slides Leitura e escrita

slides Leitura e escrita

LEITURA & ESCRITA

  • Superando a simples codificação e decodificação de códigos

JUSTIFICATIVA

  • O interesse por esse estudo nasceu da compreensão de que o binômio leitura-escrita exerce um papel de suma relevância na vida de qualquer indivíduo.

  • Nesse sentido, por concordarmos com os autores Luckesi e Antunes de que existem muitas falhas no processo de ensino de leitura e escrita no sistema de ensino vigente no Brasil. Bem como, estarmos de acordo com Freire de que o conhecimento prévio acerca de mundo que o aluno possui não pode ser subvalorizado pelo sistema formal de ensino. É que pretendemos obter a compreensão do processo de leitura sob a perspectiva de Freire, Luckesi e Antunes.

OBJETIVO GERAL

  • Compreender o processo de leitura e escrita sob a perspectiva de Freire, Luckesi, e Antunes.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

  • Pensar acerca da leitura de mundo como processo que antecede a leitura da palavra.

  • Investigar a relevância da leitura de mundo no processo da leitura da palavra e da escrita.

QUESTÕES NORTEADORAS

  • De acordo com a visão dos autores pesquisados, como se dá o processo de leitura e escrita no sistema de educação do Brasil?

  • Diante das abordagens históricas apontadas nos estudos, como deveria ocorrer esse processo de leitura e escrita?

FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

  • ANTUNES (2003)

  • FREIRE (1983)

  • LUCKESI (1996)

METODOLOGIA

  • DISCUSSÕES EM GRUPO

  • PERQUISA BIBLIOGRAFICA

ASPECTOS DA LEITURA

  • Tipos de leituras de acordo com Freire

  • Conceito de leitura

LEITURA DO MUNDO E LEITURA DA PALVARA

  • “ A leitura do mundo precede a leitura da palavra, daí que a posterior leitura desta não pode prescindir da continuidade da leitura daquele”. (FREIRE, 1985, p. 11)

RUPTURA ENTRE REALIDADE E APRENDIZAGEM

  • Há uma dependência entre linguagem e realidade.

  • A ruptura entre leitura de mundo e leitura da palavra compromete o processo ensino aprendizagem.

Reflexos do passado que repercutem no presente

  • Quem era permitido ler.

  • Conteúdos que eram permitidos ler.

  • Método de leitura utilizado.

  • Influências das imposições do passado na prática de leitura de hoje.

ESCRITA

  • Pressupostos da escrita:

  • Ter o que dizer

  • A escrita está direcionada a alguém

  • Possui objetivo

ETAPAS DA ESCRITA

  • Planejamento

  • Escrita

  • Revisão

PRÁTICA DA ESCRITA NAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO NO BRASIL

  • Problemas na prática da escrita nas escolas.

  • Influência da origem colonial.

COMO DEVERIA OCORRER ESSE PROCESSO DE LEITURA E ESCRITA

  • Processo que desperte o senso crítico e a criatividade dos alunos

  • Indivíduo como sujeito e não objeto do processo

  • Conteúdo produzido pelo país

CONSIDERAÇÕES

  • Pudemos verificar sob a visão de Freire, Luckesi e Antunes que apesar do significante papel que esse binômio, leitura-escrita, possui, ele ainda não é tratado ou explorado da forma que deveria ser pelas instituições educacionais do Brasil. De acordo com os autores, a prática da leitura e da escrita ainda tem sido feita de forma mecânica e descontextualizada da realidade dos indivíduos envolvidos. No que se refere à leitura essa ruptura com a realidade ocorre quando a leitura de mundo é subvalorizada durante o processo de aprendizagem. No que tange à escrita essa desvinculação é fruto de uma prática de escrita sem objetivo e baseada somente em aspectos gramaticais e ortográficos.

REFERÊNCIAS

  • ANTUNES, Irandé. Aula de Português: Encontro. 8 Interação. São Paulo:Parábola, Editorial, 2003.

  • FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler. In: _____________. A importância do ato de ler: Em três textos que se completam. 3.Ed. São Paulo: Autores associados: Cortez, 1983. (Coleção polêmicas do nosso tempo.) p.11-24.

  • LUCKESI, Cipriano Carlos.Fazer universidade: Uma proposta metodológica.8. Ed. São Paulo:Cortez, 1996.

Comentários