Produção do espaço e circuitos de fluxos da indústria têxtil de são bento-pb: do meio técinco ao meio técnico-cientifico-informacional

Produção do espaço e circuitos de fluxos da indústria têxtil de são bento-pb: do...

(Parte 1 de 6)

PRODUÇÃO DO ESPAÇO E CIRCUITOS DE FLUXOS DA INDÚSTRIA TÊXTIL DE SÃO BENTO-PB: do meio técnico ao meio técnico-científico-informacional

PRODUÇÃO DO ESPAÇO E CIRCUITOS DE FLUXOS DA INDÚSTRIA TÊXTIL DE SÃO BENTO-PB: do meio técnico ao meio técnico-científico-informacional

Dissertação apresentada ao Curso de Mestrado do Departamento de Ciências Geográficas, do Centro de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal de Pernambuco, tendo como orientador o Prof. Dr. Alcindo José de Sá, em cumprimento às exigências para obtenção do Grau de Mestre em Geografia.

C289p Carneiro, Rosalvo Nobre

Produção do espaço e circuitos de fluxos da indústria têxtil de São

Bento –PB: do meio técnico ao meio técnico-científico-informacional. – Recife: O Autor, 2006. 185 folhas: il., fotos, mapa

Orientador: Alcindo José de Sá

Dissertação (mestrado) – Universidade Federal de Pernambuco. CFCH. Programa de Pós-graduação em Geografia. Recife, 2006.

1. Geografia Humana. 2. Produção do Espaço – Circuitos Espaciais da Produção. 3. Indústria Têxtil – Meio Técnico-Científico- Informacional. I. Título.

PRODUÇÃO DO ESPAÇO E CIRCUITOS DE FLUXOS DA INDÚSTRIA TÊXTIL DE SÃO BENTO-PB: do meio técnico ao meio técnico-científico-informacional

Para Rosicleide e Karen. Para Rosicleide e Karen.

Agradeço ao ex-prefeito de São Bento, Márcio Eulâmpio, e ao atual, Galego Sousa, cuja compreensão de ambos foi importante para que eu pudesse participar deste curo.

Ao CNPQ e a CAPES pelo fornecimento de bolsas de estudos e ao professor Alcindo

José de Sá pela orientação.

Aos empresários e empresárias da indústria têxtil de São Bento com os (as) quais conversamos e aos que permitiram fotografar suas empresas.

Ao presidente do CONSÓRCIO SÃO BENTO: PRODUTORES DE REDES DA PARAÍBA pelas informações fornecidas a respeito do mesmo e aos comerciantes da feira da pedra que entrevistamos.

A Francisco Jackson, Henara Marques e Jaelson Alves, meus amigos e ex-alunos do

Ensino Fundamental, pela realização das entrevistas junto aos comerciantes da feira da pedra e a ajuda em outras ocasiões.

Certos temas dão prestigio ao pesquisador e outros exigem uma prodigiosa retórica para valorizá-los. [...] Quem se vai convencer da necessidade de uma pesquisa [...] sobre a rede de dormir, a rede que nunca mereceu honras de atenção maior e é olhada de raspão pelos mestres de todas as línguas sábias?

