portugues

portugues

(Parte 1 de 11)

Conteúdo:

1. Fonética. 2. Morfologia. 3. Sintaxe. 4. Semântica. 5. Estilística. 6. Pontuação. 7. Compreensão de textos.

For Evaluation Only. Copyright (c) by Foxit Software Company, 2004 - 2007

Edited by Foxit PDF Editor

Em sentido mais elementar, a Fonética é o estudo dos sons ou dos fonemas, entendendo-se por fonemas os sons emitidos pela voz humana, os quais caracterizam a oposição entre os vocábulos.

Ex.: em pato e bato é o som inicial das consoantes p- e ti-que opõe entre si as duas palavras. Tal som recebe a denominação de FONEMA.

Quando proferimos a palavra aflito, por exemplo, emitimos três sílabas e seis fonemas: a-fli-to. Percebemos que numa silaba pode haver um ou mais fonemas.

No sistema fonética do português do Brasil há, aproximadamente, 3 fonemas.

É importante não confundir letra com fonema. Fonema é som, letra é o sinal gráfico que representa o som.

Vejamos alguns exernplos:

Manhã – 5 letras e quatro fonemas: m / a / nh / ã Táxi – 4 letras e 5 fonemas: t/a/k/s/i Corre – letras: 5: fonemas: 4 Hora – letras: 4: fonemas: 3 Aquela – letras: 6: fonemas: 5 Guerra – letras: 6: fonemas: 4 Fixo – letras: 4: fonemas: 5 Hoje – 4 letras e 3 fonemas Cango – 5 letras e 4 fonemas Tempo – 5 letras e 4 fonemas Campo – 5 letras e 4 fonemas Chuva — 5 letras e 4 fonemas

LETRA - é a representação gráfica, a representação escrita, de um determinado som.

CLASSIFICAÇÃO DOS FONEMAS VOGAIS a, e, i, o, u

Só há duas semivogais: í e u, quando se incorporam à vogal numa mesma sílaba da palavra, formando um ditongo ou tritongo. Exs.: cai-ça-ra, te-sou-ro, Pa-ra-guai.

CONSOANTES b, c, d, f, g, h, j,I, m, n, p, q, r, s, t, v, x, z

A seqüência de duas ou três vogais em uma palavra, damos o nome de encontro vocálico. Ex.: cooperativa Três são os encontros vocálicos: ditongo, tritongo, hiato

É a combinação de uma vogal + uma semivogal ou vice-versa. Dividem-se em:

- orais: pai, fui - nasais: mãe, bem, pão

- decrescentes: (vogal + semivogal) - meu, riu, dói

- crescentes: (semivogal + vogal) - pátria, vácuo

TRITONGO (semivogal +vogal +semivogal) Ex.: Pa-ra-guai, U-ru-guai, Ja-ce-guai, sa-guão, quão, iguais, minguam

É o encontro de duas vogais que se pronunciam separadamente, em duas diferentes emissões de voz.

Ex.: fa-ís-ca, sa-ú-de, do-er, a-or-ta, po-di-a, ci-ú-me, poei-ra, cru-el, ju-í-zo

Dá-se o nome de sílaba ao fonema ou grupo de fonemas pronunciados numa só emissão de voz.

Quanto ao número de sílabas, o vocábulo classifica-se em:

xMonossílabo - possui uma só sílaba: pá, mel, fé, sol. xDissílabo - possui duas sílabas: ca-sa, me-sa, pom-bo. xTrissílabo - possui três sílabas: Cam-pi-nas, ci-da-de, a-tle-ta. xPolissílabo - possui mais de três sílabas: es-co-la-rida-de, hos-pi-ta-li-da-de.

Nas palavras com mais de uma sílaba, sempre existe uma sílaba que se pronuncia com mais força do que as outras: é a sílaba tônica.

Exs.: em lá-gri-ma, a sílaba tônica é lá; em ca-der-no, der; em A-ma-pá, pá. Considerando-se a posição da sílaba tônica, classificam-se as palavras em:

xOxítonas - quando a tônica é a última sílaba: Pa-ra-ná, sa-bor, do-mi-nó. xParoxítonas - quando a tônica é a penúltima sílaba: már-tir, ca-rá-ter, a-má-vel, qua-dro.

xProparoxítonas - quando a tônica é a antepenúltima sílaba: ú-mi-do, cá-li-ce, sô-f re-go, pês-sego, lágrima.

