apostila - de - desenho - tecnico - 1

apostila - de - desenho - tecnico - 1

(Parte 2 de 2)

3.4. Papel reticulado Para facilitar o traçado da perspectiva isométrica à mão livre, usaremos um tipo de papel reticulado que apresenta uma rede de linhas que formam entre si ângulos de 120º. Essas linhas servem como guia para orientar o traçado do ângulo correto da perspectiva isométrica.

SENAI Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1 13

3.5. Traçando a perspectiva isométrica do prisma Para aprender o traçado da perspectiva isométrica você vai partir de um sólido geométrico simples: o prisma retangular. No início do aprendizado é interessante manter à mão um modelo real para analisar e comparar com o resultado obtido no desenho. Neste caso, você pode usar o modelo de plástico ou uma caixa de fósforos fechada.

O traçado da perspectiva será demonstrado em cinco fases apresentadas separadamente. Na prática, porém, elas são traçadas em um mesmo desenho. Aqui, essas fases estão representadas nas figuras da esquerda. Você deve repetir as instruções no reticulado da direita. Assim, você verificará se compreendeu bem os procedimentos e, ao mesmo tempo, poderá praticar o traçado. Em cada nova fase você deve repetir todos os procedimentos anteriores.

1ª fase - Trace levemente, à mão livre, os eixos isométricos e indique o comprimento, a largura e a altura sobre cada eixo, tomando como base as medidas aproximadas do prisma representado na figura anterior.

2ª fase - A partir dos pontos onde você marcou o comprimento e a altura, trace duas linhas isométricas que se cruzam. Assim ficará determinada a face da frente do modelo.

3ª fase - Trace agora duas linhas isométricas que se cruzam a partir dos pontos onde você marcou o comprimento e a largura. Assim ficará determinada a face superior do modelo.

SENAI Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1 14

4ª fase - E, finalmente, você encontrará a face lateral do modelo. Para tanto, basta traçar duas linhas isométricas a partir dos pontos onde você indicou a largura e a altura.

5ª fase (conclusão) - Apague os excessos das linhas de construção, isto é, das linhas e dos eixos isométricos que serviram de base para a representação do modelo. Depois, é só reforçar os contornos da figura e está concluído o traçado da perspectiva isométrica do prisma retangular.

SENAI Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1 15

4. Projeção ortográfica

A projeção ortográfica é uma forma de representar graficamente objetos tridimensionais em superfícies planas, de modo a transmitir suas características com precisão e demonstrar sua verdadeira grandeza. Para entender bem como é feita a projeção ortográfica você precisa conhecer três elementos: o modelo, o observador e o plano de projeção.

Modelo É o objeto a ser representado em projeção ortográfica. Qualquer objeto pode ser tomado como modelo: uma figura geométrica, um sólido geométrico, uma peça de máquina ou mesmo um conjunto de peças.

O modelo geralmente é representado em posição que mostre a maior parte de seus elementos. Pode, também, ser representado em posição de trabalho, isto é, aquela que fica em funcionamento. Quando o modelo faz parte de um conjunto mecânico, ele vem representado na posição que ocupa no conjunto.

Observador É a pessoa que vê, analisa, imagina ou desenha o modelo. Para representar o modelo em projeção ortográfica, o observador deve analisá-lo cuidadosamente em várias posições. As ilustrações a seguir mostram o observador vendo o modelo de frente, de cima e de lado.

SENAI Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1 16

Em projeção ortográfica deve-se imaginar o observador localizado a uma distância infinita do modelo. Por essa razão, apenas a direção de onde o observador está vendo o modelo será indicada por uma seta, como mostra a ilustração abaixo:

Plano de projeção É a superfície onde se projeta o modelo. Os planos de projeção podem ocupar várias posições no espaço. Em desenho técnico usamos dois planos básicos para representar as projeções de modelos: um plano vertical e um plano horizontal que se cortam perpendicularmente. Esses dois planos, perpendiculares entre si, dividem o espaço em quatro regiões chamadas diedros.

Diedros Cada diedro é a região limitada por dois semiplanos perpendiculares entre si. Os diedros são numerados no sentido anti-horário, isto é, no sentido contrário ao do movimento dos ponteiros do relógio.

SENAI Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1 17

Atualmente, a maioria dos países que utilizam o método mongeano adotam a projeção ortográfica no 1º diedro. No Brasil, a ABNT recomenda a representação no 1º diedro. Entretanto, alguns países, como por exemplo os Estados Unidos e o Canadá, representam seus desenhos técnicos no 3º diedro. A representação no 1º diedro é a recomenda pela ABNT. Ao ler e interpretar desenhos técnicos, o primeiro cuidado que se deve ter é identificar em que diedro está representado o modelo. Esse cuidado é importante para evitar o risco de interpretar errado as características do objeto.

O símbolo ao lado indica que o desenho técnico está representado no 1º diedro. Este símbolo aparece no canto inferior direito da folha de papel dos desenhos técnicos, dentro da legenda.