Luís da Câmara Cascudo

Produção do espaço e circuitos de fluxos da indústria têxtil de São Bento-PB: do meio técnico ao meio técnico-científico-informacional é o tema deste trabalho. A indústria têxtil de São Bento-PB consome, anualmente, 18 milhões de quilogramas de fios de algodão, gerando uma produção de 12 milhões de redes de dormir e garantindo-lhe, com isto, a posição de maior produtor nacional dessa mercadoria. Ela é caracterizada por um misto de fabricação mecanizada e artesanal cuja expansão regional, nacional e internacional é causa e condição da formação dos seus circuitos de fluxos socioespaciais. Por meio da expansão regional criam-se horizontalidades dentro de um circuito espacial da produção regional, formado por diversos espaços contínuos que interagem em função da divisão territorial do trabalho criada e comandada pelos circuitos de fluxos inferior formal e superior secundário de São Bento, que garantem o processo produtivo direto. Os outros momentos da produção se realizam no circuito espacial da produção nacional e/ou internacional, cujo fundamento encontra-se nas complementaridades e verticalidades desenvolvidas entre o circuito de fluxos superior secundário de São Bento e os circuitos de fluxos superiores hegemônicos e não-hegemônicos nacionais. Estas interações entre a produção do espaço e os circuitos de fluxos da indústria têxtil de São Bento permitem compreender as transformações espaço-temporal que conduziram à formação do seu meio técnico-científico-informacional incompleto. Essa incompletude é função da distribuição socioespacial desigual da técnica, ciência e informação. Por tratar-se de um trabalho de natureza teórico-empírica fez-se necessária a realização de trabalho de campo, onde foram coletadas informações, em diversas fontes, referentes não apenas à indústria têxtil de São Bento, como também às existentes em outros municípios nordestinos, a fim de melhor compreender e explicar a relação entre a produção do espaço e os circuitos de fluxos da indústria têxtil local.

Palavras-chave: Produção do espaço. Circuitos de fluxos. Circuitos espaciais da produção. Indústria têxtil. Meio técnico-científico-informacional.

Production of the space and circuits of flows of the textile industry of São Bento-PB: of the technical middle to the middle technician-scientific-informational it is the theme of this work. The textile industry of São Bento-PB it consummate, annually, 18 million kilograms of cotton threads, generating the production of 12 million nets of sleeping and guaranteeing him/her, with this, the national producing adult's of that merchandise position. She is characterized by the mixed of automated and craft production whose regional expansion, national and international is causes and condition of the formation of their circuits of partner-space flows. Through the regional expansion they grow up horizontalities inside of the space circuit of the regional production, formed by several continuous spaces that you/they interact in function of the territorial division of the work created and commanded by the circuits of flows inferior formal and superior secondary of São Bento, that guarantee the direct productive process. The other moments of the production take place in the space circuit of the national production and/or international, whose foundation is in the complementarities and verticalities developed between São Bento's superior circuit of flows secondary and the circuits of hegemonic and knothegemonic superior flows national. These interactions between the production of the space and the circuits of flows of São Bento's textile industry allow to understand the transformations space-time that you/they led to the formation of his/her half technician-scientific-informational incomplete. That incompletude is function of the distribution unequal partner-space of the technique, science and information. It goes treating of the work of theoretical-empiric nature it was done necessary the accomplishment of field work, where information were collected, in several sources, referring not just to São Bento's textile industry, the well the to the existent ones in other Northeastern municipal districts, in order to best to understand and to explain the relationship between the production of the space and the circuits of flows of the local textile industry.

Word-key: Production of the space. Circuits of flows. Space circuits of the production. Textile industry. Half technician-scientific-informational.

ANEXO A – SÃO BENTO-PB: MULHER TRANÇANDO A REDE178
ANEXO B – SÃO BENTO-PB: MULHER ENFIANDO AS CABEÇAS DA REDE178
ANEXO C – SÃO BENTO-PB: MULHER PASSANDO O PONTO OU COSTURA NA REDE178
ANEXO D – SÃO BENTO-PB: MULHER PASSANDO A MAMUCABA DA REDE179
ANEXO E – SÃO BENTO-PB: MULHER EMPUNHANDO OS CORDÕES OU PUNHOS DA REDES179
ANEXO F – SÃO BENTO-PB: ADOLESCENTE FAZENDO AS VARANDAS DA REDE179
ANEXO G – SÃO BENTO-PB: REDE DE DORMIR COM BORDADO FEITO ARTESANALMENTE180
ANEXO H – SÃO BENTO-PB: MULHER FAZENDO O CARÉ DA REDE180
ANEXO I – SÃO BENTO-PB: JOVEM ESTAMPANDO TECIDO DA REDE EM SILKSCREEN180
ANEXO J – SÃO BENTO-PB: URDIDEIRA MANUAL181
181
ANEXO L – SÃO BENTO-PB: GAIOLA DA URDIDEIRA MANUAL181
ANEXO M – SÃO BENTO-PB: URDIDEIRA MECÂNICA182
ANEXO N – SÃO BENTO-PB: JOVEM TINGINDO TECIDO EM TINTURADOR MECÂNICO182
ANEXO O – SÃO BENTO-PB: TEAR ANDRIGHETTI182
ANEXO P – SÃO BENTO-PB: TEAR CABORÉ183
ANEXO Q – SÃO BENTO-PB: TEAR RIBEIRO183
ANEXO R – SÃO BENTO-PB: TEAR HOWA183
ANEXO S – SÃO BENTO-PB: MANTA PELICANO184
COMERCIALIZADOS NA FEIRA DA PEDRA184
ANEXO U – SÃO BENTO-PB: PÁGINA INICIAL DO SITE DA REDES SANTA LUZIA185
ANEXO V – SÃO BENTO-PB: PÁGINA INICIAL DO SITE DO CONSÓRCIO SÃO BENTO185
FIGURA 01 – OS CIRCUITOS DE FLUXOS SOCIOESPACIAIS: ELEMENTOS E INTERAÇÕES37
BENTO PARA TINGIR FIOS E TECIDOS48

