Relatório de prática em laboratório

Relatório de prática em laboratório

UFMA - Universidade Federal do Maranhão

CCBS - Centro de Ciências Biológicas e da Saúde

Departamento de Oceanografia e Limnologia

Docente Paula Cilene

Discente Eron Talles Ferreira Costa

MICROOSCOPIA OPTICA

São Luis

2012

Introdução

O estudo de espécies marinhas em microoscópio é muito utilizado em nosso tempo, mas como funciona um microoscópio qual a sua função? E o que pode ser explorado nesse equipamento? Buscamos responder essas questões no presente relatório feito baseadas na experiência em laboratório.Aqui faremos uma explanação do uso de um microoscópio e da conservação do equipamento e espécies que foram coletados conheceremos as partes dos equipamentos e sua utilização a partir da prática realizada em laboratório.

Objetivo

Durante o estudo em laboratório observar a forma correta de se utilizar o microoscópio óptico aprendendo as partes e os mecanismos do equipamento e das vidrarias utilizadas durante a prática para observação do zooplâncton e fitoplâncton coletados na baía de São Marcos, além de entender a função de um microoscópio para o estudo de espécies e vidas marinhas.

Procedimento Prático

Material Utilizado

Utilizamos para a prática:

  • Microscópio óptico

  • Lupa

  • Placa de petri

  • Béquer

  • Pipeta

  • Lâmina e lamínula

O microoscópio utilizado para a prática de laboratório foi o microoscópio óptico, que utilizava a iluminação de Koehler, este microoscópio possui as seguintes partes, oculares, revólver, objetivas, platina, chariot, condensador, parafuso macro e micrométrico, diafragma, parafuso para ajustar a altura do condensador, interruptor, regulador da intensidade de luz, pinças para ajustar a preparação sobre a platina, pé ou suporte. Para o manuseio deste equipamento é necessário todo o cuidado, pois ele possui partes sensíveis que podem ser facilmentes danificadas e para se obter excelência no estudo é necessário a visualização correta e em boas condições para não cometer eventuais erros de pesquisa.

Para fazer á prática em laboratório foi coletada na baía de São Marcos próximo ao Porto do Itaqui em São Luis amostras de Zooplâncton e Fitoplâncton que foram conservados a 4% de formol em um béquer. Em laboratório colocou-se em uma placa de petri uma pequena parte dessa amostra observou-se uma quantidade em grande escala de zooplâncton, porém até o momento não havia se observado a o fitoplâncton, em seguida com o auxílio de uma pipeta colocamos uma nova parte da amostra retirada da placa de petri em uma lâmina e uma lamínula uma contra a outra que foram colocadas no microscópio óptico para observação nesse processo observou-se a presença em mais detalhes do zooplâncton copépoda e do fitoplâncton diatomácea no caso do zooplâncton havia em diferentes maneiras acreditando-se assim ser de espécies diferentes no caso da diatomácea foi à única observada em detalhadas logo em seguida a observação foi necessário se fazer um desenho de acordo com o que se foi observado no microoscópio dessa forma conseguimos perceber a diferenças de algumas espécies encontradas facilitando a sua identificação.

Resultados e Discussão

A partir dessa prática entendemos o processo de funcionamento do microscópio para o estudo da biologia marinha descobrindo a existência de espécies diferentes em um mesmo meio, a utilização desse equipamento é extremamente necessária para a maior precisão do estudo nesse processo além de que aprendemos uma forma de conservação de uma determinada amostra com a utilização de formaldeído ou formol (H2CO) além do uso correto do equipamento, sua conservação para melhor utilização.Dessa forma poderemos obter uma melhor visão da espécie coletada sem danos a amostra e a saúde de quem o utiliza os equipamentos conseguimos explorar ao máximo o uso do equipamento fazendo uso de suas diversas partes, além da lupa que também nos proporciona uma visão diferenciada mais clara da espécie, facilitando o nosso estudo.

Através desse aprendizado poderemos agora explorar as espécies estudando ainda mais a fundo seu modo de vida e como elas se comportam eu seu ambiente além de suas influencias para o ambiente marinho de forma geral.Com o uso do microoscópio conseguiremos ter uma visão bem aperfeiçoada das espécies por isso é um instrumento muito bom e ótimo parceiro para o pesquisador, a partir desse procedimento iremos fazer o reconhecendo das espécies fazendo o melhor uso do microoscópio nos auxiliando durante os estudos e entendimentos das formas de vida no meio aquático.

Conclusão

Aqui conseguimos abordar a melhor maneira da utilização do microoscópio percebemos que é a iluminação de Koehler usada no microscópio é a mais interessante para a visualização da espécie a ser estudada e o uso de bons materiais e vidrarias em estado de conservação suficiente para o uso obtendo-se assim a melhor observação da amostra estudada, entendemos que com este equipamento poderemos obter melhores resultados.

Referencias Bibliográficas

Comentários