Trematodioses e cestodioses

Trematodioses e cestodioses

(Parte 1 de 5)

Mestranda Tássia Lopes do Vale

TREMATODIOSES E CESTODIOSES DE ANIMAIS DE COMPANHIA E PRODUÇÃO TREMATODIOSES – Classe Trematoda

Shistosoma sp. Fasciola sp

Sub-classe Família Gênero

Fasciolidae Fasciola

Digenea Schistosomatidae Schistosoma

Paramphistomatidae Paramphistomum Balanorchis

Dicrocoelidae Eurytrema

TREMATODIOSES – Classe Trematoda

TREMATODIOSES E CESTODIOSES DE ANIMAIS DE COMPANHIA E PRODUÇÃO Fasciola hepatica

Filo Platyhelminthes Classe Trematoda Família Fasciolidae

Fasciola hepaticaRegiões tropicais e sub-tropicais

Fasciola gigantica Regiões temperadas

Fasciolose é causada pela Fasciola hepatica.

Maiores prejuízos: Estados do Rio de Janeiro, São

Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Perda econômica: redução da produtividade, condenação dos fígados nos abatedouros. Rio Grande

(13%), ovinos (7%)

do Sul: taxa de condenação dos fígados de bovinos Fasciola hepatica

TREMATODIOSES E CESTODIOSES DE ANIMAIS DE COMPANHIA E PRODUÇÃO Fasciola hepatica

As formas adultas ocorrem no fígado e condutores biliares do homem (raro), boi e carneiro (mais freqüente).

Os hospedeiros intermediários são moluscos gastrópodes do gênero: Lymnaea

TREMATODIOSES E CESTODIOSES DE ANIMAIS DE COMPANHIA E PRODUÇÃO Fasciola hepatica

Formas evolutivas

TREMATODIOSES E CESTODIOSES DE ANIMAIS DE COMPANHIA E PRODUÇÃO Período pré-patente: 10 a 12 semanas

Ciclo: 17 a 18 semanas

Fasciola hepatica Patogênese

Hepatite traumática e hemorragia.

Colangite (inflamação dos ductos biliares).

Obstrução dos canais biliares e icterícia. Fibrose hepática.

Fasciola hepatica

Patogênese - Ovinos Pode ser aguda, subaguda ou crônica

Aguda:

Ocorre após 2 a 6 semanas da ingestão de grandes quantidades de metacercárias (>2000).

Há hemorragia resultante da ruptura de vasos sanguíneos, lesão hepática (migração dos parasitas).

Pode ocorrer morte súbita, fraqueza, pode apresentar mucosas pálidas, fígado dilatado, dor abdominal.

Formas Imaturas (Fase aguda) Formas Imaturas (Fase aguda)

Fasciola hepatica Patogênese - Ovinos

Subaguda:

Ocorre após 6 a 10 semanas de ingestão de 500 a 1500 metacercárias.

Ingestão de metacercárias por um período longo há várias fases do ciclo de vida do parasita no hospedeiro.

Semelhante à aguda, mas de menor intensidade.

Fasciola hepatica Patogênese - Ovinos

Crônica

Forma mais comum.

Ocorre após 4 a 5 meses da ingestão de quantidades moderadas (200 a 500) metacercárias.

Há fibrose hepática e colangite hiperplásica.

Há perda progressiva de peso, anemia, hipoalbuminemia, emagrecimento, palidez das mucosas, edema submandibular e ascite.

Fase crônica – formas maturas Fase crônica – formas maturas

Fasciola hepatica

Patogênese - Bovinos A forma crônica é a mais importante.

Comumente registrada nas regiões Sul e Sudeste do Brasil.

(Parte 1 de 5)

Comentários