FIGURA 02 – REPRESENTAÇÃO DE PANELA DE BARRO EMPREGADA PELAS MANUFATURAS DE SÃO

TÉCNICO63

FIGURA 03 – FORMA-CONTÉUDO DO ARTESANATO DE SÃO BENTO DURANTE O SEU PERÍODO

PERÍODO TÉCNICO-CIENTÍFICO MANUFATUREIRO78

FIGURA 04 – FORMA-CONTEÚDO DA MANUFATURA TÊXTIL DE SÃO BENTO DURANTE O SEU FIGURA 05 – FORMA-CONTEÚDO ATUAL DA PRODUÇÃO TÊXTIL DE SÃO BENTO .................................. 96

FOTO 01 – SÃO BENTO: MULHER TECENDO TAPETES EM TEAR DE TRÊS PANOS48
(DESTAQUE PARA AS DUAS COSTURAS PARALELAS E HORIZONTAIS)54
FOTO 03 – TACARATU-PE: TECELÕES TECENDO TAPETES EM TEARES BATELÃO54
FOTO 04 – SÃO BENTO-PB: URDIÇÃO DE FIOS EM URDIDEIRA MANUAL5
FOTO 05 – SÃO BENTO-PB: URDIÇÃO DE FIOS EM URDIDEIRA MECÂNICA OU ELÉTRICA5
FOTO 06 – SÃO BENTO-PB: ALVEJAMENTO DE TECIDO EM MÁQUINA AUTOMÁTICA DA SUZUKI56
FOTO 07 – SÃO BENTO-PB: TINGIMENTO DE FIO EM TINTURADOR MECÂNICO OU ELÉTRICO56
FOTO 08 – SÃO BENTO-PB: FIOS TINGIDOS SECANDO AO SOL57
FOTO 09 – SÃO BENTO-PB: TECIDOS ALVEJADOS SECANDO AO SOL57
FOTO 10 – SÃO BENTO-PB: SECAMENTO MECÂNICO DE TECIDOS57
FOTO 1 – SÃO BENTO-PB: ENCHIMENTO DE BARCADA EM EQUIPAMENTO MANUAL59
FOTO 12 – SÃO BENTO-PB: MULHERES EMENDANDO BARCADA59

FOTO 02 – PEDRO I-PI: REDE DE TRÊS PANOS SEMELHANTE ÀS FABRICADAS EM SÃO BENTO

59
FOTO 14 – SÃO BENTO-PB: TECIDOS INDUSTRIALIZADOS75
FOTO 15 – SÃO BENTO-PB: CAMINHÃO UTILIZADO PARA O TRANSPORTE DE REDES75