É a sequência de dois ou mais fonemas consonãnticos num vocábulo. Ex.: atleta, brado, creme, digno etc.

São duas letras que representam um só fonema, sendo uma grafia composta para um som simples.

Há os seguintes dígrafos: 1) Os terminados em h, representados pelos grupos ch, Ih, nh.

Exs.: chave, malha, ninho. 2) Os constituídos de letras dobradas, representados pelos grupos r e s.

Exs. : carro, pássaro. 3) Os grupos gu, qu, sc, sç, xc, xs. Exs.: guerra, quilo, nascer, cresça, exceto, exsurgir.

4) As vogais nasais em que a nasalidade é indicada por m ou n, encerrando a sílaba em uma palavra.

Exs.: pom-ba, cam-po, on-de, can-to, man-to.

São certos sinais gráficos que se juntam às letras, geralmente para lhes dar um valor fonético especial e permitir a correta pronúncia das palavras.

São os seguintes: 1)o acento agudo - indica vogal tônica aberta: pé, avó, lágrimas; 2)o acento circunflexo – indica vogal tônica fechada: avô, mês, âncora; 3)o acento grave - sinal indicador de crase: ir à cidade; 4)o til - indica vogal nasal: lã, ímã; 5)o cedilha - dá ao c o som de s: moça, laço, açude; 6)o trema - indica que o u soa: lingüeta, freqüente, tranqüilo; 7)o apóstrofo – indica supressão de vogal: mãe-d'água, pau-d'alho; 8)o hífen – une palavras, prefixos, etc.: arcos-írirs, peço-lhe, ex-aluno.

A divisão silábica é feita pela soletração, isto é, sem considerar outros elementos estruturais dos vocábulos.

Exemplos: tran-sa-tlân-ti-co, su-pe-rin-te-res-san-te.

a) ditongos e tritongos: dois, neu-tro, ó-dio, sa-guão, i-guais

REGRAS 1. NÃO SE SEPARAM LETRAS QUE REPRESENTAM: b) os dígrafos ch, lh, nh, gu, qu: a-cho, ma-lha, mi-nha, pre-gui-ça, brin-que-do...

c) consoantes em contato com rou l: ta-bla-do, so-bre, te-cla, o-cre, pa-dre, ri-fle, re-gra, so-pro, a-tlas, pa-la-vra.

d) encontros consonantais iniciais:gno-mo,pneu, psí-qui-co

Exceções: sub-lo-car, sub-lu-nar, ab-rup-to;

2. SEPARAM-SE AS LETRAS QUE REPRESENTAM:

a) hiatos: pes-so-a, ca-res-ti-a, pe-rí-o-do, ál-co-ol, co-e-lho, du-e-lo, a-ve-ri-gu-o, co-or-de-nar, repre-en-der, xi-i-ta...

b) falsos hiatos: mai-o, a-rei-a, goi-a-ba, tu-xau-a, ta-pui-a
c) dígrafos r, s, sc, sç, xc: ter-ra, eras-so, des-cer, cres-ça, ex-ce-to
Æ felds-pa-to, tungs-tê-nio, ads-trin-gen-te, pers-pi-caz

Observações: 1) encontros consonantais com "s" interno (separam-se após o S):

2) nas palavras terminadas em ia (ea), ie, io (eo), ua (oa), ue, uo - sendo a sílaba anterior tônica, embora possam ser pronunciados como hiatos - são inseparáveis:

Ægló-ria, sé-rie, sá-bio, co-le-tâ-nea, gê-meo, tê-nue, nó-doa, es-pá-dua, am-bí-guo.

Æ (a-/jeitar) - (á-/gua) - (anisti/a) - (acentu-/e)

3. TRANSLINEAÇÃO: a) não se deve deixar vogal isolada no final ou no início da linha:

(Parte 1 de 11)

Comentários