Quando o desenho técnico estiver representado no 3º diedro, você verá este outro símbolo:

5. Correspondência das vistas ortográficas às faces do modelo

Observe o prisma com rebaixo (modelo de plástico) representado em perspectiva isométrica e, ao lado, seu desenho técnico:

A letra A, na face da frente do modelo em perspectiva, aparece também na vista frontal. Isso ocorre porque a vista frontal corresponde à face da frente do modelo. Na perspectiva, as letras B e C indicam as faces de cima do modelo. Essas letras aparecem na vista superior mostrando a correspondência entre as faces de cima do modelo e sua representação na vista superior. Finalmente, as letras D e E, ou seja, as faces de lado do modelo - correspondem às faces D e E na vista lateral esquerda. Mas, assim como as linhas projetantes, as letras não aparecem no desenho técnico do modelo, apenas auxiliam seu estudo. Portanto, não são representadas no desenho técnico definitivo.

SENAI Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1 18

NBR 10067- PRINCÍPIOS GERAIS DE REPRESENTAÇÃO EM DESENHO TÉCNICO- Esta Norma fixa a forma de representação aplicada em desenho técnico. Como:

• Método de projeção ortográfica;

• Denominação das vistas: de acordo com a figura abaixo são os seguintes: − vista frontal (a);

− vista superior (b);

− vista lateral esquerda (c);

− vista lateral direita (d);

− vista inferior (e);

− vista posterior (f).

• Posição relativa das vistas no 1º diedro, fixando a vista frontal (A) conforme as figuras, as posições relativas das outras vistas são as seguintes:

− vista superior (B), posicionada abaixo;

− vista lateral esquerda (C), posicionada à direita;

− vista lateral direita (D), posicionada à esquerda;

− vista inferior (E), posicionada acima;

− vista posterior (F), posicionada à direita ou à esquerda, conforme a conveniência.

SENAI Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1 19

Exemplo 1:

Posição do observador para ver as vistas:

Frontal Lateral Esquerda

Superior

SENAI Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1 20

Exemplo 2: Desenho Pronto:

SENAI Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1 21

1. Analise a perspectiva isométrica abaixo e assinale com um X o desenho técnico correspondente.

a) Escreva o nome da vista que está faltando:

2. Analise o modelo em perspectiva e seu desenho técnico. Depois, faça o que se pede. b) Represente, à mão livre, a vista que está faltando.

SENAI Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1 2

3. Identifique e enumere as projeções correspondentes a cada peça apresentada em perspectiva.

SENAI Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1 23

4. Identifique e enumere as projeções correspondentes a cada peça apresentada em perspectiva.

SENAI Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1 24

5. Analise a perspectiva isométrica abaixo e assinale com um X a alternativa que contém as vistas ortográficas correspondentes.

6. Analise as vistas ortográficas abaixo e assinale com um X a alternativa que corresponde ao mesmo modelo em perspectiva.

SENAI Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1 25 7. Complete as projeções.

SENAI Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1 26 8. Complete as projeções.

SENAI Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1 27 9. Complete as projeções.

SENAI Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1 28 10. Desenhe a vista que falta.

SENAI Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1 29 1. Complete as projeções.

SENAI Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1 30 SENAI Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1 30

SENAI Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1 31 SENAI Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1 31

SENAI Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1 32 12. Desenhe as vistas essenciais das perspectivas apresentadas.

SENAI Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1 3 SENAI Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1 3

SENAI Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1 34 SENAI Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1 34

SENAI Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1 35 SENAI Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1 35

SENAI Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1 36 SENAI Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1 36

SENAI Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1 37 SENAI Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1 37

SENAI Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1 38

Perspectiva

Em desenho técnico, a perspectiva mais usada é a isométrica, as mesmas medidas de comprimento, largura e altura do objeto. E podemos ver claramente três vistas do desenho ao mesmo tempo.

Nos desenhos em perspectiva isométrica, os três eixos isométricos (c, a, ) formam entre si ângulos de 120º. Os eixos oblíquos formam com os horizontais ângulos de 30º.

Traçado da perspectiva isométrica com detalhes oblíquos

SENAI Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1 39

Traçados da perspectiva isométrica com elementos arredondados

Traçado da perspectiva isométrica do círculo O círculo em perspectiva isométrica tem sempre a forma de elipse. Para representar a perspectiva isométrica do círculo, é necessário traçar antes um quadrado auxiliar em perspectiva, na posição em que o círculo deve ser desenhado.

Traçado da perspectiva do círculo

SENAI Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1 40

Traçado da perspectiva do cilindro Traçado da perspectiva isométrica do cone

SENAI Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1 41

Outros exemplos do traçado da perspectiva isométrica

13. Ordene as fases do traçado da perspectiva isométrica do modelo, escrevendo de 1 a 5 nos círculos.

SENAI Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1 42

14. Esboce, na coluna da direita, a perspectiva isométrica do modelo representado à esquerda.

SENAI Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1 43 14. Escreva na resposta a letra correspondente à perspectiva correta.

SENAI Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1 4 15. Escreva na resposta a letra correspondente à perspectiva correta.

SENAI Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1 45 16. Escreva na resposta a letra correspondente à perspectiva correta.

SENAI Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1 46

17. A partir das vistas essenciais desenhe a perspectiva isométrica correspondente:

SENAI Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1 47

SENAI Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1 48

SENAI Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1 49

SENAI Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1 50

(Parte 2 de 2)

Comentários