FOTO 13 – SÃO BENTO-PB: ENCHIMENTO DE ESPULA EM ESPULADEIRA MECÂNICA OU ELÉTRICA

ACESSÓRIOS USADOS PARA TECELAGEM83
FOTO 17 – SÃO BENTO-PB: FIO DE ALGODÃO CRU, TIPO 8/189

FOTO 16 – SÃO BENTO-PB: EMPRESA ESPECIALIZADA NA VENDA DE MÁQUINAS, PEÇAS E

SEMELHANTE AS QUE SE USAVAM EM SÃO BENTO103
FOTO 19 – SÃO BENTO-PB: CONICALEIRAS FABRICANDO TRANCELIM OU CORDÕES103
FOTO 20 – SÃO BENTO-PB: CORDÕES DE NÁILON, ACIMA, FABRICADOS LOCALMENTE103
FOTO 21 – SÃO BENTO-PB: TORCEDEIRA OU MÁQUINA DE FAZER CORDÕES PARA VARANDAS104
FOTO 2 – SÃO BENTO-PB: FIOS DE ALGODÃO EM CORES VENDIDO EM DEPÓSITO104
FOTO 23 – SÃO BENTO-PB: REDES DE DORMIR DE NÁILON104
FOTO 24 – SÃO BENTO-PB: REDE DE DORMIR DE CORDÕES DE POLIÉSTER105

FOTO 18 – TACARATU-PE: JOVEM ENCHENDO ESPULA, EM ESPULADEIRA ARTESANAL,

105
FOTO 26 – SÃO BENTO-PB: VARANDA FABRICADA EM MÁQUINA105
FOTO 27 – SÃO BENTO-PB: MÁQUINA DE TECER VARANDAS106
FOTO 30 – SÃO BENTO-PB: DEPÓSITO DE FIOS E TECIDOS DA EMPRESA COMFIOS117
FOTO 31 – SÃO BENTO-PB: EMPRESA DE PRODUTOS QUÍMICOS (LORO, TINTAS E SABÃO)117
FOTO 32 – SÃO BENTO-PB: EMPRESA DE PEÇAS E ACESSÓRIOS NOVOS PARA TECELAGEM117
FOTO 3 – SÃO BENTO-PB: EMPRESA DE PRENSAGEM E TRANSPORTE DE REDES DE DORMIR121
FOTO 34 – SÃO BENTO-PB: COMERCIANTE DE BONÉS E CHAPÉUS DE CAICÓ-RN130
FOTO 35 – SÃO BENTO-PB: ASPECTO DA FEIRA DA PEDRA ÀS 08h00min132
FOTO 36 – SÃO BENTO-PB: MÁQUINA PRENSANDO DE REDES140
FOTO 37 – SÃO BENTO-PB: FARDOS DE REDES DE DORMIR PRENSADAS140
140
FOTO 39 – SÃO BENTO-PB: LOJA DA FÁBRICA DA TECELAGEM SÃO CRISTÓVÃO143
FOTO 40 – SÃO BENTO-PB: INTERIOR DA LOJA DA FÁBRICA DA TECELAGEM SÃO CRISTÓVÃO143
GRÁFICO 01 – BRASIL: EVOLUÇÃO DAS PEQUENAS EMPRESAS NA ÁREA URBANA (1997/2003)40
GRÁFICO 02 – SÃO BENTO-PB (1979): MANUFATURAS DE REDES DE DORMIR POR TAMANHO72
ANOS E INÍCIO DE PRODUÇÃO80

GRÁFICO 03 – SÃO BENTO-PB (1939-1978): UNIDADES PRODUTIVAS CADASTRADAS POR CLASSES DE

DE ANOS E INÍCIO DE PRODUÇÃO80
GRÁFICO 05 – SÃO BENTO-PB: MICRO, PEQUENAS, MÉDIAS E GRANDES TECELAGENS95

GRÁFICO 04 – SÃO BENTO-PB (1929-1978): UNIDADES PRODUTIVAS NÃO CADASTRADAS POR CLASSES

INDÚSTRIA TÊXTIL LOCAL, POR UNIDADES DA FEDERAÇÃO118

GRÁFICO 06 – SÃO BENTO-PB: FIAÇÕES E/OU TECELAGENS QUE VENDEM FIOS E TECIDOS PARA A

1979, 2001 E 2004126

GRÁFICO 07 – SÃO BENTO-PB: FORMALIDADE E INFORMALIDADE DA INDÚSTRIA TÊXTIL EM 1978,

DOMICÍLIO EM 2001131

GRÁFICO 08 – SÃO BENTO-PB: TRABALHADORES DAS MAQUINOFATURAS URBANAS POR ORIGEM DO

INÍCIO DA ATIVIDADE133
GRÁFICO 10 – SÃO BENTO-PB: COMERCIANTES DA FEIRA DA PEDRA POR CATEGORIA134
GRÁFICO 1 – SÃO BENTO-PB: COMERCIANTES DA FEIRA DA PEDRA POR LUGAR DE ORIGEM134

