pratica 7 - solubilidade de substancias polares e não polares

pratica 7 - solubilidade de substancias polares e não polares

Na pratica realizada, foi feito experimentos para testar a solubilidades das substâncias químicas em determinadas misturas.

A solubilidade é a propriedade de que certa quantidade de substância tende em se dissolver num determinado solvente. Embora existam soluções sólidas, as soluções mais comuns, envolvem um solvente líquido.

Para ocorrer uma solubilidade se faz necessário algumas condições como a pressão e temperatura e das propriedades em comum entre as substâncias (polares). Entre essa propriedade se destacar a necessidade de se apresentar pelo menos duas substâncias um solvente e um soluto. O Solvente é a substância que tem maior concentração na solução e o soluto a que apresenta uma menor quantidade.

Tendo em conta a quantidade de soluto dissolvido num determinado solvente e a solubilidade deste, as soluções podem apresentar-se dos seguintes modos:

Insaturadas – quando a quantidade de soluto na solução é inferior à sua solubilidade.

Saturadas - se a quantidade de soluto em solução for igual à solubilidade desse soluto.

Sobressaturadas - solução em que a concentração do soluto em solução é superior à sua solubilidade.

Sabendo-se que a dissolução é um processo de dispersão molecular, que é o rompimento de ligações ou forças intermoleculares existente no soluto, gera ligações entre as moléculas do soluto e das moléculas do solvente, este processo é denominado Solvatação.

Solvatação é o fenômeno que ocorre quando o composto iônico ou polar se dissolve em outra substância também polar, sem formar uma nova substância. Quando o solvente é a água, esse procedimento nomeia-se de hidratação.

As interações moleculares ocorrem quando substâncias polares se misturam com substâncias polares e substâncias apolares se misturam com substâncias apolares.

• Observar a relação entre solubilidade, a natureza do solvente, a natureza do soluto e a temperatura.

• Analisar com base nos experimento, quais são as substâncias químicas polares e apolares.

Materiais e Reagentes • 7 tubos de ensaio;

• Suporte para tubos de ensaio;

• Espátula;

• Béquer;

• Água destilada (H2O); • Álcool etílico (CH3CH2OH);

• Acetona (CH3COCH3);

• Iodo (I2); • Iodeto de potássio (KI);

• Pipeta graduada;

• Bureta;

Foram enumerados 07 tubos de ensaios e adicionado as seguintes substâncias, em cada um:

1º tubo – Adicionou 2 mL de água destilada (H2O), acrescentou 2 mL de álcool etílico (CH3CH2OH), agitando para observar sua reação.

2º tubo – Adicionou 2 mL de água destilada (H2O), acrescentou 2 mL de acetona (CH3COCH3), agitando para observar sua reação.

3º tubo – Adicionou 2 mL de água destilada (H2O), acrescentou 2 mL de hexano

(CH3CH2CH2CH2CH2CH3), agitando para observar sua reação. Após observação, inseriu-se uma pequena porção de Iodo.

4º tubo – Adicionou 2 mL de água destilada (H2O), acrescentou pequena porção de Iodo (I2), agitando para observar sua reação.

5º tubo – Adicionou 2 mL de água destilada (H2O), acrescentou pequena porção de Iodeto de potássio, agitando para observar sua reação.Após observação, inseriu-se uma pequena porção de Iodo (I2).

6º tubo – Adicionou 2 mL de hexano (CH3CH2CH2CH2CH2CH3), acrescentou uma pequena porção de Iodo (I2).

7º tubo – Adicionou 2 mL de hexano (CH3CH2CH2CH2CH2CH3), acrescentou uma pequena porção de Iodeto de potássio (KI).

1º tubo – Ao acrescentar o álcool etílico (CH3CH2OH) em água, ocorreu à solubilização, onde a solução se tornou homogenia por se tratar de duas substâncias polares, não houve o aquecimento do tubo, embora fosse o esperado á acontecer, pois na primeira etapa dessa reação as forças do solvente-solvente e soluto-soluto são rompidas, e o processo é endotérmico, ou seja, a solução esfria. Porém na segunda etapa, ocorre a formação de ligações soluto-solvente, no qual se libera uma energia bem maior que é absorvida e então a solução esquenta. O aquecimento não foi ocorrido por conta da concentração maior de água.

2º tubo – Ao acrescentar a acetona (CH3COCH3) em água, onde ocorreu a solubilização, tornando a solução homogenia, pelo fato de a acetona também ser uma substância polar, o tubo também não aqueceu pelo alto índice de água na solução.

3º tubo – Ao acrescentar o hexano (CH3CH2CH2CH2CH2CH3) em água, não ocorreu a solubilização da substância, formando uma solução heterogenia, devido ao fato da água ser uma substância polar e o hexano ser apolar, onde obtivermos duas fases, uma transparente ao fundo do tubo de ensaio (H2O), e o hexano na parte superior do tubo, No entanto ao adicionar uma pequena porção de Iodo (substância apolar) e agitado, houve a solubilização do hexano com o Iodo, por serem os dois apolares, e formo-se uma fase violeta na parte superfície do tubo.

4º tubo – Ao adicionar uma pequena porção de iodo (I2) á água, não ocorreu solubilização, formando uma solução heterogenia, tendo também tuas fases, á água (liquida) e o Iodo (solido).

5º tubo – Ao adicionou iodeto de potássio (KI) em água, por serem substâncias polares, ocorreu à solubilização das substâncias, tornando-se uma solução homogenia e transparente. Porém ao acrescentar uma pequena porção de iodo (também polar) ocorreu uma nova solubilização, onde se formou um líquido, agora avermelhado.

6º tubo - Ao adicionou iodo (I2) ao hexano (CH3CH2CH2CH2CH2CH3), ocorreu a solubilização,por serem os dois substâncias polar, tornando a solução homogenia, com tonalidade violeta.

7º tubo – Ao adicionar iodeto de potássio (KI) ao hexano (CH3CH2CH2CH2CH2CH3), não ocorreu solubilização por ser o iodeto de potássio uma substância polar e o hexano apolar, tonando-se uma solução heterogenia de duas fases, uma liquida (hexano) e outra solida (iodeto de potássio)

Com base nos experimentos realizados, foi possível concluir que algumas substâncias são solúveis entre si, enquanto outras substâncias são insolúveis, uma vez que semelhantes dissolvem semelhantes.

A solubilidade não depende apenas das interações intermoleculares, mas também dos tipos de unidade estrutural da substância que compõem o soluto, além da temperatura, pressão e concentração.

Dentre os solventes utilizados, destaca-se a água que é o solvente mais amplamente empregado (para substâncias inorgânicas, pelo menos), por ser um solvente apolar tão poderoso, pois sua constante dielétrica é igual a 80, isto significa que ele enfraquece oitenta vezes as forças eletrostáticas com as quais entra em contato, sendo assim classificado como solvente universal.

Livros:

RUSSEL, John Blair. Química Geral: Volume 1. 2ª Edição. São Paulo, Pearson Makron Books, 1994

BROWN, Theodore L. Química, a ciência central / Theodore L. Brown. H. Eugene LeMay, Jr.,Bruce E. Bursten – 9. ed.– São Paulo : Prentice Hall, 2005

Sites:

http://www.e-escola.pt/topico.asp?id=350 http://pt.wikipedia.org/wiki/Solubilidade http://educacao.uol.com.br/quimica/solubilidade-1-coeficiente-de-solubilidade-esolvatacao-dos-sais.jhtm

Comentários