar o número total de páginas ou folhas seguido da abreviatura "p." ou "f.". Alguns trabalhos como dissertações e teses são impressas apenas no anverso, neste caso indica-se f.

Exemplo

NASCIMENTO, S. R. Oscilações no desempenho de motoristas profissionais, motoristas pluriacidentados e não-motoristas em tarefas de atenção mantida. 2001. 65 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) – Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo, São Paulo.

4.8.2 Documento em mais de um volume

Quando o documento for publicado em mais de uma unidade física (mais de um volume) deve-se indicar a quantidade de volumes, seguidos da abreviatura "v."

Exemplo

CAPOVILLA, F. C.; RAPHAEL, W. D. Dicionário enciclopédico ilustrado trilíngüe da língua de sinais brasileira. São Paulo: EDUSP, 2001. 2 v.

4.8.3 Partes de publicações

Quando se referenciarem partes de publicações, deve-se mencionar os números das páginas inicial e final, precedido da abreviatura "p."

Exemplo

GIANNOTTI, A. Psicologia nas instituições médicas e hospitalares. In: OLIVEIRA, M. F. P.; ISMAEL, M. C. (Org.). Rumos da psicologia hospitalar em cardiologia. Campinas: Papirus, 1996. p. 14-28.

Obs.:Quando a publicação não for paginada ou a numeração for irregular, deve-se indicar esta característica (Paginação irregular) 4.9 Séries e coleções

Após todas as indicações sobre os aspectos físicos, podem ser incluídas as notas relativas a séries e/ou coleções. Indicam-se os títulos das séries e coleções e sua numeração tal como aparecem no documento.

Exemplo VERNE, J. Volta ao mundo em 80 dias. São Paulo: Novo Brasil, 1984. 277 p. (Os Grandes Clássicos da Literatura, v. 1). 5 Modelos de referências 5.1 Monografia Inclui livros, folhetos, trabalhos acadêmicos (dissertações, teses etc), manual, guia, catálogo, enciclopédia, dicionário etc.

Elementos essenciais: autor(es), título, subtítulo (se houver), edição, local, editora e data de publicação.

Elementos complementares: indicação de outros tipos de responsabilidade (tradutor, revisor etc), páginas e/ou volumes, série ou coleção entre outros.

5.2 Livro no todo

SOBRENOME, PRENOME abreviado. Título: subtítulo (se houver). Edição (se houver). Local de publicação: Editora, data de publicação da obra. Nº de páginas ou volume. (Coleção ou série)

Exemplo

AZEVEDO, M. A.; GUERRA, V. N. A. Mania de bater: a punição corporal doméstica de crianças e adolescentes no Brasil. São Paulo: Iglu, 2001. 386 p.

SOBRENOME, PRENOME abreviado. (data da primeira edição). Título: subtítulo (se houver). Edição (se houver). Local de publicação: Editora, data de publicação da obra. Nº de páginas ou volume. (Coleção ou série)

Exemplo

FREUD, S. (1909). Duas histórias clínicas (o pequeno Hans e o homem dos ratos). Trad. Sob a direção de Jayme Salomão. Rio de Janeiro, Iamgo, 1977. (Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud, v.10).]

Obs.: A primeira data (1909), refere-se a data da 1ª edição a segunda (1977) refere-se á edição consultada. 5.3 Dissertação ou Tese

SOBRENOME, PRENOME abreviado. Título: subtítulo (se houver). Data de defesa. Total de folhas. Tese (Doutorado) ou Dissertação (Mestrado) - Instituição onde a Tese ou Dissertação foi defendida. Local e data de defesa. Descrição física do suporte

Exemplo

FANTUCCI, I. Contribuição do alerta, da atenção, da intenção e da expectativa temporal para o desempenho de humanos em tarefas de tempo de reação. 2001. 130 f. Tese (Doutorado em Psicologia) – Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo, São Paulo. 2001.

5.4 Dicionário

SOBRENOME, PRENOME abreviado Título do dicionário: subtítulo (se houver). Edição (se houver). Local de publicação: Editora, data de publicação.

Exemplo FERREIRA, A. B. H. Aurélio século XXI: o dicionário da Língua Portuguesa. 3. ed. rev. e ampl. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1999. 5.5 Folheto

(Parte 1 de 8)

Comentários