GRÁFICO 09 – SÃO BENTO-PB: COMERCIANTES DA FEIRA DA PEDRA POR INTERVALO DE TEMPO DE

ORIGEM135

GRÁFICO 12 – SÃO BENTO-PB: COMERCIANTES-PRODUTORES DA FEIRA DA PEDRA POR LUGAR DE

ORIGEM136
GRÁFICO 14 – SÃO BENTO-PB: COMERCIANTES-FUNCIONÁRIOS DA FEIRA DA PEDRA136

GRÁFICO 13 – SÃO BENTO-PB: COMERCIANTES-AUTÔNOMOS DA FEIRA DA PEDRA POR LUGAR DE

BENTO: DISTRIBUIÇÃO DAS AGÊNCIAS BANCÁRIAS139

GRÁFICO 15 – CIRCUITO ESPACIAL DA PRODUÇÃO REGIONAL DA INDÚSTRIA TÊXTIL DE SÃO

GRÁFICO 16 – CIRCUITO ESPACIAL DA PRODUÇÃO REGIONAL DA INDÚSTRIA TÊXTIL DE SÃO BENTO: NÚMERO DE TELEFONES FIXOS POR MUNICÍPIOS .............................................. 154

NORDESTE DO BRASIL, BRASIL E MUNDO20

MAPA 01 – SÃO BENTO: POSIÇÃO GEOGRÁFICA EM RELAÇÃO AO ESTADO DA PARAÍBA, REGIÃO

PARAÍBA21
MAPA 03 – SÃO BENTO: LIMITES GEOGRÁFICOS2
MAPA 04 – ÁREA DO SEMI-ÁRIDO NORDESTINO NO FINAL DO SÉCULO XIX49

MAPA 02 – SÃO BENTO: LOCALIZAÇÃO GEOGRÁFICA NA MICRORREGIÃO DE CATOLÉ DO ROCHA, NA

52

MAPA 05 – BRASIL: ESPAÇOS FORMADORES DO CIRCUITO ESPACIAL DA PRODUÇÃO REGIONAL DO ARTESANATO DE SÃO BENTO, NA PRIMEIRA METADE DO SÉCULO X, E SUAS FUNÇÕES

ARTESANATO DE SÃO BENTO NA METADE DO SÉCULO X61

MAPA 06 – NORDESTE: ESPAÇO FORNECEDOR DE FIOS DE ALGODÃO INDUSTRIALIZADOS PARA O

DORMIR DE 1950 E 195665

MAPA 07 – BRASIL: COMPARAÇÃO ENTRE AS DISTRIBUIÇÕES ESPACIAIS DAS FÁBRICAS DE REDES DE

MANUFATURA DE SÃO BENTO71

MAPA 08 – ESPAÇOS FORMADORES DO CIRCUITO ESPACIAL DA PRODUÇÃO REGIONAL DA

DE SÃO BENTO73

MAPA 09 – ESPAÇOS FORMADORES DO CIRCUITO ESPACIAL DA PRODUÇÃO LOCAL DA MANUFATURA

1970 E 1980 PRINCIPALMENTE87

MAPA 10 – BRASIL: ESPAÇOS FORMADORES DO CIRCUITO ESPACIAL DA PRODUÇÃO NACIONAL DA MANUFATURA DE SÃO BENTO E SENTIDO DOS FLUXOS DE SUAS MERCADORIAS A PARTIR

INTERNACIONAL DA INDÚSTRIA TÊXTIL DE SÃO BENTO100

MAPA 1 – MUNDO: ESPAÇOS FORMADORES DO CIRCUITO ESPACIAL DA PRODUÇÃO

(Parte 1 de 6)

Comentários